Amor Sem Fim – Último Capítulo

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

ÚLTIMO CAPÍTULO

228-copia-copia-6-copia


Cena 01 | Hospital | Sala de Estar | Dia.

Continuação… Cecília chega ao hospital.

Cecília – Será que nos podemos conversar?

Fábio – O que você quer aqui?

Cecília – Eu acho que já passou da hora de fazer isso. Eu sei que eu nunca apoiei o seu namoro com a Amanda e isso me levou a fazer coisas que nem eu sei por que eu fiz. Trazer a Débora pra separar vocês foi meu maior erro.

Fábio – Isso são só palavras bonitas, mas que não me convencem de que você se arrependeu.

Cecília – Mas eu me arrependi de tudo tanto é que eu vim aqui te pedir perdão.

Fábio – Pedir perdão é fácil! Quero ver pedir com sinceridade. Mostrar que está realmente arrependida.

Cecília – E eu estou! Estou muito arrependida de te fazer infeliz achando que estava te fazendo feliz.

Cecília ajoelha-se diante de Fábio.

Fábio – Não precisa isso!

Cecília – Me perdoa por tudo o que eu fiz contra você e contra a Amanda?

Fábio – Você não tem que pedir perdão a mim. Você vai ter que pedir perdão a Amanda.

Cecília – Mas como é que eu vou fazer isso se ela não tem mais chances de vida?

Fábio – A Amanda está viva! E se recuperando.

Cecília – O que? Quer dizer… Eu peço perdão a ela então.

Fábio – Esquece! Pode ir embora.

Cecília – Mas eu só saio daqui se você me perdoar.

Fábio – Tudo bem! Eu te perdoou!

Cecília – Me dá um abraço então?

Fábio meio que resiste, mas logo abraça Cecília.

Cecília (Começa a chorar) – Eu estou muito arrependida por tudo o que eu fiz pois só fez as pessoas que eu amo se afastarem de mim.

Fábio – Agora a senhora aprende a respeitar a vontade dos outros.

Cecília – É verdade! Eu só desejo que você e Amanda sejam muito felizes.

Cecília solta Fábio, olha pra ele e logo vira-se para ir embora.

Fábio – Tia?

Ela vira-se para ele.

Fábio – Minha filha nasceu! Chama-se Vitória.

Cecília solta um beijo pra Fábio, logo vai embora.

Cena 02 | São Paulo | Rua | Dia.

Fernando está em frente ao apartamento em que Carlos está. Ele liga para Lívia.

Fernando – Cadê você? Está aonde?

Lívia – Já estou chegando!

Fernando – Acabei de ouvir que ele vai viajar ainda hoje. Vem logo por que ele já saiu.

Lívia – E o que você vai fazer?

Fernando – Eu consegui uma cópia da chave do apartamento e nos vamos até lá e colocar nosso plano em ação. Está trazendo o que eu pedi?

Lívia – Estou!

Fernando – Então vem logo pra dar tempo de armar tudo.

Lívia – Estou chegando.

CORTA PARA: Apartamento de Carlos. Meia hora depois Lívia chegou e agora eles estão no apartamento de Carlos.

Lívia – Tá! O que é que vamos fazer agora?

Fernando – Me dá os pacotes.

Lívia pega dois pacotes de drogas e entrega pra Fernando. Fernando pega a mala de Carlos e esconde as drogas dentro. Os dois arrumam a mala.

Carlos chega!

Lívia (Desesperada) – Ele chegou! O que é que a gente faz agora?

Fernando – vamos nos esconder!

Os dois se escondem no quarto. Carlos entra no quarto falando ao celular.

Carlos (Entrando) – Eu estou indo viajar agora, mas eu volto! Ainda estou com metade do dinheiro que eu consegui naquele negocio que eu te falei, só que eu vou precisa que você me consiga um quinhentos mil pra fazer negocio com o dono da loja e ai vai ser sua. Ok! Pode deixar comigo.

Carlos vai para o banheiro.

Lívia – Vamos sair daqui?

Fernando – Não! Vamo esperar ele sair.

Carlos volta pro quarto de toalha. Arruma-se, pega a mala e sai.

Fernando e Lívia saem do lugar onde esconderam-se.

Fernando – É o fim da linha pra ele.

Lívia – Esse desgraçado vai pagar por ter me roubado.

Fernando – Vamo sair e depois a gente volta pra procurar o seu dinheiro.

Os dois saem e vão embora.

 

Cena 03 | Rio de Janeiro | Casa de Marcelo | Dia.

O advogado da Família inicia a leitura do testamento deixado por Marcelo. Estão presente Laila, João, Vicente e Malu representando Bruna. Leitura já iniciada.

Advogado – Deixo para o meu filho João quatro das cinco lojas que tenho. Duas em Salvador e duas em São Paulo. Além da casa também em Salvador.

Laila – E a outra?

Advogado – A quinta loja, sediada no Rio de Janeiro deixo para a minha filha Bruna.

Laila – O que? Isso é um absurdo. E pra mim e pro Vicente? Ele não vai deixar nada?

Vicente – Calma Laila! Deixa ele terminar de ler.

João – Continue, por favor.

Advogado – Para os meus filhos mais velhos, Laila e Vicente eu deixo a casa do Rio de Janeiro e uma conta para casa um com 5 milhões de reais.

Laila – Isso é ridículo! Ele me prometeu que não ia deixar nada pra essa garota! E agora me deixa uma loja pra ela? A senhora e sua filha não vão ter essa loja! Fique sabendo que eu vou contestar isso.

Advogado – Laila e Vicente só poderão ter acesso a essas contas se não contestarem a parte que deixei para a Bruna. Caso seja contestado todo o dinheiro que ia ser deles passa a ser somente do João.

Laila senta-se surpresa.

João – Tem certeza que quer contestar a parte da Bruna? Vai em frente!

Laila fica em silêncio. Continua a leitura do testamento.

 

Cena 04 | Aeroporto | Inicio de Tarde.

Carlos faz o check in.

Mulher – É só essa mala senhor?

Carlos – É! Só isso mesmo.

CORTA PARA; Carlos está na fila de embarque. Chega alguns policiais.

Policial – Com licença, pode me acompanhar, por favor?

Carlos – O que? Aconteceu alguma coisa?

Os policiais levam Carlos. Eles entram em uma sala.

Policial 2 – Essa mala é do senhor?

Carlos – Sim! É minha, por quê?

Policia – Posso?

Carlos – Por favor!

O policial abre a mala de Carlos e encontra pacotes com êxtase.

Carlos – Mas isso ai não é meu!

Policial 2 – Acho mesmo que ia conseguir passa pela nossa segurança com essas drogas?

Carlos – Mas isso não é meu!

Policial – Você está preso por trafico! Acompanhe-me.

Carlos (Desesperado) – Isso não é meu! Que droga!

Carlos é levado.

 

Cai à noite…

Cena 05 | São Paulo | Apartamento de Carlos | Noite.

Fernando e Lívia procuram o dinheiro que Carlos roubou dela. Eles já reviram tudo.

Lívia – Onde foi que esse desgraçado escondeu esse dinheiro?

Fernando (Em outro cômodo) – Achei Lívia!

Lívia vai até lá.

Fernando abre uma mala encima da cama com metade do dinheiro.

Fernando – Aqui está! Agora você pode fazer o que quiser. Eu a partir de agora estou fora do seu caminho.

Lívia agarra Fernando e o beija.

 


DOIS ANOS DEPOIS…


Cena 05 | Casa de Marcos | Dia.

Juliana arruma-se quando a campainha toca ela corre para atender. Marcos está sentado no sofá.

Juliana – Ele chegou pai!

Juliana atende a porta.

Eduardo – Boa noite?!

Juliana – Boa noite! Entra, por favor.

Eduardo – Com licença.

Eduardo entra e Juliana fecha a porta.

Juliana – Pai? Esse aqui é o Eduardo o meu namorado.

Eduardo – Muito prazer!

Marcos – Prazer! Me chamo Marcos, pai da Juliana.

Juliana – Vamos nos sentar.

Marcos – Por que demorou tanto tempo assim pra voltar para o Brasil?

Eduardo – Fiz dois cursos lá fora então acabou durando mais tempo do que eu imaginava.

Conversa em off…

 

Cena 06 | Favela | Casa de Cecília | Dia.

Cecília arruma sua casa. Seu celular toca.

Cecília – Alô?!

Toni – Boa tarde Cecília?!

Cecília – O que você quer?

Toni – Estou ligando pra avisar que estou voltando para o Brasil e quero que conheça a minha nova esposa.

Cecília – Conseguiu alguém que te quisesse?

Toni – Consegui! Ao contrário de você que está ai sozinha.

Cecília – Vai se ferra seu desgraçado!

Cecília encerra a chamada.

 

Cena 07 | Casa de Lívia | Dia.

Fernando está na sala brincando com Henrique agora com quase quatro anos.

Fernando (Chamando) – Lívia? Lívia vem aqui!

Lívia vem da cozinha.

Lívia – O que foi?

Fernando – Olha só o que eu e o Henrique fizemos pra você!

Lívia – Deixa eu ver!

Henrique entrega um desenho feito com a ajuda de Fernando.

Lívia – Que lindo!

Fernando – Ai está toda a família. Eu, você o Henrique e a Rosa Maria.

Lívia – Obrigada amor!

Fernando levanta-se, beija Lívia em seguida ele abaixa-se na direção da barriga de Lívia.

Fernando (Falando com a barriga de Lívia) – Logo, logo papai você chega! Pra alegar ainda mais essa casa.

Lívia está grávida de sete meses.

 

Cena 08 | Estados Unidos | Nova Iorque | Dia.

Laila e João andam pelas ruas de Nova Iorque.

Laila – Cadê o Vicente em? A gente não combinou de se encontrar aqui?

João – Sim! Mas até agora ele não apareceu. Vamos fazer alguma coisa e depois a gente liga pra ele.

Laila – Vamos até o centram Park!

João – Não! Vamos fazer algo mais divertido. Vamos ao Whitney Museum of American Art

Laila – Então vamos!

Os dois seguem abraçados caminhando quando se esbarram em Vicente.

Vicente – Oooh! Onde é que vocês estavam? Procurei por tudo.

João – Estamos espera por você!

Vicente – Mas vocês não ficaram os marcamos e já iam se divertir sem mim!

Laila – Tá! Já estamos aqui agora vamos.

Os três seguem pela rua conversando.

 

Cena 09 | Salvador – BA | Dia.

Bruna anda pelas ruas de Salvador conversando com Malu por telefone.

Malu – E ai como estão as coisas?

Bruna – Estão bem! Estou conseguindo conciliar a faculdade com o trabalho. A loja está indo muito bem.

Malu – Que bom! Fico feliz por estar dando tudo certo. Sabe se vai poder vim pro casamento de sua irmã?

Bruna – Não sei! Mas vou fazer um esforço nem que seja pra jogar arroz na saída da igreja.

