ADNTV entrevista NANDO BRAGA, autor de “CLICHÊ ADOLESCENTE 2”

sp3

Nesta sexta-feira, dia 26, o ADNTV encerrou mais um sucesso. Marcando o retorno da faixa das oito horas, a segunda temporada de CLICHÊ ADOLESCENTE se despediu do público com audiência impressionante. Foram 26 pontos de média e 33 de picos, um recorde! Para comentar sobre esta GRANDE produção, convidamos o autor NANDO BRAGA.

ADNTV – Na noite de ontem (26), o ADNTV exibiu o último capítulo de “Clichê Adolescente Intensa como a Vida”.   Cheia de expectativas, trama exibida com atraso surpreendeu na audiência. Foram 26 pontos de média. Como avalia Nando este sucesso? 

NANDO BRAGA – Agradeço pela oportunidade. Acredito que o sucesso tenha tido um conjunto de motivos. A minha parte em escrever uma boa história, eu fiz, cumpri o que havia prometido, ‘contar história’, assim como o meu diretor fez, o próprio ADNTV fez… Nos empenhamos e o público foi prova e correspondeu.  

ADNTV – Todo autor acredita no sucesso da própria obra, você esperava este bom recebimento do público para com a trama? Ficou surpreso e satisfeito com os resultados apresentados? 

NANDO BRAGA – Na blogosfera há um certo preconceito com tramas de gênero teen, são poucos os autores que se aventuram e fazem sucesso. Atirei no escuro, tinha como meta pessoal SIM em fazer certo sucesso, o ADNTV acreditou em mim, tinha que recompensar, o tiro foi certeiro.  

ADNTV – Estrear uma web-novela requer sacrifícios enormes, todo  autor mata um leão por dia, agradar ao público é sempre uma tarefa difícil, a segunda temporada de CA foi muito elogiada pelo texto, trouxe ao público novas histórias.  Quais foram as suas inspirações? Da fonte da criatividade, você bebeu? 

NANDO BRAGA – Rsrs Escrevo aquilo que gostaria de assistir, quem não gostaria de poder ver por exemplo uma Malhação mais adulta? Com temas mais reais da nossa sociedade que atinge principalmente os jovens de hoje? Vi esta necessidade, os web-autores levam muito ao pé da letra escrever uma trama teen e acabam não inovando, apostando em tramas estilo Romeu e Julieta. O diferencial da minha temporada de Clichê Adolescente foi justamente quebrar este paradigma.  

Mesmo com a critica ao seu favor, num certo momento você causou polêmica e alguns comentários negativos foram feitos. A MORTE DA VILÃ GIOVANNA não só surpreendeu o fiel público, como à equipe. Era mesmo preciso? Estava previsto  a morte e o retorno da personagem? Faça um balanço sobre o ocorrido. 

Inicialmente a temporada tinha prevista 20 capítulos a qual estavam todos escritos e entregues a direção, que aprovou o projeto sob mudança. Diante do sucesso, ela foi esticada em 10 capítulos, vi a necessidade de ir além, não é do meu fértil encher linguiça, numa reunião que tive com o meu diretor e a minha supervisora, surgiram ideias, era previsto que algo acontecesse com a Giovanna e o Léo sentisse pena, o Vinny sugeriu a falsa morte dela e achei incrível. Casou com a minha intenção e com a proposta original.  

Estreante no ADNTV, confiaram a você a missão de elevar os índices do horário perdidos com a antecessora. Sentiu pressionado por resultados? Tanto em audiência como em qualidade, que o site tanto preza. Quais foram os desafios que enfrentou e superou…?  

Em nenhum momento diretores me pressionaram, mas existia por minha parte uma grande auto cobrança. Este foi o meu maior desafio, superar as minhas próprias expectativas. Era minha obrigação corresponder o investimento feito e a oportunidade que me deram. A direção também esperava por um retorno.  

O público pode acompanhar diversas notícias sobre os bastidores da temporada. Muita alteração na sinopse foi feita, segunda nota da fan page oficial da trama. Porque houveram essas mudanças, sendo a produção um sucesso?  

Não gosto de enrolar histórias, antecipo tudo e acabo criando em cima disso novos rumos.Ao término da produção, pouca coisa da sinopse original resta.  

Curiosidades em CA2 é o que não falta! Selecione os principais fatos curiosos que foram deixados e não divulgados. 

A curiosidade principal é a sinopse. Propus a direção outra história, o Vinny aprovou com a condição de ajustes e me ofereceu alguns argumentos que ele havia escrito. Adorei tudo e pouco sobrou, mantivemos somente a espinha dorsal. 

Em recente publicação sua numa rede social, revelou o início de um novo projeto. Disse também que suprime a ausência que CA2 deixou se empenhando no novo trabalho. Existem erros ou acertos de Intensa como a Vida que pretende empregar à Frenéticos, a sua nova produção?  

Vejo a falta de humor em Clichê Adolescente 2 como um erro meu, quero evitar repetir em Frenéticos. 

Em poucas e rápidas palavras, defina:  

* Clichê Adolescente? 

Dividor de aguas na minha carreira. 

* Clichê Adolescente – Intensa como a Vida? 

A minha produção mais querida. 

* Clichê Adolescente 3 – Destinos Opostos? 

Mais um sucesso do ADNTV. 

* Léo? 

Orgulho de ter escrito! 

* Clara? 

Uma personagem agradável mas não a minha protagonista ideal. 

* Giovanna? 

Grata surpresa! Como autor me superei, adorei escrever e ver o bom recebimento do publico com a vilã. 

* Vinny Lopes? 

Responsável pelo meu sucesso, devo muito ao Vinny. 

* ADNTV? 

Um excelente lugar que respeita o autor. 

* Aprendi com CA2? 

É possível escrever para o adolescente/jovem e fazer sucesso. 

* Frenéticos, sua nova produção? 

Diferente e inovadora.   

* Nando Braga por Nando Braga? 

Um contador de histórias.

Este momento agora é unicamente seu! Escreva uma nota para os leitores de Clichê Adolescente 2, que tanto fomos vítimas de suas surpresas!

Encerrar uma obra sempre é muito doloroso. Encerrar uma obra com êxito a dor é ainda maior.  Mas ameniza como genérico de farmácia, saber que a missão foi cumprida e seu trabalho visto e reconhecido.  Agradeço a todos que compraram a passagem e embarcaram comigo nesta aventura. 

logoalternativoca3

ESTREIA SEGUNDA

 DE LUCAS OLIVEIRA 

C L I C H Ê   A D O L E S C E N T E – Terceira temporada.

Anúncios

Clichê Adolescente 2 – Último Capítulo

sp3

UMA NOVELA DE NANDO BRAGA 

DIREÇÃO DE VINNY LOPES  


fundo_transparente2 

Apartamento todo escuro, sem luzes acesas. Sem fazer ruídos, Naty vai entrando. Ao se dirigir para o quarto, ouve gemidos vindo do quarto de Gui. A porta está entreaberta, ela flagra namorado e amigo transando.  

Naty – Bando de viados!  

Gui – Naty?! 

Luca – Querida?! 

Ela saca pistola da bolsa. Atira duas vezes, mas não é mostrado. CAM mostra na janela os respingos de sangue.  

Gui – MEU DEUS! 

Luca – NATYYY!!! 

Corre para socorre-la. 

Gui – A Matamos? 

Luca – Ela quem se matou sozinha! 

SP – GALERIA DO ROCK – INTERIOR – ACADEMIA LINDY POP – NOITE 

Lis dá aula de dança para Régis e demais alunos. 

CORTA PARA: SP – GALERIA DO ROCK – INTERIOR – PARAÍSÃO BAR – BANHEIRO – NOITE 

Léo cheirava pó de maconha no banheiro do bar. Vai saindo do estabelecimento. 

Funcionário – Senhor? 

Léo – Segura aí o bar, diz para o meu pai quando chegar que tive um imprevisto… 

Deixa local. Funcionário fica intrigado. Max assistia cena tomando milk-shake que chega ao fim. 

Max – Poxa acabou…  

Deixa dinheiro em cima da mesa e segue Léo. 

SP – APTO MAJU E VITOR – INTERIOR – ENTRADA – NOITE 

Gustavo abre o apto.  

Gustavo – Á partir de agora aqui vai ser o nosso lar. 

Lia vai entrando. 

Lia – Gustavo quero que você saiba que só estou aceitando a sua ajuda porque não tinha mais a quem recorrer. Fui expulsa de casa, o Gabriel se ouve o meu nome reza para a alma de quem o pronunciou seja encaminhada ao purgatório, os irmãos da assembleia querem me ver morta… 

Gustavo – E ao pai do seu filho? Sei que não estamos mais juntos, não deve nenhuma explicação a mim, porém vamos dividir o mesmo apartamento. Quem é o cara que te engravidou? 

Mostra Marcelo sofrendo na prisão, sendo estuprado por prisioneiros. Há uma fila que aguarda para come-lo.  

Gustavo – Pretende mesmo ter esta criança? Hoje a lei ampara e permite o aborto a gravidas vítimas de estrupo. 

Lia – Porque não teria esta criança? Ele não teve culpa de ter saído dum saco errado! 

SONOPLASTIA: TEMA LIA E GUSTAVO – TAKE YOUR TIME (SAM HUNT)

SP –  CATEDRAL DA SÉ – EXTERIOR – ESCADARIA – NOITE 

Grupo de jovens está reunido a frente da igreja, na escadaria fumando maconha. Léo chega e cumprimenta amigos. Max o seguia e se esconde.  

Max – Seria uma pena acabar com a alegria desses craquentos.  

Pega celular e digita 190. 

Max – Alô, policia? Quero fazer uma denuncia, sou vigilante patrimonial e alguns maconheiros estão danificando um patrimônio cultural, a igreja da sé. 

Continua a falar em off, sorri cinicamente. 

LAGUNA/SC – CASA MEIRE – INTERIOR – NOITE 

Meire atende a companhia que tocava. 

Meire – Pois não?  

Hélio – Quem é você? O que faz aqui? 

Meire – Senhor eu moro aqui e você? O que quer? 

Hélio – Como assim? Essa casa me pertence, era da minha família! 

Vai invadindo a casa. 

Meire – O senhor não pode… 

Hélio – Tânia! Clara! Luca! Sabrina! Aonde eles estão? O que fez com eles?! 

Meire – É o pai da Clara? 

Hélio – Porque?! Conhece a minha filha?! 

Meire – Ela foi para São Paulo com os irmãos… 

Hélio – São Paulo…? E a minha esposa, a mãe deles? 

Meire – O senhor que estava junto não sabe? Há boatos de que está morta… 

Hélio sente tontura. 

Hélio – Morta? Menina me arranje uma agua por favor. 

Senta num sofá. 

CORTA PARA: LAGUNA/SC – CASA CHICA – INTERIOR – BANHEIRO – NOITE 

Tânia toma banho. CORTA Ela sai do banheiro, vai para o quarto, se enxuga e põe roupa. Chica adentra ao quarto. 

Chica – Comadre consegui o que me pediu. 

Tânia – Comprou a passagem?! 

Chica – As passagens, também sou filha do todo poderoso, mereço umas férias em São Paulo, vou junto com você! Partimos amanhã… 

SP – GALERIA DO ROCK – INTERIOR – PARAÍSÃO BAR – NOITE 

Régis e Lis entram no bar. Ele fica intrigado com ausência de Léo. 