Malu – Não será na igreja! Será em uma mansão que eles ganharam de presente de casamento.

Bruna – Que chique!

Malu – faça um esforço mesmo pra estar aqui.

Bruna – Vou tentar! Mas não garanto. Cadê a minha outra mãe?

Malu – Está com a Amanda arrumando os últimos detalhes do casamento.

Bruna – Diga a elas que eu mandei um beijão e diz que eu as amo.

Malu – Pode deixar!

Bruna – Até mais então! Te amo mãe!

Malu – Também te amo filha!

Malu encerra a chamada.

 

Dia seguinte…

Cena 10 | Mansão | Dia.

Esta tudo pronto para o casamento de Fábio e Amanda. Fábio está no altar. Juliana entre os convidados segura sua afilhada Vitória. Com ela está Marcos, Eduardo, Lívia e Fernando. Há muitos convidados.

Fábio – Cadê a Amanda? Aconteceu alguma coisa?

Renata – Tenha calma! As noivas costumam demorar assim mesmo!

Fábio – Mas está demorando muito!

Renata – Tudo bem! Eu vou até lá saber o que esta acontecendo.

Renata são do altar, passa entre os convidados e chama Juliana

Renata (Para Juliana) – Vem comigo, por favor.

Juliana (Para Lívia) – Fica com a Vitória? Preciso ir lá dentro rapidinho.

Lívia – Tá bom! Vai lá. Vem cá com a titia.

Lívia pega Vitória no colo.

Fernando – Amor! Você não pode ficar pegando peso.

CORTA PARA; Quarto onde Amanda arruma-se.

Renata (Entrando) – O que está acontecendo pra estarem demorando tanto assim?

Malu – Isso é normal! Toda noiva se atrasa. Não tem essa que chegue no horário marcado.

Amanda – Já estou terminando! Estou super nervosa.

Malu – Fique tranqüila!

Amanda – Jú, estou pensando em usar a cadeira de rodas. Estou sentindo um pouco cansaço nas pernas.

Juliana – Faz parte da recuperação! Esse cansaço é por conta dos exercícios fisioterápicos que fizemos. Se você esta sentido esse cansaço acho melhor você usar mesmo a cadeira pra não te cansar ainda mais.

Amanda – Vou usar então! Avisa ao pessoal que eu já estou indo.

CORTA PARA; Inicio da cerimônia. Começa a tocar a marcha nupcial. Amanda entra na cadeira de rodas, Fábio abre o sorrio.

Cecília chega e senta-se lá no fundo. Bruna também chega e vai para perto de Renata.

Padre – Uma vez que é vosso propósito contrair o santo Matrimônio, uni as mãos direitas e manifestai o vosso consentimento na presença de Deus e da sua Igreja.
Os noivos unem as mãos direitas.

Fábio – Eu Fábio, recebo-te por minha mulher a ti Amanda, e prometo ser-te fiel, amar-te e respeitar-te, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença,
todos os dias da nossa vida.

Amanda – Eu Amanda, recebo-te por meu marido a ti Fábio, e prometo ser-te fiel, amar-te e respeitar-te, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida.

Aceitação do consentimento. Bênção e entrega das alianças, O Padre abençoa as alianças. O noivos colocam no dedo anelar as aliança, dizendo:

Fábio – Amanda, recebe esta aliança como sinal do meu amor e da minha fidelidade. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

Amanda – Fábio, recebe esta aliança como sinal do meu amor e da minha fidelidade. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

Eles se beijam. Amanda levanta-se da cadeira de rodas e caminha pelo tapete vermelho de braços dados com Fábio.

CORTA PARA: Recepção.

Cecília – Oi?!

Amanda – Oi tia!

Cecília – Estou aqui pra te pedir desculpas por tudo o que fiz a você e a sua mãe. Eu me arrependo muito.

Amanda – Esquece isso! Eu nunca tive nada contra a senhora mesmo sabendo que fez de tudo pra me separar do seu sobrinho.

As duas abraçam-se.

Cecília – Me perdoa!

Juliana e Lívia aproximam-se.

Lívia – Que abraço mais lindo!

Juliana – Esse momento merece até uma foto.

Malu – Ei? Esperem! Também quero fazer parte dessa foto.

Malu, Bruna e Renata juntam-se para sair na foto.

Toni (Chegando) – Eu também quero!

Todos se unem na foto. Juliana faz a foto.

Cecília (Para Malu) – Me perdoa irmã por tudo o que te fiz.

Malu – Não sou de guardar magoas.

As duas abraçam-se.

Toni – Gente o que aconteceu com a Débora?

Cecília – Ela continua presa!

Lívia – O Carlos também antes que perguntem.

Malu – Ainda bem! Deixa eles lá.

Amanda – Fábio? Vamos ali que eu tenho uma coisa pra falar com você.

Fábio – O que foi?

Eles saem de junto do pessoal.

Fábio – Amor aconteceu alguma coisa?

Amanda – Aqui! Tenho um presente pra você.

Fábio – O que é?

Amanda entrega uma caixa de presente a ele.

Amanda – Abre!

Fábio abre a caixa, dentro um teste de gravidez.

Fábio (Emocionado) – Outro?

Amanda – Sim!

Os dois beijam-se comemorando.

CORTA PARA; Malu, Renata e Bruna conversam.

Malu – Achei que não viria!

Bruna – Fiz um drama! Já tinha comprado a passagem.

Renata – Como é bom ver a família toda unida!

As três abraçam-se. Malu dá um beijo em Renata.

CORTA PARA; Cecília conversa com Lívia.

Cecília – Você esta linda assim grávida!

Lívia – E toda inchada também!

Cecília – É normal! Quando eu fiquei grávida de você eu fiquei assim.

Fernando (Aproximando-se) – Dona Cecília eu e a Lívia queremos fazer um convite a senhora.

Cecília – Então diga!

Lívia – Estamos nos mudando em alguns dias para uma nova casa.

Fernando – E queremos convidar a senhora pra morar com a gente.

Cecília – Eu não posso aceitar! Fiz muito mal as pessoas, fui ruim com você minha filha e agora quer que eu more com vocês? Não, não posso aceitar!

Lívia – A senhora me deixará muito triste se não aceitar.

Fernando – Aceita dona Cecília, por favor!

Cecília – Tudo bem estão. Eu aceito!

Lívia abraça Cecília.

 

Dias depois…

Cena 11 | Casa de Malu | Dia

Amanda e Fábio estão na casa de Malu com Bruna e Vitória.

Amanda – Quando é que você volta pra Salvador?

Bruna – No final de semana! Tenho alguma coisas pra resolver.

Fábio – Sim gente! E a pipoca quem vai fazer?

Amanda – Fiquei ai que eu vou fazer.

Bruna – Pode deixar que eu faço!

Fábio – Meu Deus duas malucas na cozinha! Eu não confio. Só vou comer a pipoca se for a dona Malu que fizer.

Amanda – Ah é? É assim então? Bruna plano B!

Amanda e Bruna pega as almofadas e fazem guerra contra Fábio.


FIM


Um agradecimento especial ao leitor Fred Jr. que acompanhou a minha web até aqui! Muito obrigado.

Escrita por
Jheff Reis

Realização
ADNTV Ficção 2017

Anúncios

Amor Sem Fim – Penúltimo Capítulo

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

PENÚLTIMO CAPÍTULO

228-copia-copia-6-copia


Cena 01 | Hospital | Quarto de Amanda | Dia.

Continuação… Fábio conversa com Amanda.

Fábio beija a mão de Amanda.

Fábio – Adeus meu amor!

Fábio escorrega sua mãe pela de Amanda soltando-a é quando Amanda segura sua mãe.

Fábio se assusta.

Fábio – Amanda? Ela mexeu o dedo! Ela mexeu o dedo.

Fábio sai correndo pra chamar o Doutor Rodrigo.

Fábio (Chega desesperado) – Doutor? Doutor? Ela se mexeu!  A Amanda ela segurou a minha mão.

Doutor Rodrigo vai até onde Amanda está e chama sua equipe.

Doutor Rodrigo volta à sala de espera onde está Malu, Renata e Fábio.

Malu – Fala doutor! Me dá uma boa noticias.

Rodrigo – A notícia que eu tenho não é boa.

Renata – Ai meu Deus!

Rodrigo – A noticia que eu tenho é excelente! Sua filha saiu do coma e já respira sem ajuda os aparelhos.

Malu – Graças a Deus! Que maravilha!

Fábio – Eu sabia que ela ia sair dessa! Meu amor é forte.

Renata – O Amor de vocês é sem fim!

Malu, Renata e Fábio abraçam-se emocionados.

 

Cena 02 | Casa de Lívia | Dia.

Continuação… Lívia e Fernando estão abraçados.

Fernando – Eu tenho mais uma coisa pra te contar!

Lívia – E o que é?

Fernando – Eu descobri onde o Carlos está! Ele tinha ido embora do Brasil, mas agora esta de volta.

Lívia – Como é que você sabe?

Fernando – Tenho conhecidos. Espalhei a foto dele pra esses conhecidos e eles me informaram tudo.

Lívia – E onde é que ele está?

Fernando – Em São Paulo.

Lívia – Onde precisamente?

Fernando – Em Osasco!

Lívia – Vamos pra lá!

Fernando – Calma! Nos precisamos armar um plano pra colocar ele na cadeia.

Lívia – Eu já sei o que nos vamos fazer.

Conversa em off.

 

Cai à tarde…

Cena 03 | Casa de Cecília | À tarde.

Juliana conversa com seu pai. Eles estão no apartamento que era de Cecília.

Juliana – Eu estive lá na casa de minha mãe!

Marcos – E como é que ela está?

Juliana – Bem é que não esta! Você sabe que ela só vivia do bom e do melhor, coisas caras e agora ta comendo feijão, arroz e ovo frito.

Marcos – Daria tudo pra ver a Cecília nessa situação.

Juliana – Ela está morando numa casa bem simples na favela. E acredite… Está trabalhando!

Marcos – Trabalhando? A Cecília?

Juliana – Está! Como vendedora em uma loja do bairro mesmo. É isso ou passar fome.

Marcos – Ela precisa a dar valor aos seus esforços. Ela sempre viveu de regalias e agora ta encarando a vida como ela é.

Juliana – Mas você me mandou ir lá pra que mesmo?

Marcos – Pra saber a situação de sua mãe. Eu pretendo ajuda-la apesar e tudo.

Juliana – Ajudar com o que?

Marcos – Você vai levar umas compras que eu mandei fazer. Pode pegar meu carro e levar pra ela.

Juliana – Do jeito que ela é orgulhosa não sei se ela vai aceitar não.

Marcos – É só você dizer que foi você que comprou.

Juliana – Esta bem!

Continuam conversando.

 

Cena 04 | Hospital | À tarde.

Malu, Renata e Fábio aguardam por mais noticias de Amanda.

Malu – Será que eles vão demorar pra vim falar alguma coisa? Quero ver a minha filha.

Renata – Calma Malu! Daqui a pouco Doutor Rodrigo vem e trans noticias.

Doutor Rodrigo chega.

Rodrigo – Voltei!

Malu – Até que em fim! Não agüentava mais esperar. E ai como é que esta a minha filha?

Rodrigo – Ela está bem! Como eu disse antes ela já respira sem a ajuda de aparelhos e está se recuperando e correspondendo as nossas expectativas.

Fábio – Ainda bem! E quando é que ela poderá receber visitas?

Rodrigo – Acredito que em uma semana ela já estará pronta pra deixar a UTI, ou seja que demore um pouco mais.

Malu – Não importa! O importante é que minha filha voltou pra gente e vai sair dessa bem.

Rodrigo – Eu preciso ir agora.

Malu – Obrigada mais uma vez Doutor.

Rodrigo sai.

Renata – Vou aproveitar e dar uma passadinha ver a Vitória.

Malu – Mas não demora não. Quero que você ligue pro Toni.

Renata – Tá! Eu vou lá e volto logo e já ligo logo também pra ele.

Renata sai para ver Vitória.

 

Cena 05 | Casa de Marcelo | Sala de Estar | À tarde.

João está triste no sofá e chora, Vicente num lado da casa fala ao telefone. Laila liga para Malu.

Laila espera Malu atender, ela faz carinho em João.

Laila – Alô?! Dona Malu?

Malu – Sou eu! Quem é?

Laila – Aqui é Laila filha do Marcelo.

Malu – Ah sim!

Laila – Olha dona Malu estou ligando que avisar a senhora que meu pai (Começa a chorar) Ele faleceu.

Malu – O que menina? Como assim?

Laila – Ele faleceu hoje pela manhã.

Malu – Misericórdia! Como é que foi isso?

Laila – Não sabemos direito. Meu irmão foi no quarto e encontrou-o já sem vida.

Malu – Gente! Meus sentimentos. Eu lamento muito por essa fatalidade.

Laila – Obrigada! Qualquer coisa sobre sepultamento eu aviso a senhora.

Malu – Faça isso, por favor. Liguem também se precisar de qualquer coisa.

Laila – Tá bom!

Malu – Que Deus conforte o coração de vocês!

Laila – Obrigada! Tchau?

Malu – Tchau!

Laila encerra a chamada.

 

Cena 06 | Hospital | Rua | À tarde.

Renata está do lado de fora falando com Toni pelo celular.

Renata – Então Toni… Só estou ligando pra avisar que a Amanda teve uma excelente melhora e já respira sem a ajuda dos aparelhos.

Toni – Que maravilha! E como é que foi isso?

Renata – Ela saiu do coma! Não sei bem, só sei que ela está respondendo bem as expectativas dos médicos.

Toni – Que bom! Ficou feliz com isso.

Renata – A Malu pediu pra ligar pra você e falar sobre, até mesmo por que você é pai e… pai é pai.

Toni – Obrigado por ligar. Você não sabe o quanto eu estou feliz em receber essa noticia.

Renata – Todos nos estamos feliz.

Toni – E quando é que ela vai poder receber visitas?

Renata – Ainda não sei! Mas assim que eu souber eu ligo pra você. Não se preocupe.

Toni – Tudo bem obrigado!

Renata – Até mais então!

Renata encerra a chamada.

 

Cena 07 | Hospital | Sala | À tarde.

Fábio conversa com Juliana por telefone.

Fábio – E ai Jú? Como é que você está?

Juliana – Estou bem amor! E você?

Fábio – Não poderia estar melhor Jú.

Juliana – Como assim? Me explica?

Fábio – Primeiro que a minha menininha com a Amanda nasceu!

Juliana – Jura Fábio? Que massa! Como é o nome dela?

Fábio – Vitória! Foi a dona Malu que escolheu esse nome.

Juliana – Que lindo! Olha me escolhe pra se madrinha, ta?

Fábio – Pode deixar!

Juliana – E qual é a segunda coisa que te deixa feliz?

Fábio – A Amanda saiu do coma e já respira sem ajuda dos aparelhos.

Juliana – Nossa Fábio que maravilha isso! Nossa estou muito feliz eu ouvir isso. Parabéns meu irmãozinho. Parabéns mesmo!

Fábio – Obrigado! Eu não poderia deixar de compartilhar essa novidade com você!

Juliana – Obrigada pro lembrar de mim! Estou muito feliz. E assim que puder receber visitas me avisa.

Fábio – A Vitória já pode! Quando você quiser é só aparecer aqui.

Juliana – Tá bom amor! Fica em paz, ta?

Fábio – Pode deixar! Te amo irmã.

Juliana – Também te amo! Tchau! Tchau!

Juliana encerra a chamada.

 

Dia seguinte…

Cena 08 | Cemitério | Dia.

Acontece o sepultamento de Marcelo.

Malu, Laila, Vicente e João estão presente. Em off o padre diz algumas palavras. João chora.

O caixão de Marcelo é cremado. Malu abraça Laila e diz palavras de conforto, logo ela abraça Vicente e depois João. Ela o abraça e o consola ainda mais.

 

Cena 09 | Hospital | Sala de Espera | Dia.

Renata está sozinha, Fábio chega.

Fábio – Bom dia dona Renata?

Renata – Bom dia querido!

Fábio – Cadê a Dona Malu?

Renata – Foi ao enterro do Marcelo, um amigo dela que faleceu ontem.

Fábio – Ah! E ai doutor Rodrigo já teve aqui hoje?

Renata – Ainda não!

Fábio – A senhora já tomou café?

Renata – Estava só esperando você chegar!

Fábio – Então vai lá! Pode ir.

Renata sai para tomar café.

Fábio senta-se e mexe no celular, alguém aproxima-se dele.

Cecília – Bom dia?!

Fábio encara Cecília.

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Realização
ADNTV Ficção 2017

Amor Sem Fim – Capítulo 48 – Antepenúltimo

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

ANTEPENÚLTIMO CAPÍTULO

228-copia-copia-6-copia


Nove meses se passaram…

Cena 01 | Hospital | Dia.

Continuação… Fábio, Malu e Renata recebem a noticia de que o bebe de Amanda nasceu.

Malu – Muito obrigada doutor! Muito obrigada por passar esse tempo todo cuidando pra que a nossa bebe nascesse bem.

Rodrigo – Eu queria trazer um pouco de alegria depois de tanto sofrimento que vocês passaram. E tenho certeza que essa criança será uma benção na vida de vocês.

Malu – Vai ser sim!

Rodrigo – Mas e ai vocês já escolheram o nome da criança?

Malu – Fábio?

Fábio – Eu vou deixar que a avó escolha.

Malu – Eu? Não eu não posso fazer isso.

Renata – Vai Malu! Escolhe.

Malu – Está bem! O nome que eu vou dar a essa menina é um nome que mostra o quanto a Amanda foi valente, lutadora e que sempre buscou seu espaço e hoje ela tem essa Vitória.

Renata – Verdade!

Malu – Vitória será o nome dela.

Rodrigo – Eu não quero estragar a felicidade de vocês, mas eu tenho que avisar que infelizmente os aparelhos que mantém a Amanda viva serão desligados.

Todos se encaram com tom de tristeza.

 

Cena 02 | Casa de Lívia | Dia.

Fernando volta à casa de Lívia.

Lívia – O que é que você veio fazer aqui?

Fernando – Vim te visitar. Quero saber como é que você e o Henrique estão. Fiquei longe esse tempo todo.

Lívia – Nos estamos muito bem, obrigada!

Fernando – Alguma novidade sobre o Carlos?

Lívia – Não! Eu fiquei sem tempo de me importar com isso. Meu pai voltou e… Eu tive que dá uma ajuda a ele.

Fernando – Seu Marcos?

Lívia – Sim!

Fernando – E por que você não me falou antes? Eu poderia te ajudar.

Lívia – Você se mostrou insignificante quando resolveu me meter com o Carlos pra destruir a minha vida! Você acha que depois isso eu ia confiar em você?

Fernando – Você tem toda a razão em não confiar! Fui um verdadeiro sacana, mas eu mudei! Serio! Eu estou disposto a te mostrar isso.

Os dois ficam em silêncio. Um encara o outro.

 

Cena 03 | Favela | Casa de Cecília | Dia.

Juliana chega de carro à casa de Cecília. Cecília agora esta morando numa casa simples na favela.

Juliana bate na porta.

Cecília (Abrindo) – Veio ver a minha desgraça?

Cecília volta-se e senta na cadeira.

Juliana (Entra e fecha porta) – Não! Vim saber como é que você está?

Cecília – Como é que eu posso estar Juliana? Olha bem pra esse lugar e me diz. Agora é muita cara de pau sua vim aqui depois de ter ajudado seu pai a conseguir tudo de volta.

Juliana – Eu não canso de te dizer isso dona Cecília… Você causou tudo isso!

Cecília – Você causou isso! Se não fosse você e a Lívia eu não estaria aqui agora.

Juliana – Não vejo nenhum problema em morar aqui! É aqui mesmo que você vai aprender a dar valor as coisas. Vai aprender com o pessoal aqui o que é ter humildade.

Cecília – Veio aqui pra me dar lição de moral? Diz isso por que você mora na zona sul. Duvido você aceitar vim morar aqui.

Juliana – Está precisando de alguma coisa?

Cecília – Além de querer sair daqui? Não quero nada!

Juliana – O que tem aqui pra comer?

Cecília – Pra tomar café tem pão Frances com café preto e um pouco de mortadela.

Juliana – Dispenso! Bom eu vou dar uma olhada aqui na sua casa.

Juliana sai observando toda a casa de Cecília.

 

Cena 04 | Casa de Marcelo | Dia.

João vem do seu quarto, Vicente está tomando café.

João – Vicente você viu se o nosso pai saiu?

Vicente – Não vi não!

João – E a Laila?

Vicente – Ela já saiu!

João – Vou até o quaro do papai ver se ele já saiu.

João vai até o quarto de Marcelo. Marcelo está deitado.

João – Ainda dormindo? Será que não vai trabalhar hoje.

João entra no quarto.

João (Mexendo em Marcelo) – Pai? Pai?

João vira Marcelo e vê que ele está morto.

Cena 05 | Hospital | Dia.

Continuação… Doutor Rodrigo avisa que os aparelhos de Amanda serão desligados.

Fábio – Será que não tem chance mesmo da Amanda voltar doutor?

Rodrigo – Nesse tempo que ela ficou em coma ela não demonstrou melhoras.

Renata – Se por um acaso ela sair do coma ela pode se recuperar?

Rodrigo – Pode! A chance dela se recuperar é pequena após dos doze meses de coma. Ela até respondeu bem nos últimos dois meses, mas até agora nada.

Fábio – Será que eu posso ver a Amanda antes de desligar o aparelho? Quero ter um último momento com o amor da minha vida.

Rodrigo – Claro que pode! Acompanhe-me, por favor. Com licença senhoritas?

Malu – À vontade!

Fábio acompanha o Doutor Rodrigo.