Régis – E o Leonardo?  

Funcionário 1 – Saiu patrão, parece que pintou um imprevisto. 

Funcionário 2 – Chefe telefonema para o senhor, é da delegacia. 

Régis apanha o telefone. 

CORTA PARA: SP – DELEGACIA QUALQUER – EXTERIOR – NOITE 

Régis e Léo vão saindo da delegacia rumo ao carro. 

Régis – Acusado de vender drogas! Que mal eu fiz pra merecer um filho como você?! Não bastou ter matado a sua mãe por causa desse maldito veneno e agora também quer me assassinar? De desgosto!  

Léo – Iniciada a sessão sermão… 

Regis dá três tapas na cabeça de Léo. 

Régis – Não tem mais jeito, tentei evitar, mas não haverá mais escapatória a não ser te internar meu filho. Amanhã procuro uma clinica de reabilitação antes que acabe como sua mãe, num caixão!  

Léo fica atônico.  

STOCK-SHOTS – AMANHECE 

Dia em São Paulo. 

CORTA PARA: SP – ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA – INTERIOR – ENTRADA – MANHà

Maju adentra ao escritório após licença maternidade e colegas a aplaudem. 

Maju – Que isso gente? É meu aniversário e eu não sei? Fui informada só agora disso?! 

Regina – Bom retorno Maria Júlia. Sentimos a sua falta advogada mais querida do escritório. 

Maju fica emocionada. 

SP – CEMITÉRIO – INTERIOR – SALÃO – MANHà

Naty é velada. Diversas pessoas acompanham velório. Gui e Luca entram e todos os olhares são voltados a eles. Uma mulher, senhora velha, vestida de luto se aproxima e cospe no casal homossexual. 

Mãe de Naty – Vocês mataram a minha filha! Vocês…  

Chorando, vai batendo nos dois. 

Gui – Desculpa senhora, desculpa… 

Rapaz ampara a mãe. 

Irmão de Naty – Pedir desculpas não trará a minha irmã de volta! Não trará a felicidade e a paz da minha mãe! Desgraçaram a nossa família, satisfeitos?!  

Luca – Estão equivocados! Quem engatilhou e atirou com a arma foi a própria Natália! Que culpa temos eu e o Gui? Só porque descobrimos que nos amamos?! Amar é democrático e acreditem, é uma das poucas coisas em que não pagamos impostos mas pagamos, nós os homossexuais, na pele, a dor da ignorância alheia!  

Silencio toma conta do velório. 

Luca – Em meu nome e do meu namorado, as nossas singelas lástimas!  

Luca e Gui saem do local.  

SONOPLASTIA: TEMA GUI E LUCA – PAPEL PICADO (NANDA SAFF)

LAGUNA/SC – CASA CHICA – INTERIOR – MANHà

Tânia ajeita única mala, campainha toca constantemente. 

Tânia – Chica? Comadre a porta! Chica… 

Sai a procura de Chica no quarto, mas não a encontra. 

Tânia – Já vai! Já abro! Só um momento! 

Dirige e abre a porta. 

Hélio – Amor que falta você me fez! 

Tânia – Hélio? 

Se abraçam e beijam. 

INTERIOR DE SP – CLINICA DE REABILITAÇÃO – EXTERIOR – MANHà

Na frente do alojamento duma clinica de reabilitação do interior de São Paulo, Maju se despede de Léo. Régis a aguarda no carro. 

Maju – É para o seu bem meu irmão, fica bem.  

Emocionada, o abraça. Em passos brandos, dá as costas a Léo, que chora muito, e entra dentro do carro. Régis acelera. 

Léo – Não…  

Corre para alcançar o carro, se aproxima, mas é pego por seguranças. 

Léo – Aqui eu não vou ficar, não vou! 

Diz descontrolado, preso por dois seguranças. 

STOCK-SHOTS- ANOITECE 

Noite em São Paulo. 

SONOPLASTIA: TEMA NOITE – WAITING FOR LOVE (AVICII)

CORTA PARA: SP – MANSÃO GUTERRES – INTERIOR – ENTRADA – NOITE 

Clara é puxada por Max para dentro da mansão com as luzes todas apagadas. 

Clara – O que tanto queria me mostrar Max? Porque me tirou de casa o dia inteiro?! 

Max – Quer mesmo saber? Preparada?  

Clara – Detesto suspense! 

Ele acende todas as luzes do térreo da mansão. 

Hélio e Tânia – Surpresa… 

Clara – Mãe? Pai? Tinha certeza que estavam vivos!  

Max – Acha que acabou? Tem mais uma surpresa querida. 

Ajoelha e tira do bolso uma caixinha, abre e pega aliança. 

Max – Clara quer se casar comigo? 

Clara – Casar…? [flashback] 

Momentos de Clara com Léo. 

SONOPLASTIA: TEMA CLARA E LÉO – EVERYTHING (LIFEHOUSE)

[fim de flashback] 

Clara – Desculpa Max, mas não é você que eu amo. Desculpa… 

Sai correndo para fora. 

SONOPLASTIA: COME HOME – TEMA CLARA & MAX (ONEREPUBLIC feat. SARA BAREILLES) 

SP – CLINICA DE REABILITAÇÃO – EXTERIOR – NOITE 

Na rua, Giovanna num carro aguarda. 

Giovanna – E o Léo que não vem…  

Pega celular, liga para Léo, mas ele não atende. CORTA Na surdina, Léo consegue sair do alojamento. Se dirige ao muro da clinica, ao subir é flagrado por seguranças. Pula rapidamente e corre em direção a Giovanna. Seguranças o segue. 

Léo – Corre, corre, me viram e eu não posso ser pego! Pra lá eu não volto!  

Entra no carro, ela acelera. Ambulância da clinica segue eles. Uma perseguição acontece. 