 

Cena 06 | Casa de Marcelo | Dia.

Continuação… João encontra Marcelo morto encima da cama.

João (Chorando) – Vicente? Vicente?

Vicente chega correndo.

Vicente – O que foi?

João (Chorando) – O papai… Está morto.

Vicente desmaia.

Laila chega.

Laila – Cadê o povo dessa casa?

Laila vai até o quarto de Marcelo.

Laila – O que foi gente?

João (Chorando) – O papai Laila, ele está morto!

Laila – Como assim morto?

João – Morto Laila! Morto!

Uma lágrima desce pelo rosto de Laila.

 

Cena 07 | Casa de Cecília | Dia.

Continuação… Juliana conversa com Cecília.

Cecília – Por que essa inspeção na minha casa? Por acaso você é da prefeitura?

Juliana – Estou aqui pra te ajuda mãe! Mas se você não quiser eu vou embora e te deixo ai e não volto mais aqui.

Cecília – Por que não me ajuda me tirando daqui?

Juliana – Por que eu não posso te tirar daqui! Agora eu vou embora.

Cecília – Quando é que você volta?

Juliana – Não sei ainda! Tchau.

Juliana vai.

 

Cena 08 | Casa de Lívia | Dia.

Continuação… Fernando conversa com Lívia.

Lívia – Se você está disposto a me mostrar que você mudou então prove!

Fernando – Eu quero te ajudar a encontrar o Carlos. Enquanto você se ocupava eu andei dando umas pesquisadas e tenho algumas pistas que podem nos levar ao Carlos.

Lívia – Fez isso?

Fernando – Fiz! E tenho um plano pra pegarmos esse desgraçado. Me perdoa?

Lívia – Eu perdoou!

Fernando – Será que eu posso te dar um abraço?

Lívia – Tá! Vem cá me da um abraço.

Fernando abraça Lívia, ela sente verdade no abraço dele e o abarca com carinho.

 

Cena 09 | Hospital | Quarto de Amanda | Dia.

Fábio entra todo equipado com mascaras, luvas e toca nos pés.

Ele entra com lágrimas nos olhos ao ver Amanda.

Fábio (Aproxima-se de segura na mão de Amanda) – É amor… Aqui estamos só eu e você. Que saudade de ouvir a tua voz, sentir o seu toque, seu carinho. Sinto a falta do seu cheiro, do seu ciúme. Eu sei que você não pode responder, mas tenho certeza que está me ouvindo. Quero que saiba que… Eu nunca! Nunca! Nunca deixei de te amar. Mesmo você ai desse jeito. O que eu sinto por você é amor! Eu faria e faço o que for possível só pra te ter ao meu lado. Nem que eu tenha que te carregar aonde eu for, mas você estará comigo. O que eu mais queria agora era poder casar com você, infelizmente isso não será possível. Nosso maior bem nasceu! É uma menina e se chamará Vitória, nome escolhido pela sua mãe. Nem vi ainda, mas assim que eu sair daqui eu vou lá conhecer nossa menina. Amanda… Eu só vim aqui mesmo dizer Adeus! Esse é o nosso último momento juntos. Obrigado por fazer parte da minha vida. Vou te amar pra sempre!

Fábio beija a mão de Amanda.

Fábio – Adeus meu amor!

Fábio escorrega sua mãe pela de Amanda soltando-a é quando Amanda segura sua mãe.

Fábio se assusta.

 

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Realização
ADNTV Ficção 2017

Amor Sem Fim – Capítulo 47 – Última Semana

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

Ú L T I M A S   S E M A N A S

228-copia-copia-6-copia


Cena 01 | Casa de Cecília | Dia.

Continuação… Débora recebe voz de prisão.

Débora – Presa?

Policial – É!

Cecília (Chegando) – Débora o que está acontecendo!

Débora – Estou recebendo voz de prisão!

Cecília – Por que? O que foi que você fez?

Policial – Ela é acusada de atropelar uma mulher.

O Policial coloca as algemas em Débora.

Débora – Cecília me ajuda! Me ajuda, por favor.

Cecília – Calma! Eu vou até a delegacia saber o que esta acontecendo, vou só pegar minha bolsa e sigo de carro até lá.

CORTA PARA; Delegacia.

Cecília – O senhor pode explicar o motivo da prisão da Débora?

Delegado – A senhora é advogada dela?

Cecília – Sou tia dela!

Delegado – Foi prestado uma queixa pelo atropelamento de Amanda Moraes. A partir daí iniciou-se uma investigação para saber as causas do acidente. Varias câmeras foram analisadas e em uma delas a de uma clinica de teste de gravidez achamos o momento em que o carro de Débora que foi encontrado no meio do mato, atropela Amanda enquanto ela atravessava a sua. A imagem mostra ainda o momento em que Débora pega um documento no chão e vai embora sem prestar socorro. Concluímos então que não se trata de um acidente e sim de uma tentativa de homicídio e por isso pedi a prisão da mesma.

Cecília – A Débora fez isso?

Delegado – Fez! Ela ficará presa esperando julgamento.

Cecília se mostra preocupada. Levanta-se e vai embora.

 

Cena 02 | Casa de Lívia | Dia.

Juliana chega à casa de Lívia e toca a campainha.

Lívia (Abrindo a porta) – Achei que você não vinha! Eu quase ia tomar café.

Juliana – É que eu me empolguei com os amigos e acabai chegando em casa uma hora da manhã.

Lívia fecha a porta.

Lívia – Vamos tomar café e conversar.

As duas seguem para tomar café.

Juliana (Sentando-se) – Cadê o Henrique?

Lívia – Está dormindo! Então o que é que você tem a me dizer?

Juliana – O papai está vivo!

Lívia – Vivo? Como assim vivo? Nossa mãe sempre disse que ele tinha morrido.

Juliana – Eu conversei com ele e ele me contou que nada verdade a nossa mãe tentou matar ele.

Lívia – Ela não seria capaz de tanto!

Juliana – E foi!

Lívia – E onde é que ele está?

Juliana – Na casa de um amigo! Amigo esse que está o ajudando a recuperar tudo de volta. Nossa mãe vai ficar sem lugar pra morar.

Lívia – Que loucura tudo isso! Mas quando é que eu posso ver ele?

Juliana – Vamos marcar com ele pra ele vim aqui te visitar.

Lívia – Quem diria! O papai está vivo.

Juliana – Pois é!

Lívia – Mas como foi que você o encontrou se você ainda era pequena quando tudo aconteceu?

Juliana – Eu o vi na porta do prédio onde nossa mãe mora ele estava olhando pra cima e o fato de eu sempre ver e ter fotos dele eu consegui reconhecê-lo.

A conversa segue em off…

Três meses depois…

Cena 03 | Débora foi condenada por tentativa de homicídio.

Juiz – Eu decreto a ré Débora Muniz culpada pela tentativa de homicídio da vitima Amanda Moraes, a cumprir 12 anos de prisão em regime aberto sem poder recorrer da sentença.

O juiz bate o martelo finalizando a sentença, Débora é levada para a cadeia chorando.

 

Cena 04 | Casa de Lívia | Dia.

Juliana e Lívia ajudaram Marcos a recuperar todo o seu patrimônio.

Juliana (Levanta-se) – Aqui estão todos os documentos que validam recuperação dos seus bens. A retirada do nome da Cecília para seu nome.

Juliana entrega os documentos a Marcos.

Lívia – E aqui está o do apartamento em que ela estava morando.

Lívia entrega a Marcos. Os três comemoram.

 

Cena 05 | Hospital | Dia.

Malu, Fábio e Renata conversam com Doutor Rodrigo.

Rodrigo – Vim e trago boas noticias! A bebe que a Amanda esta esperando é…

Malu – Fala doutor!

Rodrigo – É uma menina!

Malu – Eu sabia!

Eles comemoram.

 

Cena 06 | Marcelo, João, Vicente e Laila continuam morando no Rio de Janeiro. Marcelo não teve mais nenhum contato com Bruna.

 

Cena 07 | Colégio | Dia.

Bruna se dedica aos seus estudos, sua vida com Malu e Renata é das melhores.

Ela sai do colégio acompanhada de Mônica.

Bruna – Vamos Mônica!

Mônica – Pra que essa pressa toda?

Bruna – Por que eu ainda vou pro estagio!

Mônica – Pode ir então! Estou esperando um amigo aqui.

Bruna – Tchau então!

Bruna vai embora.

 

Seis meses depois…

Cena 08 | Hospital | Dia.

Malu, Renata e Fábio esperam por novidades pois eles sabem que a criança de Amanda pode nascer a qualquer momento.

Rodrigo (Chegando) – Então…

Malu – Então o que? Fala logo!

Rodrigo – Nasceu!

Fábio, Malu e Renata abraçam-se.

Malu – Graças a Deus!

Rodrigo – A linda menininha passa bem e logo mais vocês poderão visita-lá

Todos comemoram.

 

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Realização
ADNTV Ficção 2017

Amor Sem Fim – Capítulo 46 – Última Semana

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

Ú L T I M A    S E M A N A 

228-copia-copia-6-copia


Cena 01 | Casa de Lívia | Dia.

Continuação… Lívia chora depois do que Fernando contou.

Lívia (Chorando) – Vocês são dois desgraçados! O que foi que eu fiz a vocês pra fazerem isso?

Fernando – Eu me deixei levar pela ganância do dinheiro.

Lívia – Você tem noção de quanto o Carlos levou de mim? DEZ MILHÕES DE REIS. Você sabe o que é isso?

Fernando – Eu sei! Mas eu fui enganado assim como você!

Lívia – E agora? O que é que eu vou fazer pra recuperar esse dinheiro?

Fernando – Eu não sei! Você entregou todo a ele?

Lívia – Não! Eu dei trezentos mil em cheque e os outros estão numa conta minha e dele.

Fernando – Ele que te deu essa conta?

Lívia – Não, não! Eu que fiz e coloquei no nome dele.

Fernando – Há essa hora ele já deve ter trocado esse cheque.

Lívia – E o que vamos fazer agora?

Fernando – Não sei! Me perdoa por tudo? Eu estou muito arrependido pelo que eu fiz.

Lívia – Eu só vou te perdoar se você me ajudar a encontrar esse desgraçado!

Fernando – Ok! Eu vou te ajudar.

Lívia encara Fernando com lágrimas nos olhos.

Cai à noite…

Cena 02 | Restaurante | Noite.

Malu e Bruna estão num restaurante.

Bruna – Mãe por que a senhora me trouxe aqui? A gente junca fez isso.

Malu – Nunca fiz por que você sempre foi dura, mas como você mudou suas atitudes eu resolvi te fazer uma surpresa.

Bruna – Surpresa?

Malu – É!

Marcelo (Chegando) – Boa noite?!

Bruna olha para Marcelo.

Malu – Boa noite!

Bruno (Olhando para Malu) – Marcelo?

Malu – Sente-se, por favor.

Bruna – Eu posso saber o que é isso?