Léo – Tem carteira? Tá dirigindo na contramão! 

Giovanna – Fiz um cursinho de longa distância…  

Diz olhando para ele. 

Léo – Olha pra frente! 

Ao se voltar para frente, Giovanna que dirigia na contramão, se assusta com faróis de um caminhão, joga carro para o acostamento, mas em alta velocidade acaba perdendo o controle. Veículo capota diversas vezes até parar. Segundos após, explode. 

fim

  • Lia dá a luz a uma menina, Gustavo assume paternidade e coloca sobrenome na bebê; 
  • Ao dar a luz, Letícia sofre infecção e falece após o parto de uma menina. Vitor fica com a bebê. Ele e Maju se reconciliam e ela a adota;
  • Frida é resgatada de asilo e deserda Denise; 
  • Gui posta vídeo cantando no youtube e vira viral;  
  • Régis supera trauma da viuvez e inicia romance com Lis.

SP – GALERIA DO ROCK – INTERIOR – NOITE 

Gui realiza show. Ele canta tema de abertura da temporada. No evento estão: Maju,Vitor e a bebê juntos; Régis e Lis; Lia , Gustavo e a bebê, Luca babando pelo namorado cantor, Tânia e Hélio, Regina com novo namorado e Gabriel tentando evangelizar.  

SP – HOSPITAL – INTERIOR – QTO GIOVANNA – NOITE

Ela desperta. Denise, Sabrina e Max estão presentes.

Giovanna – Acendem a luz. Porque não vejo nada? Tem algo nos meus olhos?

Denise – Querida, precisa ser bastante forte neste momento. Eu, Sabrina e o Max estaremos ao seu lado hoje e sempre, nunca se esqueça disso. 

Giovanna – Porque fala isso mamãe? Credo…

Denise – Você perdeu a visão de ambos os olhos, está cega…

Giovanna – QUE? Não é possível! Mamãe tô cega? 

Max – Gi eles ainda vão nos pagar, eu prometo.

Sabrina – Prometemos!

CORTA PARA: SP – HOSPITAL – INTERIOR – QTO LÉO – NOITE 

Clara observa Léo em coma deitado na cama. Hélio abre a porta. 

Hélio – Filha tá na hora do nosso voo.  

Clara – Eu vou mas eu volto. 

Beija testa de Léo e se dirige a porta.  

Léo – E se eu não deixar que vá? 

Clara – Léo?

Léo – Tão cedo não te deixo em paz.

Sorriem.

SONOPLASTIA: TEMA CLARA E LÉO – EVERYTHING (LIFEHOUSE)

CORTA PARA:

fim

Curta a fan page de “Clichê Adolescente 2” e fique por dentro do que vem por aí >> Fb.com/clicheadolescente

capa mae

@ESTREIA_SEGUNDA:CA3banner01

ADNTV

Clichê Adolescente 2 – Penúltimo Capítulo

sp3

UMA NOVELA DE NANDO BRAGA 

DIREÇÃO DE VINNY LOPES  


fundo_transparente2 

Clara – Espera aí, esse resultado está errado! Aqui diz que você é a minha irmã?! 

Denise – Como assim…? O que usou meu para fazer o teste? 

Clara – Uma escova de cabelos em cima da penteadeira. Peguei a duas semanas atrás! 

Denise – Tá explicado… Era da Giovanna, aquele dia que vocês duas brigaram, o dia que você descobriu que ela estava viva, a minha filha procurava pelo pente. 

Clara – Mas e o resultado? Ele aponta que somos irmãs!  

Denise – E são!  

Clara – Que história é essa?! 

Denise – A Giovanna é filha do seu pai. Ela é fruto duma relação proibida mas tão prazerosa… Uma das melhores trepadas que tive na vida foi com o Hélio. Noite inesquecível… 

[flashback não gravado] 

Na mansão Guterres, empregada recebe bilhete de um menino. Denise vê. 

Denise – O que é? 

Empregada – Um bilhete… É para a dona Tânia. 

Denise – Pra minha irmã? Quer que eu entregue a ela? 

Empregada – Tô cheia de serviço lá na cozinha, a senhorita poderia fazer este grande favor a mim? 

Denise – Com o maior prazer. 

Empregada entrega bilhete e sai. Denise lê. 

Denise – Te espero hoje a noite no meu barco para o jantar. Conto as horas pra te ver, ass Hélio. 

Denise abre sorriso. CORTA Noite chega e ela aparece próxima a embarcação de pesca no porto. Bate na porta do barco. 

Hélio – Deve ser ela… Que bom que chegou!  

Ao abrir, fica surpreso. 

Hélio – Denise…? O que faz aqui? 

Denise pula em Hélio, o agarra e rouba vários beijos a força. 

Hélio – Para, para tá maluca? Eu namoro e amo a sua irmã! A Tânia é a mulher da minha vida! Sai daqui…  

Denise – Não saio mas nem morta! Só te deixo em paz quando realizar a minha vontade…  

Tira a roupa. 

Denise – Me possua? Sou toda sua! 

Hélio – Sai daqui ou eu chamo a polícia! 

Denise – Chame e vai ter que se explicar o porque de uma menor estar no seu barco… A Tânia também vai querer explicações sobre o que faço aqui com você. Acha que vou dizer que vim por conta própria?  

Ela fica de quatro. 

Denise – Anda, vai logo, ainda quero dormir em casa. 

Hélio introduz pênis no anus de Denise, ela sente. 

[fim de flashback]   

Clara dá tabefe em Denise. 

Clara – Não conte lorotas de quem não está aqui para se defender! O meu pai jamais trairia a minha mãe, é loucura sua imaginar que eu acreditaria nisso! 

Denise – E os exames? Não confiava tanto neles? Garota, não tampe o sol com a peneira, veja as coisas como elas realmente são, aceite. O seu pai era como todos os homens são, safados e infiéis. Ele não prestava!  