Marcelo – Eu posso te explicar! Eu pedi a sua mãe pra te trazeor até aqui por que eu queria te conhecer.

Bruna – Mas eu não queria mais te conhecer.

Marcelo – Eu sei! Mas eu fiz questão te de conhecer.

Bruna – Por que só agora você quis me conhecer?

Marcelo – Na verdade eu não sei o por que. Só sei que me deu essa vontade. Quem sabe nos podemos nos aproximar já que estou morando aqui no Rio agora.

Malu – Está?

Marcelo – Estou! Cheguei hoje com meus filhos.

Malu – Que bom sabe disso.

Bruna – Será que eu posso ir embora? Estou um pouco cansada.

Malu – Se importa Marcelo?

Marcelo – Não, não! Se está cansada pode ir sim. Foi um prazer te conhecer.

Bruna – Disponha! A senhora vai ficar mãe?

Malu – Vou! Quero conversar um pouco aqui com o Marcelo.

Bruna – Tá bom! Até qualquer dia Marcelo.

Marcelo – Até!

Bruna vai embora. Marcelo e Malu conversam.

 

Cena 03 | Casa de Toni | Noite.

Lívia aparece na casa de Toni. Ela e Juliana conversam.

Lívia – Que bom te ver novamente! Já estava com saudades!

Juliana – Eu também estava com saudades de você! E desse menino lindo. Cadê o Carlos? Ainda estão juntos?

Lívia – É justamente sobre ele que eu vim falar.

Toni – Aconteceu alguma coisa?

Lívia – Aconteceu! O Carlos aplicou um golpe em mim e fugiu com todo meu dinheiro.

Juliana – Como assim?

Lívia – O tio Toni me emprestou trezentos mil reais pra que eu pudesse comprar um terreno pra abrir meu restaurante. Só que eu tinha mais dez milhões guardados pra poder construir e arrumar tudo. E ai hoje pela manhã eu dei o cheque a ele e como a conta com o restante do dinheiro estava no nome dele ele acabou fugindo com tudo.

Toni – E como é que você ficou sabendo que ele fugiu?

Lívia – O Fernando me contou!

Juliana – O Fernando?

Lívia – Ele revelou que estava num plano junto com o Carlos pra tirar o Henrique de mim e tirar uma boa grana. Depois eles iram dividir esse dinheiro e cada um seguir seu caminho.

Juliana – E agora o que você pretende fazer?

Lívia – Não sei! Só peço que vocês não falem nada pra Cecília. Vocês sabem que ela vai ficar enchendo o saco se descobrir.

Juliana – Eu também tenho uma coisa pra te contar.

Lívia – O que é?

Toni – Acho melhor Juliana você levar sua irmã em casa e lá vocês conversa sobre isso.

Lívia – Ai gente… O que é? Vocês estão me deixando preocupada.

Juliana – Vamos fazer assim… Amanhã pela manhã eu passo na sua casa e converso com você.

Lívia – Não gente! Me conta logo aqui.

Juliana – Amanhã eu te conto eu preciso sair agora.

Lívia – Sair?

Juliana – É! Vou visitar uma amiga que está indo embora, mas amanhã sem falta eu apareço na sua casa.

Lívia – Tá bom estão! Vou esperar você pra tomar o café da manhã comigo.

Juliana – Tá bom! Agora deixe me ir. Não quero voltar tarde.

Lívia – Vou aproveitar que você vai descer e vou contigo. Tio eu já vou. Desculpa por tudo e não se preocupe que eu vou te devolver seu dinheiro.

Toni – Sem pressão! Tenha uma boa noite.

Lívia – Vou tentar!

Juliana – Não precisa me esperar, ta?

Toni – Certo!

Juliana – Beijo, beijo, beijo!

Lívia e Juliana e saem.

 

Cena 04 | Casa de Cecília | Noite.

Cecília está deitada no sofá sozinha pensando na vida e em tudo o que aconteceu.

Débora vem do quarto

Débora – Pensando na vida Cecília?

Cecília – Estou pensando em tudo o que aconteceu aqui.

Débora – Esquece! Remoer coisas passadas envelhece.

Cecília – Estou na verdade pensando no que fazer! Não posso deixar o Marcos tirar tudo de mim. Eu tenho que mandar esse desgraçado pro inferno.

Débora – Isso realmente você precisa resolver ou vai acabar indo morar debaixo da ponte.

Cecília – E você atrás das grades! Ou você acha que a Malu se contentou apenas em te dar uns socos?

Débora – Ela não vai fazer nada! Ela não tem prova nenhuma de que foi eu. Acho que nem uma ocorrência ela fez.

Cecília – Você confia demais só no achismo. Tome cuidado.

Débora fica intrigada.

 

Cena 05 | Hospital | Sala de Espera | Noite.

Malu chega ao hospital.

Renata – Onde a senhora estava em dona Maria Lúcia?

Malu – Fui encontrar o Marcelo! Ele queria conhecer a Bruna.

Renata – Serio? E ai?

Malu – A Bruna não deu tanto assunto e foi embora educadamente.

Fábio – E mais cedo pra onde a senhora foi? Por que eu tive na sua casa e a senhora não estava lá.

Malu – Fui fazer uma visita a Cecília.

Renata – Não!

Malu – Fui! E dei uma boa surra nela e naquela cúmplice dela.

Fábio – Na Débora?

Malu – Sim! Bati nas duas e lavei a minha alma.

Renata – Como eu queria ver tudo isso! Por que não me chamou?

Malu – Por que ia ser ainda pior! Eu sei que o que eu fiz foi errado, mas eu não me arrependo.

Fábio – A senhora se arriscou muito em tido lá sozinha.

Renata – Tá! Mas conta ai com foi tudo.

Malu – Foi assim… Eu cheguei lá na casa da Cecília e Em off…

 

Dia seguinte…

Cena 06 | Casa de Cecília | Sala de Jantar | Dia.

Débora toma café da manhã. Cecília vem de seu quarto.

Débora – Bom dia?! Dormiu bem?

Cecília – Nem consegui!

Débora – Então senta aqui e toma um café da manhã que eu mandei preparar especialmente pra você. Olha tem tudo o que você gosta aqui.

Cecília – Menos ta? Não vai ser um café da manhã que vai resolver meu problema.

Débora – Mas vai ao menos melhorar um pouco essa sua cara.

Toca a campainha.

Cecília – Quem será?

Débora – Fica aqui que eu vou atender.

Débora levanta-se e vai atender. Ela abre a porta.

Policial – Bom dia?! Débora Muniz?

Débora – Sou eu!

Policial – Você esta presa pela tentava de homicídio de Amanda Moraes.

Débora fica surpresa.

 

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Realização
ADNTV Ficção 2017

Amor Sem Fim – Capítulo 45

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

Ú L T I M A S   S E M A N A S

228-copia-copia-6-copia


Cena 01 | Rua | Frente ao prédio de Cecília | Dia.

Continuação… Juliana encontra com seu pai Marcos.

Juliana – Pai é você?

Marcos – Como você sabe que sou eu?

Juliana – Cresci vendo fotos sua! Sou boa de fisionomia. Mas o que foi que aconteceu com você? Minha mãe disse que você tinha morrido.

Marcos – Na verdade ela tentou me matar!

Juliana – O que?

Marcos – Sua mãe disparou cinco tiros em mim no dia em que íamos assinar o divorcio. Ela não aceitava se separar de mim.

Juliana – E como foi que você sobreviveu?

Marcos – Um amigo viu tudo e me ajudou! Só que algum tempo depois ele faleceu e eu acabei indo morar na rua.

Juliana – E por que o senhor não voltou?

Marcos – A Cecília estava muito próxima do Toni e ela poderia acabar fazendo pior. Há alguns dias atrás ela me viu numa sinaleira e foi atrás de mim. Só que com a ajuda dos amigos que eu fiz na rua eu consegui fugir.

Juliana – A cada dia que passa eu descubro que a minha mãe é um verdadeiro monstro.

Juliana olha para Marcos analisando ele.

 

Cena 02 | Aeroporto | Dia.

João, Vicente e Laila chegam ao aeroporto e encontram-se com Marcelo.

Marcelo – Meninos? Aqui!

João – Oh nosso pai ali.

Eles vão ao encontro de Marcelo.

Marcelo – E ai? Vamos embora?

Vicente – Vamos sim né? Já estamos aqui mesmo.

Marcelo – Laila que cara é essa?

Laila – Quer mesmo saber?

Marcelo – Quero! Por que nos já conversamos sobre isso e eu espero sinceramente que não seja por que estamos indo embora.

João – Mas é!

Marcelo – Por que?

Laila – Por que não é fácil se mudar de uma hora pra outra assim! É uma vida que já temos aqui em Salvador e do nada nos vamos pro Rio de Janeiro.

Marcelo – Só posso te dizer uma coisa… O Rio de Janeiro vai trazer coisas boas pra vocês. Agora vamos que nosso vôo já vai decolar.

Eles seguem para o embarque.

 

Cena 03 | Rua | Frente ao prédio de Cecília | Dia.

Continuação… Marcos e Juliana conversam.

Juliana – O que o senhor pretende agora?

Marcos – Eu acho que já chegou à hora de todos saberem que eu não morri. Quero rever sua irmã Lívia.

Juliana – O Fábio também está por aqui. Ele namora a filha da tia Malu.

Marcos – E onde é que ele está?

Juliana – No hospital por que aconteceram algumas coisas ai com a Amanda.

Malu sai do prédio e dá de cara com Marcos e Juliana.

Malu – Marcos? Juliana?

Juliana – Oi tia!

Malu – Posso saber o que está acontecendo?

Marcos – Estou de volta Maria!

Juliana – E o que a senhora estava fazendo na casa de minha mãe?

Malu – Vim olhar na cara dela! E você marcos por que está assim?

Marcos – Uma longa história Maria, uma longa história.

Malu – Infelizmente eu não posso ficar agora. Tenho que ir. Até qualquer hora.

Marcos – Até!

Malu – E você Juliana… Quero conversar com você!

Juliana – Tá bom tia. Eu apareço assim que a senhora quiser.

Malu – Está bem! Até qualquer hora.

Malu vai embora.

Juliana – Vamos subir?

Marcos (Olha pra cima e pensa) – Vamos!

Juliana segura na mão de Marcos e os dois entram no prédio.

 

Cena 04 | Casa de Lívia | Dia.

Lívia anda de um lado a outro, ansiosa.

Lívia – Ai meu pai… Será que o Carlos conseguiu pagar esse terreno? Ele está demorando demais. Já sei vou ligar pra ele.

Lívia pega o celular e liga pra Carlos. Chama e Carlos não atende.

Lívia – Por que ele não atende?

Toca a campainha.

Lívia – Deve ser ele!

Lívia corre para atender.

Lívia (Abre a porta) – Fernando?

Fernando – Oi Lívia! Será que nos podemos conversar?

Lívia me mostra em duvida e fica pensativa.

Cena 05 | Casa de Cecília | Dia.

Cecília e Débora conversam. Débora está em pé, Cecília sentada no sofá.

Débora – O que foi aquilo? Sua irmã descontrolada batendo em todo mundo? Olha eu não conhecia esse lado a Malu.

Cecília – Nem eu!

Débora – Agora olha, olha bem pra mime veja o que ela fez.

Cecília – Pra você foi bem pouco! Você nos colocou nessa situação.

Débora – Agora a culpa é minha!

A campainha toca.

Débora vai atender.

Juliana (Entrando sozinha) – Bom dia!

Cecília – O que é que você veio fazer aqui?

Marcos (Aparece na porta) – Viemos te visitar!

Cecília levanta-se surpresa e encara Marcos.

 

Cena 06 | Casa de Lívia | Dia.

Continuação… Fernando aparece na casa de Lívia.

Fernando – Será que eu posso entrar pra gente conversar?

Lívia – Conversar o que?

Fernando – Me deixa entrar?

Lívia olha para Fernando por algum tempo e o deixa entrar.

Fernando entra e senta-se no sofá. Lívia fecha a porta e senta-se também.

Lívia – Então… O que você tem a me dizer?

Fernando – Nos fomos enganados!

Lívia – O que? Como assim nos fomos enganados?

Fernando – Eu e você! Nos fomos enganados pelo Carlos. Eu e ele estávamos juntos nessa de tirar o Henrique de você e ele de conseguir tirar uma boa grana.

Lívia – Eu não estou acreditando nisso!

Fernando – A gente ia dividir o dinheiro, mas ele fugiu com tudo e me traiu.

Lívia – Desgraçado! Como é que você teve coragem de fazer isso?

Fernando – Desculpa! Quando eu me neguei assumir o Henrique isso já fazia parte do plano do Carlos. E eu ter ganhando a guarda do Henrique… Foi planejado. O Carlos pagou uma boa grana pra que eu ficasse com a guarda do Henrique.

Lívia – E onde é que está o Carlos?

Fernando – Não sei!

Lívia levanta-se irritada!

Fernando – Tudo foi armado pelo Carlos e eu servi apenas de cobaia pra ele.

Lívia – E o que é que você veio fazer aqui?

Fernando – Eu vim te pedir desculpas!

Lívia – E por que eu deveria te desculpar? Você me enganou desde o inicio! E se o Carlos tivesse dividido do dinheiro com você eu duvido que você estaria aqui.

Fernando – Isso é verdade! Mas eu me arrependo de tudo isso! De tudo o que eu fiz e hoje eu vejo que mesmo que se eu pegasse o dinheiro… Eu ia me arrepender.

Lívia começa a chorar.

 

Cena 07 | Casa de Cecília | Dia.

Continuação… Marcos entra na casa de Cecília.

Cecília – Vocês?

Juliana – É! Está surpresa com isso?

Débora – E muito!

Marcos – Dá pra ver na sua cara o quanto você está surpresa em me ver ao lado na nossa filha.

Cecília – Você não deixou se influenciar pelas coisas que ele disse não é Juliana? Nada é verdade!

Juliana – O que não é verdade? Que você tentou matar ele?

Marcos – Vai mentir agora Cecília? Até quando?

Juliana – É dona Cecília até quando?

Marcos – Isso não importa mais! Depois que você foi atrás de mim naquela sinaleira eu decidi que vou retomar tudo o que é meu! Conversei com um amigo e ele já começou a fazer isso.

Cecília (Gritando) – Mentira! Isso é mentira! Não tem como você fazer isso. Você é um qualquer nas ruas do Rio de Janeiro e não tem capacidade pra isso.

Marcos – Então continue nesse pensamento. Acabou Cecília! Eu vou acabar com você.

Cecília respira fundo e encara Marcos.

 

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Realização
ADNTV Ficção 2017

Amor Sem Fim – Capítulo 44

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

Ú L T I M A S   S E M A N A S

228-copia-copia-6-copia


Cena 01 | Casa de Cecília | Dia.

Continuação… Cecília atende a porta, Malu entra.

Malu – Vim acertar nossas contas!

Cecília – Contas? Mas que contas? E quem foi que lhe deu a permissão de sair invadindo a minha casa?

Malu (Ignora) – Você é uma vagabunda! Faz de tudo pra destruir a minha família e conseguiu! Mas eu não vou deixar você sorrir com essa cara linda.

Cecília – E o que é que você vai fazer?

Malu vai pra cima de Cecília e a empurra, Cecília cai.

Cecília – O que é isso Malu? Ficou maluca foi?

Malu – Você vai aprender é a não mexer com os meus!

Malu acerta uma tapa no rosto de Cecília. Ela senta sob Cecília e prende as mãos da irmã com seu joelho. Malu bate em Cecília.

Malu (Batendo em Cecília) – Você sua desgraçada mexeu com a família errada!

Cecília – Para Malu! Para!

Malu continua batendo em Cecília.

Cecília – Me solta! Eu não fiz nada!

Cecília faz força e consegue empurrar Malu para o lado, ela se levanta correndo e Malu vai atrás. Malu empurra Cecília encima da mesa de centro.

Malu – Você não vai fugir não sua vagabunda.

Malu coloca Cecília no chão e volta a bater nela.

 

Cena 02 | Casa de Toni | Dia.

Toni está no sofá lendo jornal na internet, Juliana vem do seu quarto.

Juliana – Bom dia tio?!

Toni – Bom dia! Como passou a noite?

Juliana – Muito bem e o senhor?

Toni – Bem também! Fiquei sabendo que esteve na casa de sua mãe é verdade?

Juliana – Quem disse isso?

Toni – O Fábio! Fiquei sabendo ainda que você foi pra brigar com a sua mãe pelo que ela fez com a Amanda e o Fábio acabou ouvindo tudo.

Juliana – Desculpa! Eu não podia deixar isso do jeito que estava. Eu precisava olhar nos olhos da minha mãe pra ter certeza se eu ainda a conhecia, mas infelizmente isso acabou tomando um outro rumo e o Fábio chegou na hora.

Toni – E aonde você vai agora?

Juliana – Vou até a casa dela novamente, mas não vou brigar com ela. Vou só saber como ela está.

Toni – Volta que horas?

Juliana – Não sei! Mas não vou demorar. Quero ver se vou ao hospital pra falar direito com o Fábio.

Toni – Está bem!

Juliana sai.

 

Cena 03 | Salvador BA | Casa de Marcelo | Dia.

João e Vicente colocam suas coisas no carro, Laila está sentada no sofá.

Vicente – Laila? Não vai colocar suas coisas no carro?

Laila – Não! Eu me recuso a ir embora.

Vicente – Mas você e o pai não já conversaram sobre isso?

Laila – Já! Mas eu me recuso a sair! E você por sinal se convenceu muito fácil.

Vicente – Não é que eu me converti fácil. É que eu não tenho força suficiente pra enfrentar ele.

Laila – Nos dois juntos seriamos fortes sim!

João – Deixa de birra que você já não é mais criança! Pega logo essas porcarias de malas e coloca já no carro.

Laila – E quem você pensa que é pra falar assim comigo? O Marcelo?

João – Não! Sou o João mesmo!

Vicente – Vamos Laila!

João – Deixa ela ai! Não quer ir não vai.

João e Vicente saem. Laila demora alguns segundo e logo sai atrás.

 

Cena 04 | Casa de Cecília | Dia.

Continuação… Malu está por cima de Cecília.

Cecília – Malu me solta! Me solta, por favor.

Débora chega.

Débora – Ei? O que significa isso aqui em?

Débora vai e retira Malu de cima de Cecília, Malu acerta uma tapa em cheio na cara de Débora.

Débora – Você ficou maluca sua velha doida?

Malu – E você é uma puta desclassificada!

Malu fecha a mão a acerta um murro em Débora que vai ao chão.

Malu – Você sua vadia acabou com a vida da minha filha.

Malu dá vários chutes em Débora.

Cecília vai pra cima de Malu e a segura pelos ombros.

Malu – Me larga!

Malu acerta Cecília.

Débora – Está descontrolada? Olha só o que você fez! Tirou sangue de mim.

Malu – Eu queria era tirar a sua vida como você fez com a minha filha.

Malu acerta Débora com outro soco. Ela fica sob Débora e começa a estapear Débora.

Débora – Cecília me ajuda! Faz alguma coisa e tira essa mulher de cima de mim.

Cecília se esconde atrás do sofá. Malu sai de cima de Débora.

Malu – Isso é pra vocês não mexerem mais com os meus.

Malu se levanta.

Cena 05 | Hospital | Dia.

Fábio chega ao hospital.

Fábio – Voltei! Cadê a Dona Malu?

Renata – Foi em casa!

Fábio – Em casa? Em casa?

Renata – Foi!

Fábio – Mas eu acabei de vim de lá.

Renata – Então eu não sei! Ela me disse que ia pra Casa.

Fábio – Será que…

Renata – O que?

Fábio – Não deixa pra lá!

Renata – Fala!

Fábio – Será que ela foi pra casa da Cecília?

Renata – Será?

Renata e Fábio ficam pensativos.

 

Cena 06 | Aeroporto | Dia.

Imagem de alguém arrastando uma mala em direção ao guichê. A pessoa faz o Check-in. Faz o check-in e despacha a mala.

Carlos – Finalmente eu conseguiu!

Carlos caminha até a área de embarque.

Carlos – Nem Lívia, nem Fernando! Consegui enganar os dois. Adeus Lívia! Adeus Fernando! Adeus Brasil!!!

Carlos embarca no avião.

 

Cena 07 | Casa de Cecília | Dia.

Continuação… Malu se ajeita depois de bater em Cecília e Débora.

Débora – Olha só o que você fez! Estou toda machucada.

Malu – Isso é o que você merece por ter feito o que você fez com a minha filha.

Cecília – Eu não tive nada haver com isso!

Malu – Essa surra foi por tudo o que você já me fez passar Cecília! Desde quando você se casou com o Toni quando ainda éramos puras e depois que conseguiu tirar ele de mim.

Débora – Eu atropelei a Amanda por que ela me meteu no meu caminho! Ela tomou o meu homem.

Malu – Seu homem? Você não merece o Fábio!

Débora – E quem merece? A Amanda?

Malu – Ela merece! Nunca fez mal a ninguém! Eu soube criar minha filha pra lutar pelo que é certo sem pisar em ninguém.

Débora – Isso é conversa pra idiota! Eu fiz! Fiz e com muito gosto, não me arrependo.

Malu – Mas vai se arrepender!

Débora – É mesmo? Por que? O que é que você vai fazer?

Malu – Eu não vou fazer nada!

Cecília – Chega dessa conversa! Fora da minha casa agora! Você invadiu feito uma louca e nos agrediu. Agora chega! Estou cheia de tudo isso.

Malu – Eu vou, mas não é por que você quer. É por que eu preciso voltar pro hospital. Mas saiba que vocês vão pagar por tudo isso.

Malu pega sua bolsa, olha para Cecília e para Débora. Ela vai embora.