Olhos de Clara enchem de lágrimas. Choro escorre. 

LAGUNA/SC – CASA MAX – INTERIOR – SALA – MANHà

Chica conversa com Max pela webcam do computador. 

Chica – Está ainda mais belo meu filho, tá lindo… O que a Clara achou? Como estão? 

Max – Ela aprovou só não gostou muito porque o assédio aumentou… A Clarinha desde sempre foi ciumenta. Mãe, quero que veja algo. Será que ela aceita? 

Mostra aliança. 

Chica – Meu filho, que isso? Aonde conseguiu esse anel? Deve ter custado uma nota preta! 

Max – Pela Clarinha, todo esforço é válido. Vou pedi-la em casamento.  

Companhia de Chica toca. 

Chica – Já volto meu filho… 

Ela se levanta da escrivaninha e abre a porta da casa.  

Chica – Jesus Maria José, isso não é possível! Tânia é você?! 

Tânia entra. 

Tânia – Minha amiga preciso da sua ajuda. Como pode ver eu não morri.  

Max assiste a cena. 

Max – Não… Não… Isso não é real. A mãe da Clara, viva? O Albatroz precisa saber disso… 

Giovanna – O que a minha precisa saber? 

Max – Vem cá ver, a sua tia Tânia, a mãe da Clara, tá vivinha da silva. 

Giovanna – Como? Mas ela não estava morta?! 

Max – Pra você ver como não é só você e o lazaro que foram ressuscitados.  

SP – APTO MAJU E VITOR – INTERIOR – QTO – MANHà

Maju fazia a mudança. Não há mais nenhum móvel no apto. No chão encontra foto do casamento dela e de Vitor. [flashback não gravado] 

Num belíssimo jardim, é realizada a cerimônia de casamento de Maju e Vitor. 

SONOPLASTIA: TEMA MAJU E VITOR – NAMORA COMIGO (PAULINHO MOSKA)

Vitor – Eu me comprometo a amá-la seriamente, em todas suas formas. Agora e para sempre. Prometo que nunca vou esquecer que o nosso amor é um amor para toda a vida. E sempre saber na parte mais profunda da minha alma que não importa quantos desafios podem querer nos separar, sempre encontraremos o caminho de volta para o outro. Sempre teremos o nosso amor para nos refugiar, sempre teremos a paz de olhar um nos olhos do outro e saber que não precisamos de mais nada, só existe naquele breve espaço do olhar. 

Diz colocando a aliança. 

Maju – Prometo defender o nosso amor e estimá-lo acima de qualquer coisa. Prometo ser compreensiva, tolerante e paciente. Prometo cuidar de cada uma das suas necessidades. Prometo respeitá-lo e amá-lo completamente. Não importam quais obstáculos enfrentemos, o meu amor por você se manterá intacto, forte e perfeito. Enfrentamos tantas coisas juntos, que não existem maneiras de um dia chegarmos ao fim. Nosso amor é eterno e se eternizará na vida dos nossos filhos. 

Termina de colocar as alianças. 

Cerimonialista – Podem se beijar! 

Eles se beijam. Convidados aplaudem. 

Maju e Vitor, sem áudio – Te amo. 

[fim de flashback] 

Gustavo – Tem mesmo certeza do que está fazendo prima? Em alugar o seu apartamento pra eu e a Lia morarmos? 

Maju – Absoluta… Só espero que aqui sejam felizes o quão eu não fui. 

Entrega chaves. 

Maju – Bem-vindo ao seu lar. 

Se abraçam. Maju emocionada. 

SP – CLINICA DE DNA – INTERIOR – SAGUÃO – MANHà

Letícia entra e vai ao balcão de atendimento. Vitor a seguia. 

Letícia – O que faz aqui? 

Vitor – O mesmo que você, vim buscar o resultado do DNA. Se contava em adulterar o exame, a intenção está descartada. 

Letícia – Quem não deve não teme. Maravilha que veio, assim possamos comemorar o resultado almoçando num restaurante aqui perto. E eu pago, você está desempregado, a conta vai ser toda minha.  

Secretária entrega resultado para Letícia, ela nem olha e dá nas mãos de Vitor. Ele abre e vê. 

Letícia – Se existia duvidas, agora não existem mais… Dito e comprovado, você é o pai do meu filho. Vai assumir?  

Diz cinicamente. 

SP – CASA LIA – INTERIOR – QTO – MANHà

Com malas nas mãos, Lia fecha porta do quarto.  

Lia – Então é isso… Vou sentir muita falta disso tudo aqui. Espero que vocês possam me perdoar. 

Mãe de Lia – Deveria esperar que o senhor dos céus te perdoe. Vou rezar pela sua alma contaminada pelo mundo devasso. 

Lia vai saindo. 

Lia – Benção pai? 

Ele se recusa. 

Pai de Lia – Pai? Mas eu não tenho filha… 

Cabisbaixa, Lia deixa a casa. Mãe dela se emociona, ele contém emoção com a raiva. 

SP – CONSTRUTORA GUTERRES – INTERIOR – ESCRITÓRIO DENISE – MANHà

Giovanna invade escritório, Clara e Denise ainda conversavam. 

Giovanna – Mamãe você não vai acreditar… 

Vê Clara. 

Giovanna – Só pensar na diaba que me aparece… Bom que já mata dois coelhos numa machadada só. Ao contrário do que você e os seus irmãos pensam, a sua mãe está viva Clara. Já pode voltar de onde nunca deveria ter ousado a sair!  

CORTA PARA: LAGUNA/SC – CASA MAX – INTERIOR – SALA – MANHà

Chica e Tânia tomam café. 

Chica – Comadre você precisa da minha ajuda para encontrar o Hélio? 