 

Cena 08 | Rua | Frente ao prédio de Cecília | Dia.

Marcos caminha ali por perto ele pare em frente ao prédio onde Cecília mora e olha para cima. Juliana vem caminhando e embarra em Marcos.

Juliana – Pai?

Os dois se olham

 

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Realização
ADNTV Ficção 2017

Amor Sem Fim – Capítulo 43

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

Ú L T I M A S   S E M A N A S

228-copia-copia-6-copia


Cena 01 | Hospital | Sala de Espera | Noite.

Continuação… Fábio revela a Malu que Débora atropelou Amanda.

Malu – O que foi que você disse Fábio?

Fábio – Eu descobri dona Malu! Eu descobri que foi a Débora que atropelou a Amanda a mando da Cecília.

Malu – E por que essa desgraçada fez isso? Foi pra me atingir?

Fábio – Por ciúmes! Ela queria me separar da Amanda.

Renata – E como foi que você descobriu isso?

Fábio – A minha prima Juliana estava discutindo com a Cecília quando eu cheguei na hora e ouvi tudo. A Juliana me confirmou!

Malu – Por que? Por que fazer isso? Será que elas não tem coração? É uma mãe que esta sofrendo agora e uma família inteira.

Fábio – Ela destruiu uma vida!

Malu – Mas isso não vai ficar assim! Eu vou tomar as minhas providencias e elas vão pagar pelo que fizeram.

Renata – E você pretende voltar pra casa de sua tia?

Fábio – Não! Será que eu posso passar uns dias na casa de vocês?

Malu – Claro que pode! Você é sempre bem vindo.

Fábio – Obrigado!

Fábio abraça Malu novamente.

 

Cena 02 | Casa de Cecília | Sala | Noite.

Cecília está em pé preocupada no que aconteceu. Juliana vem do seu quarto.

Cecília – Já pegou o que tinha que pegar?

Juliana – Já peguei sim!

Cecília – Agora saia da minha casa! Você já estragou a minha vida numa só noite.

Juliana – Sabe que apesar de tudo isso eu ainda tenho pena de você? Se tornou ainda mais vazia. E agora nesse momento infeliz você vai continuar aqui sozinha sem ninguém. A Lívia tomou o rumo e saiu logo daqui, o papai morreu de desgosto. O Toni que você tirou da minha tia Malu agora não quer nem saber que você existe, o Fábio não quer nem te ver pintada de ouro e eu? Eu vou seguir a minha vida, realizar meus sonhos e viver daquilo que eu planejei. Você tem somente a Débora. A única que vai poder te fazer companhia na cadeia.

Cecília – De certa forma você tem razão! Eu agora estou colhendo o que eu plantei! Apesar de tudo eu sou sua mãe e desejo que você seja feliz e que não se torne uma Cecília da vida.

Juliana – Tenha certeza que eu não vou me tornar! Você tentou ser feliz na infelicidade dos outros, mas… Não deu certo!

Cecília – Pode ir agora!

Juliana – Fica bem!

Cecília – Vou tentar!

Juliana vai embora. Cecília fecha a porta e senta-se no sofá.

 

Cena 03 | Hospital | Sala de Espera | Noite.

Malu, Renata e Fábio conversam…

Fábio – Eu fiquei com tanta raiva da Cecília e da Débora quem nem falei direito com a Juliana. Na verdade eu nem sabia que ela tinha voltado.

Renata – A Cecília deve ter esganado a filha! Voltou pra destruir a vida da mãe.

Malu – Pobre menina! Nasceu da mãe errada.

Toni chega

Toni – Boa noite?!

Malu (Levanta-se) – O que você veio fazer aqui?

Toni – Desculpa Malu! Eu não estava agüentando mais esperar. Eu tive que vim!

Malu – Não é o melhor momento pra você aparecer aqui!

Toni – Por que não? O que foi que aconteceu?

Renata – Nos descobrimos que foi a Débora que atropelou a Amanda.

Toni abaixa as vistas e volta a olha para Malu.

Malu – Você sabia disso Toni? Você sabia disso?

Toni – Sabia! Mas você me proibiu de tudo que eu não tive nem a chance de te contar isso.

Malu – Seu desgraçado! Era pra você ter me contanto de qualquer jeito!

Toni – Eu tentei, mas você me proibiu até de vim aqui. Quem contou isso a vocês?

Fábio – Eu peguei uma briga da Cecília com a Juliana no momento em que a Juliana jogava isso na cara da mãe.

Toni – A Juliana está na casa da Cecília?

Fábio – Esta!

Toni – E ela me disse que ia encontrar amigos.

Renata – E o que é que você veio fazer aqui?

Toni – Vim saber como é que estão as coisas aqui.

Malu – Vamos lá fora. Precisamos conversar. (Para Fábio e Renata) Eu já volto.

Malu sai com Toni.

 

Cena 04 | Casa de Cecília | Sala | Noite.

Cecília está sentada no sofá, Débora entra na casa.

Débora – Chorando pelo leite derramado?

Cecília – Estou sofrendo as conseqüências de suas loucuras

Cecília levanta-se exaltada.

Débora (Fecha a porta) – Não venha novamente me culpar! Estamos juntas nessa.

Cecília – Você nos colocou nessa! Você não me deu chances de ao menos te dizer o que era pra fazer. Você chegou lá e fez.

Débora – Cecília, Cecília… Você tem que entender que o que está feito está feito!

Cecília – Mas de que adiantou? O Fábio nos odeia e está ainda mais próximo daquela família.

Débora – Mas sem a Amanda!

Cecília – E você sem ele!

Débora – Eu vou reverter essa situação.

Cecília – Como? Me diz! Nem simpatia, nem macumba vão fazer o Fábio voltar pra você.

Débora – Eu me chamo DÉBORA! E vou trazer o Fábio aos meus pés.

Cecília (Caminha para seu quarto) – Você está é louca!

Cecília deixa Débora na sala sozinha.

 

Cena 05 | Salvador BA | Casa de Marcelo | Quarto de Marcelo | Noite.

Marcelo está deitado na sua cama, João entra.

João – Com licença pai?

Marcelo – Pode entra!

João entra e encosta a porta.

João (senta-se na cama) – Tudo bem?

Marcelo – Tudo! Aconteceu alguma coisa?

João – Não! Eu só queria mesmo vim aqui ficar um pouco com você!

Marcelo – Deite aqui.

João se deita ao lado de Marcelo.

Marcelo – Eu ouvi uma conversa sua com seus irmãos e fiquei muito feliz por saber que está comigo.

João – Eu sempre estive ao seu lado. As coisas que a Laila tenta colocar na minha cabeça não fazem sentido algum.

Marcelo – É por isso que eu sou bem generoso com você no meu testamento.

João – Testamento? Mas o senhor não vai morrer agora.

Marcelo – Não sabemos! Pode ser que aconteça. Por isso já preparei o meu testamento, mas não conte nada a Laila nem ao Vicente.

João – Eu não vou conta!

João segura a mão de Marcelo.

O dia amanhece…

Cena 06 | Casa de Cecília | Sala de jantar | Dia.

Cecília toma seu café da manhã quando ouve a porta abrir.

Cecília – É o Fábio!

Ela levanta-se e corre para a sala de estar.

Cecília – Fábio?

Fábio olha para Cecília, mas a ignora. Fábio caminha até seu quarto. Cecília vai atrás.

Cecília – Fábio? Fábio, por favor, me ouve. Até quando você vai ficar me ignorando.

Fábio pega a mala e coloca as roupas dentro.

Cecília – Você vai embora? Fábio não faz isso comigo!

Fábio – Você pensou em mim quando trouxe a Débora de volta pra ela fazer o que ela fez? Não! Então não me dirija a palavra.

Fábio termina de colocar as roupas, fecha a mala e vai para a sala.

Cecília – Me desculpa? Eu não sabia que ela ia fazer isso.

Fábio pega suas coisas e vai embora.

 

Cena 07 | Casa de Lívia | Dia.

Carlos espera em pé ansioso pra que Lívia traga logo o cheque.

Lívia (Vem do quarto) – Aqui está amor! O cheque pra você comprar o terreno.

Carlos – Ótimo! Vou logo pagar.

Lívia – O resto do dinheiro está naquela nossa conta, pra depois começarmos a usar.

Carlos – Certo! Eu vou logo.

Lívia – Vai! Boa sorte lá.

Carlos – Tchau!

Lívia dá um beijo e Carlos, logo ele saiu.

 

Cena 08 | Salvador BA | Casa de Marcelo | Dia.

Marcelo liga para o telefone de sua casa. Vicente atende.

Vicente – Alô?!

Marcelo – Vicente?

Vicente – Oi?

Marcelo – Já arrumaram as coisas?

Vicente – Quais coisas?

Marcelo – A de vocês! O carro vai passar ai e pegar vocês. Hoje nos vamos embora para o Rio de Janeiro.

Vicente – Ok! Vou avisar a Laila e ao João.

Marcelo – Encontro vocês no aeroporto!

Marcelo encerra a chamada.

 

Cena 09 | Casa de Cecília | Dia.

Cecília continua na sala de jantar tomando seu café da manhã. Ela está desanimada, mal come quando toca a campainha.

Cecília – Será que ele voltou?

Cecília levanta-se para atender a porta, a pessoa insiste da campainha.

Cecília – Já vai!

Cecília abre a porta.

Malu (Entrando) – Vim acertar nossas contas!

Cecília encara Malu assustada.

 

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Realização
ADNTV Ficção 2017

Amor Sem Fim – Capítulo 42

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

Ú L T I M A S   S E M A N A S

228-copia-copia-6-copia


Cena 01 | Casa de Cecília | Sala | Noite.

Continuação… Fábio ouve o que Juliana falou

Fábio – Repete Juliana, repete o que você acabou de dizer.

Juliana (Sem jeito) – O que?

Fábio – O que foi que você falou ai a tia Cecília e da Débora?

Juliana olha para Cecília e volta o olhar para Fábio.

Juliana – A Débora… Foi ela que atropelou a Amanda. E foi a minha mãe que trouxe ela de volta. Ela esta tentando separar você da Amanda desde o inicio.

Fábio (Com lagrimas nos olhos) – A senhora fez isso tia? A senhora fez isso?

Cecília – Foi! Eu trouxe a Débora.

Fábio vira-se para Débora

Fábio – E por que você fez isso com a Amanda?

Débora – É que… Eu queria… Desculpa.

Fábio acerta uma tapa no rosto de Débora.

Fábio (Aponta para Cecília e para Débora) – Olhem aqui vocês duas! Eu nunca mais quero olhar na cara de vocês! Pra mim vocês estão MORTAS E ENTERRADAS! MORTAS E ENTERRADAS!

Fábio sai e bate a porta. Débora olha para Cecília e em seguida vai atrás de Fábio

 

Cena 02 | Casa de Lívia | Noite.

Carlos está na sala sozinho mexendo no celular.