Tânia – Faria esse favor Chica? Há três semanas o procurando pela redondeza toda e sozinha não o encontro. 

Chica – Ele está mesmo vivo? 

Tânia – Creio que sim. Comadre eu sinto que o meu marido possa estar mais perto do que imagino. 

CORTA PARA: HOSPÍCIO – INTERIOR – SALA DE ARTES 

Hélio junto a outros pacientes pintam em telas. Ele pinta um barco em meio a uma forte tempestade no mar durante a noite. [flashback]  

Embarcação sofre com a forte tempestade e as grandes ondas do mar. Hélio lança ancora e entra no barco.  

Hélio – Querida, querida acorde! Estamos quase naufragando!  

Tânia – Afundando? Hélio faça alguma coisa! As crianças precisam de nós, não podemos morrer!  

Hélio – Agora é rezar e esperar o tempo melhorar!  

Se abraçam. Do lado de fora, ancora da embarcação não funciona e barco colide em rocha, quebrando quase todo.  

[fim de flashback] 

Hélio – A minha memória… Parece que estou recordando… Hélio… Me chamo Hélio? 

Psicólogo – Está tudo bem? Parece tenso…  

Hélio – Eu me chamo Hélio! 

STOCK-SHOTS – ANOITECE  

Noite em São Paulo. 

SONOPLASTIA: TEMA NOITE – WAITING FOR LOVE (AVICII)

CORTA PARA: SP – GALERIA DO ROCK – INTERIOR – BOUTIQUE DE ROUPAS – NOITE 

Sabrina fecha a loja. Naty limpa pistola. 

Sabrina – Naty, que isso?  

Naty – Uma pistola… Nos dias de hoje andar armada é sinônimo de segurança. Pega e sinta o poder! 

Entrega a Sabrina a pistola, que fica admirando. 

SP – GALERIA DO ROCK – INTERIOR – PARAÍSÃO BAR – NOITE 

Léo está sentado bebendo cerveja no balcão. [flashback] 

Léo usa maconha junto a outros usuários.   

Bandido – Léo chega mais!  

Léo se aproxima.  

Bandido – Você que é um cara safo, não quer evoluir? Irmão, quem usa maconha é gente pobre e velha. Tenho uma paradinha ainda melhor… Se liga!  

Mostra comprimido.  

Bandido – Metanfetamina… Viagra é rolha perto dela.  

Léo – Quanto?  

Bandido – Pra você camarada, faço por 200 pilas. 

[fim de flashback] 

Lis aparece. 

Lis – Tá na hora aluno Régis… Hoje o senhor não escapa da aula de dança! 

Régis – Veio me buscar? Só porque cabalaria hoje. Leonardo pode dar uma olhada no caixa do bar? A gerente não veio, o Luca está de folga… 

Léo – Vai na paz pai, o Paraísão nunca esteve tão seguro como vai estar. 

Régis é puxado por Lis para fora. Léo vai atrás do caixa e abre. Pega o celular e faz ligação. 

Léo, celular – Entrega a domicilio a metanfetamina? Quero duas cartelas… Melhor, três! 

Tira do caixa montante de dinheiro. Câmera filma. 

SP – FLAT GUI E NATY – INTERIOR – QTO GUI – NOITE 

Gui toca tema musical dele e Luca. [flashback] 

Luca – Gui!  

Luca corre, pula e empurra Gui, os dois caem no chão, estão muito próximos um do outro.  

Luca – Tá maluco?! Quase foi atropelado!  

Gui – O meu sonho acabou… Cantar é uma ilusão.  

Luca – Tá chorando? Porque está falando isso? Gui você é o melhor cantor que já ouvi.   

Gui – Acha mesmo?  

Luca diz sim balançando a cabeça.  

Luca – Acho…   

Trocam olhares e sorrisos, Luca se aproxima e beija Gui.  

Gui – Porque fez isso?  

Luca – Me deu vontade, agi mal?  

Gui – De onde saiu aquele, tem mais?  

Sorriem e se beijam. Motoristas buzinam. 

[fim de flashback] 

Companhia toca. CORTA Gui abre a porta, é Luca. Eles se olham. Após segundos, se beijam intensamente. Vão aos beijos para o quarto de Gui, um tira a roupa do outro, se jogam na cama. CORTA Gui está sob o pênis de Luca deitado. 

Gui – Nunca fiz isso, não com um homem. 

Luca – Você não era gay? 

Trocam de posição. Gui introduz pênis no anus de Luca. 

Gui – Antes? Não… Até namorada tinha. Mas agora transando com você, hétero é o que não somos. 

SONOPLASTIA: TEMA GUI E LUCA – PAPEL PICADO (NANDA SAFF)

CORTA PARA: SP – FLAT GUI E NATY – INTERIOR – NOITE 

Apartamento todo escuro, sem luzes acesas. Sem fazer ruídos, Naty vai entrando. Ao se dirigir para o quarto, ouve gemidos vindo do quarto de Gui. A porta está entreaberta, ela flagra namorado e amigo transando.  

Naty – Bando de viados!  

Gui – Naty?! 

Luca – Querida?! 

Ela saca pistola da bolsa. Atira duas vezes, mas não é mostrado. CAM mostra na janela os respingos de sangue.

CORTA PARA:

fimdocap

Curta a fan page de “Clichê Adolescente 2” e fique por dentro do que vem por aí >> Fb.com/clicheadolescente

capa mae

@ESTREIA_SEGUNDA:CA3banner01

ADNTV

Clichê Adolescente 2 – Antepenúltimo Capítulo

sp3

UMA NOVELA DE NANDO BRAGA 

DIREÇÃO DE VINNY LOPES  


fundo_transparente2 

Deitada na cama, Clara mexe em notbook. Ouve barulhos. 

Clara – Que barulho é esse? 

Se levanta e se dirige ao corredor. 

Clara – Vem do quarto da Giovanna…?  

Se dirige a suíte de Giovanna. Com luz acesa, alguém está no closet.  

Clara – Ai meu Deus, Giovanna é você? 

Giovanna – Ai meu Deus digo eu, mais uma pra desmaiar? Se for desmaia logo, porque me da aflição de olhar para esta sua cara de mocinha songa e monga, defensora dos fracos e oprimidos. 

Clara belisca Giovanna. 

Giovanna – Ai… Se ficar a marca você é quem paga a plástica! 

Clara – TÁ VIVA?! 

Giovanna – Para a sua tristeza nunca estive tão viva! Voltei ainda com mais sede de viver e ódio de você priminha! Como são as coisas, filha da tia Tânia, a deserdada dos Guterres. O que leva alguém trocar esta vida, este luxo todo pra viver numa vila de pescadores? A mamãe que se cuida, doença mental se herda, é de família. 

Clara dá bofetada em Giovanna. 

Clara – Acha normal planejar a própria morte? Fazer os outros sofrerem a troco de nada? Por prazer em se aparecer? 

Giovanna – Aí se engana, tirei o Leózinho de você, pra mim isso já basta! Ele sentiu a minha falta e vai voltar pra mim, sou a garota ideal pra ele! 

Clara – Disse tudo, garota! Mulher não se presta a baixaria a que se prestou. Se humilhar por causa de homem? Como é baixa e desesperada por pinto. 

Clara dá as costas, Giovanna pula pra cima dela, puxando o cabelo. 

Clara – Não se deve agredir o inimigo pelas costas, isso a torna ainda mais baixa! 

Elas entram em luta corporal, ambas puxam o cabelo uma da outra. Vão se batendo pelos cômodos da suíte. 

Giovanna – Que shampoo e condicionador você usa? Quer uma dica de diva? Mude porque além do seu cabelo estar todo quebrado, ele está caindo… Mais um pouco fica careca! Marcelo Tas manda beijo pra você! 

Continuam puxando os cabelos, vão para o corredor. 

Clara – Diz ser diva mas e esse buço? Faz parte da alegoria?  

Giovanna – Me conte como é ter essas sobrancelhas de taturana, para o halloween quero me vestir de você, bruxa! 

Clara – Bruxa não ôôo bigodinho de Hitler!   

Andam enquanto puxam os cabelos, caem da escada. Rolando degrau por degrau, ficam esticadas no chão, uma ao lado da outra. 

Giovanna – Quem venceu? 

Clara – A que menos acabada está! 

Se olham. 

Clara e Giovanna – Empate!  

Giovanna – Acho justo! 

Clara – Merecido!   

SP – BAIRRO REPÚBLICA – EXTERIOR – PRAÇA DA REPÚBLICA – NOITE 

Léo usa maconha junto a outros usuários.  

Bandido – Léo chega mais! 

Léo se aproxima. 

Bandido – Você que é um cara safo, não quer evoluir? Irmão, quem usa maconha é gente pobre e velha. Tenho uma paradinha ainda melhor… Se liga! 

Mostra comprimido. 

Bandido – Metanfetamina… Viagra é rolha perto dela. 

Léo – Quanto? 

Bandido – Pra você camarada, faço por 200 pilas. 

Léo – Não tenho essa bolada toda não! 

Bandido – Gostei desse relógio, aonde foi que comprou? 

Se olham, Léo tira relógio de pulso e entrega para o bandido. 

SP – FLAT GUI E NATY – INTERIOR – QTO GUI – NOITE 

Ele toca e compõe música. Celular toca. 

Jorge, telefone – Alô Gui? Aqui é o agenciador de cantores. 

Gui, celular – Jorge? 

Jorge, telefone – Ele mesmo… Quero marcar, se possível um teste na minha gravadora amanhã. Estará disponível? Faço gosto que vá! 

Gui, celular – Não estou acreditando que isso está mesmo acontecendo, parece um sonho, sonhei durante toda a minha vida em entrar numa gravadora… Vou estar sim, sem falta amanhã na gravadora, se duvidar vou ser o primeiro a chegar lá. Que horas? 

Continuam a conversar em off. 

STOCK-SHOTS – AMANHECE 

Uma segunda-feira solar. 

CORTA PARA: SP – GRAVADORA DE MÚSICA – INTERIOR – MANHà

Jorge recebe Gui na entrada. 

Gui – Disse que viria, cá estou! 

Jorge – Seja muito bem-vindo, provavelmente esta será a sua nova casa, aproveite o momento e faça um bom teste. Tô na torcida! 

Sorriem. 

SP – APTO MAJU E VITOR – INTERIOR – MANHà

Maju assiste a desenhos animados e tomando cappuccino. Toca a companhia, rindo vai atender. 

Maju – Vitor? O que faz aqui? 

Vitor – Vim buscar o restante das minhas coisas. Posso? 

Ela faz sim com a cabeça, ele entra, Maju fecha a porta e volta a assistir televisão. 

Vitor – Quando volta a trabalhar no escritório? 

Maju – Não veio buscar as suas coisas? Vá antes que eu mude de ideia e te expulse daqui sem elas! 

Vitor – Não vai mesmo me perdoar ou ouvir o que tenho pra te dizer? 

Maju – Eu avisei! Não sou mulher de falar e não cumprir, avisei e que se dane-se as suas coisas, dê o fora daqui! 

Vai puxando Vitor para fora. 

Vitor – Maria Julia eu preciso do restante das minhas coisas! Se não precisasse juro que aqui não estaria! 

Maju – Quer mesmo as suas coisas? Eu jogo pra você! 

Vitor – Jogo? 

CORTA PARA: SP – APTO MAJU E VITOR – INTERIOR – VARANDA – MANHà

Maju joga pela varanda do apto. malas de Vitor, que ao caírem no chão, se espalham.  

Maju – Se faltar alguma coisa avisa, que eu mando por sedex! 

Fecha a porta da varanda.  

Vitor – Merda… 

Um carro buzina para ele. 

Letícia – Vai uma carona aí? 

Vitor – Era só o que faltava…  

Do sétimo andar, Maju flagra Letícia ajudando Vitor a recolher as roupas pela rua. 

Maju – Desgraçados… Ainda estão juntos! Ele ainda quer que eu o perdoo! Miserável! 

Fecha a cortina. 

SONOPLASTIA: TEMA MAJU E VITOR – NAMORA COMIGO (PAULINHO MOSKA)

SP – CASA LÉO – EXTERIOR – JARDIM – MANHà

Régis carpina o jardim. Alguém aparece. 

Lis – Nada que uma grama para capinar após um dia de ressaca. Fez falta na galeria… 

Régis – A minha ausência na aula de dança tem motivo, causa e razão. Disposta a ouvir? 

Lis – Se estiver incluso um café, sou toda ouvidos! 

Risos. 

SP – GRAVADORA DE MÚSICA – INTERIOR – ESTÚDIO – MANHà

Gui toca e canta. Produtores parecem satisfeitos. 

Jorge – Bom o garoto, não? Voz ele tem, é afinado, sabe cantar e canta bem, passou a primeira fase do teste, agora vem a segunda parte… 

Produtor musical – Sei não hein chefe, acho que esse arrega. 

Jorge – Ta doido pra me ver na mão não é?  

Risos. 

CORTA PARA: SP – GRAVADORA DE MUSICA – INTERIOR – ESCRITÓRIO JORGE – MANHà

Jorge aguardava sentado atrás da mesa do escritório Gui chegar. 

Gui – E então Jorge? Como fui no teste? Tô aprovado? 

Jorge – Musicalmente aprovadíssimo mas ainda não acabou. Vai depender do seu bom desempenho agora, só não geme muito porque eu não gosto, detesto gemidos, te desaprovo na hora. 

Vai tirando sinto da calça e desbotoando camiseta. 

Gui – O que o senhor está insinuando…?! 

Jorge – Teste do sofá, nunca ouviu falar? Tire a roupa! 

Gui – Desculpa mas isso eu me recuso! 

Deixa o local. 

STOCK-SHOTS – ANOITECE 

Noite em São Paulo. 

SONOPLASTIA: TEMA NOITE – WAITING FOR LOVE (AVICII)

CORTA PARA: SP – MARGINAL DO TIETE – EXTERIOR – NOITE 

Gui anda em meio aos carros na marginal do tiete aos prantos. Num transporte público, está Luca que flagra Gui passar próximo. 

Luca – Aquele não era o Gui? 

Gui continua andando sem direção. Chega em cruzamento e está disposto a ser atropelado. Um carro vai em sua direção. 

Luca – Gui! 

Luca corre, pula e empurra Gui, os dois caem no chão, estão muito próximos um do outro. 

Luca – Tá maluco?! Quase foi atropelado! 

Gui – O meu sonho acabou… Cantar é uma ilusão. 

Luca – Tá chorando? Porque está falando isso? Gui você é o melhor cantor que já ouvi.  

Gui – Acha mesmo? 

Luca diz sim balançando a cabeça. 

Luca – Acho…  

Trocam olhares e sorrisos, Luca se aproxima e beija Gui. 

Gui – Porque fez isso? 

Luca – Me deu vontade, agi mal? 

Gui – De onde saiu aquele, tem mais? 

Sorriem e se beijam. Motoristas buzinam.   

SONOPLASTIA: TEMA GUI E LUCA – PAPEL PICADO (NANDA SAFF)

SP – MANSÃO GUTERRES – INTERIOR – QTO DENISE – NOITE 

Na surdina, Clara adentra ao quarto de Denise. 

Clara – Só preciso de um fio de cabelo para fazer o DNA… 

Vai à penteadeira e pega um pente de cabelo, onde há vários tufos. 

Clara – A liberdade da minha avó está aqui… Em minhas mãos. 

DUAS SEMANAS DEPOIS 

SP – CLINICA DE DNA – INTERIOR – SAGUÃO – MANHà

Secretária – Clara os exames… Pode assinar aqui? 

Clara – Pode parecer só papéis com importantes resultados, mas isto daqui vai mudar a vida de muita gente e corrigir algumas injustiças. 

CORTA PARA: SP – CONSTRUTORA GUTERRES – INTERIOR – MANHà

Clara – Se antes duvidava da minha ligação com a sua família, agora passa a não existir mais. Estão aí os resultados do exame de DNA. 

Denise – DNA? Como assim? Não tô sabendo disso? 

Clara – Dinheiro compra tudo inclusive altera resultados de DNA, assisti há milhares de novelas, e seguindo a tradição, para evitar qualquer imprevisto manipulado, mandei fazer sem que soubesse. Ainda não li, que tal abrirmos no mesmo tempo, nós duas juntas? 

Elas abrem. 

Clara – Espera aí, esse resultado está errado! Aqui diz que você é a minha irmã?! 

Denise – Como assim…? O que usou meu para fazer o teste? 

Clara – Uma escova de cabelos em cima da penteadeira. Peguei a duas semanas atrás! 

Denise – Tá explicado… Era da Giovanna, aquele dia que vocês duas brigaram, o dia que você descobriu que ela estava viva, a minha filha procurava pelo pente. 

Clara – Mas e o resultado? Ele aponta que somos irmãs!  

Denise – E são!

CORTA PARA:

fimdocap

Curta a fan page de “Clichê Adolescente 2” e fique por dentro do que vem por aí >> Fb.com/clicheadolescente

capa mae

@DIA 29_ESTREIA:CA3banner01

ADNTV