Carlos (Chamando) – Lívia? Já posso pedir o jantar? Você já tomou seu banho?

Lívia (De dentro do quarto) – Pode ligar! Já estou indo tomar meu banho.

Carlos pede a comida pelo aplicativo no celular. A campainha toca.

Carlos – Já?

Carlos levanta-se e atende a porta. Fernando invade a casa de Lívia armado.

Fernanda – Cadê ela? Cadê a Lívia?

Carlos – Calma cara! Ela esta no banheiro. O que foi que você veio fazer aqui?

Fernando – Vim ameaçar ela! Ela tirou o Henrique de mim!

Carlos – E que vacilo seu em? Não era pra você ter fugido com o menino pra casa de sua mãe. Agora a situação ta ruim pra você.

Fernando – E o que é que eu faço agora?

Carlos – Você vai embora e vai ficar na sua até eu dizer o que você vai fazer. Olha só eu já consegui o dinheiro.

Fernando – Quanto?

Carlos – Dez milhões! Assim que ela me entregar esse dinheiro a gente divide e cada um vai no mundo.

Fernando – E quanto ao menino?

Carlos – Desiste dele! Esse muleque só vai te atrapalhar depois que pegar a grana.

Fernando – Ok! Eu vou embora, mas não deixa de me dar um sinal.

Carlos – Pode ficar tranqüilo! Agora vai embora antes que a Lívia apareça.

Fernando sai e Carlos fecha a porta.

 

Cena 03 | Casa de Cecília | Noite.

Clima está tenso depois que Fábio descobriu sobre o acidente de Amanda. Cecília e Juliana estão de pé.

Cecília – Feliz pelo que você fez?

Juliana – Feliz não, as satisfeita!

Cecília (Parte pra cima de Juliana) – Tudo isso é culpa sua!

Juliana segura o braço de Cecília.

Juliana – A culpa é toda sua! Você trouxe a Débora de volta. Não venha agora me culpar pelos seus erros.

Cecília – Me solta!

Juliana solta Cecília.

Cecília – Agora o Fábio não vai querer me ver nem pintada de ouro.

Juliana – Você provocou tudo isso… Agora agente!

Cecília – Que droga! O que é que eu vou fazer?

Juliana – Reza! Quem sabe ajuda.

Juliana caminha para dentro.

Cecília – Vai fazer o que ai dentro?

Juliana – Pegar algumas coisas minhas que ficaram aqui.

Cecília – Vê se não demora!

Juliana – Não se preocupe por que eu conto as horas pra me ver longe dessa casa.

Juliana vai para seu antigo quarto deixando Cecília sozinha.

 

Cena 04 | Portaria | Noite.

Fábio e Débora saem do elevador, ele segue na frente e ela vai atrás dele tentando falar com ele.

Débora – Fábio? Fábio, por favor espera. Me escuta.

Fábio (Para! Com os olho cheios de lagrimas) – Que esquece sua vagabunda! Esquece que eu existo.

Débora – Fábio só me escuta! Você entendeu tudo errado.

Fábio – Entendi erra?

Fábio pega Débora pelo braço e aperta.

Fábio – O que foi que eu entendi errado? Que você matou a Amanda?

Débora – Não foi proposital foi um acidente!

Fábio – Eu não quero ouvir mas nada que venha de você ou da Cecília!

Fábio empurra Débora que vai ao chão.

Fábio – Se você sequer pensar em se aproxima de alguém que eu goste pode ter certeza que eu vou te matar e jogar seu corpo num mato qualquer sua vadia!

Fábio vai embora. Débora no chão enxuga as lagrimas, mas não se mostra arrependida.

Cena 05 | Salvador BA | Casa de Marcelo | Quarto de Marcelo | Noite.

Marcelo está deitado olhando os contatos no celular. Ele para no contato de Malu.

Marcelo – Vou ligar pra ela.

Ele inicia a chamada.

Renata – Alô?!

Marcelo – Boa noite eu gostaria de falar com a Maria Lúcia.

Renata – Ela não está aqui. É o Marcelo?

Marcelo – Sou eu sim!

Renata – É a Renata aqui! Tudo bem?

Marcelo – Tudo! Você sabe me dizer se ela vai demorar?

Renata – Acredito que sim! Nós estamos aqui no hospital.

Marcelo – Aconteceu alguma coisa com a Maria?

Renata – Não! É que a filha dela Amanda sofreu um acidente ai está internada.

Marcelo – Ah ok! Faz um favor pra mim então Renata?

Reata – Faço sim!

Marcelo – Avisa a Maria que eu estou voltando para o Rio de Janeiro e dessa vez pra morar!

Renata – Que noticia boa! Pode deixar que eu aviso a ela sim!

Marcelo – Muito obrigado e tenha uma excelente noite.

Renata – Obrigada e pra você também. Tchau!

Marcelo encerra a chamada.

 

Cena 06 | Casa de Lívia | Noite.

Lívia sai do banho e vai para a sala enrolada na toalha. Carlos está sentado no sofá mexendo no celular.

Lívia – Já pediu a comida?

Carlos – Já! Daqui a pouco chega.

Lívia – Ouvi a campainha tocar e você conversar com alguém quem era?

Carlos – Não era ninguém!

Lívia – Como não era? Eu ouvi a campainha tocar e ouvi você conversando com alguém.

Carlos – Foi… Foi um convidado da vizinha aqui debaixo que veio bater aqui achando que era a o apartamento dela. Ai eu expliquei onde era e ele foi pra lá.

Lívia – Ah bom! Então teve alguém aqui que foi esse convidado ai.

Carlos – É! Daqui a pouco nossa comida chega.

Lívia – Pediu refrigerante?

Carlos – Esqueci! Mas eu vou lá embaixo comprar.

Lívia – Vou vestir a roupa e esperar chegar.

Carlos – Vou logo lá embaixo.

Carlos sai para comprar o refrigerante.

 

Cena 07 | Hospital | Sala de Espera | Noite.

Renata está sentada esperando, Malu chega.

Renata – Estava aonde Maria Lúcia?

Malu – Fui conversar com o Doutor Rodrigo e tirar algumas duvidas. Aconteceu alguma coisa?

Renata – O Marcelo ligou!

Malu – Marcelo de salvador?

Renata – Ele mesmo! E ele disse que…

Fábio chega chorando e abraça Malu.

Malu (Surpresa) – O que foi que aconteceu Fábio?

Fábio (Chorando) – Me perdoa dona Malu? Me perdoa, por favor.

Malu – Mas o que foi que você fez?

Fábio – Eu descobrir que foi a Débora que atropelou a Amanda.

Malu – O que?

Malu solta Fábio e o encara!

 

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Realização
ADNTV Ficção 2017

Amor Sem Fim – Capítulo 41

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

Ú L T I M A S   S E M A N A S

228-copia-copia-6-copia


Cena 01 | Casa de Cecília | Sala | Noite.

Continuação… Cecília a porta e recebe uma visita inesperada.

Cecília (Surpresa) – Você?

Juliana (Entrando) – É! Eu mesma.

Cecília (Fecha a porta) – O que é que você quer aqui? E desde quando você voltou?

Juliana – Isso não vem ao caso! Estou de volta e pronto!

Cecília – Voltou pra infernizar a minha vida né?

Juliana – Eu não preciso fazer isso até mesmo por que você mesmo trata de fazer sua vida um inferno.

Cecília – E o que é que você veio fazer aqui então? Mostrar que a sua vida deu certo lá fora?

Juliana – Exatamente isso! Vim mostrar que eu não preciso de você.

Cecília – Muito bem você já mostrou e agora pode ir embora da minha casa!

Juliana – Eu não vou! Ainda tenho um assunto pra tratar com você!

As duas encaram-se.

 

Cena 02 | Casa de Lívia | Quarto | Noite.

Lívia está no quarto arrumando as coisas de Henrique, Carlos chega na porta e vê, ele pega o celular e entra fingindo falar com alguém.

Carlos (Entrando) – Certo, certo! Então fechamos? Ok! Pode ter certeza que o negocio é garantido! Valeu um ábaco.

Finge encerra a ligação.

Lívia – Quem era?

Carlos – O meu amigo responsável pela compra do terreno.

Lívia – E o que foi que ele disse?

Carlos – Que está tudo certo! Falei com ele do dinheiro e tal e ele confirmou tudo certinho.

Lívia – Então já é nosso?

Carlos – Praticamente sim!

Lívia – Que maravilha! Finalmente vou conseguir realizar meu sonho.

Carlos – Fico feliz em poder te ajudar em tudo!

Lívia – Obrigada amor!

Lívia dá um beijo em Carlos.

Carlos – Tem o que pra jantar?

Lívia – Olha eu não fiz nada, mas se você quiser a gente pode pedir.

Carlos – Pode deixar que eu vou pedir.

Lívia – Tá! Enquanto você pede eu vou terminar de arrumar essas coisas aqui e depois vou tomar um banho.

Carlos volta para a sala. Lívia escolhe uma roupa.

 

Cena 03 | Hospital | Sala de Espera | Noite.

Fábio, Malu e Renata conversam…

Malu – Ainda bem que eu doutor Rodrigo me deu alta já não agüentava mais ficar naquela cama sem fazer nada.

Renata – Até parece que você ficava quieta na cama. O tempo todo andando dentro do quarto.

Todos riem.

Fábio – Estranho seria se a senhora ficasse mesmo naquela cama parada.

Malu – O momento é difícil, mas nada me deixa parada.

Renata – Dá pra ver!

Fábio (Olha para o relógio) – Eu vou em casa! Vou tomar um banho trocar de roupa e volto pra que dona Renata vá pra casa descansar um pouco.

Malu – Pode ir meu filho!

Renata (Com ar de brincadeira) – E não demore que eu estou super cansada!

Fábio – Pode deixar!

Fábio vai embora.

 

Cena 03 | Casa de Malu | Quarto de Bruna | Noite.

Bruna liga para Mônica, as duas conversam.

Mônica – E ai como é que você está?

Bruna – Estou levando! A minha irmã piorou e agora a única esperança é o bebe que ela está esperando.

Mônica – Força amiga que tudo vai dar certo!

Bruna – Eu sei que vai! Sabe que com tudo isso eu percebi a família que eu tenho? Vi que minhas mães Malu e Renata são muito importantes na minha vida.

Mônica – Suas mães Malu e Renata? Eu ouvi bem?

Bruna – Ouviu! Minhas mães Malu e Renata! Eu estou vivendo tudo isso. Vejo o quanto elas são dedicadas a mim e a Amanda, o quanto elas dão suas vidas pra nos salvar.

Mônica – Bruna? É você?

Bruna – Sou eu sim Mônica! Tudo isso me fez mudar minhas atitudes e… Eu decidi que não vou mais procurar aquele que eu achava que era meu pai.

Mônica – O que?

Bruna – Eu não preciso dele! Nunca precisei. Sempre teve mães maravilhosas que souberam me criar, que nunca deixou faltar nada e eu não havia percebido isso.

Mônica – Sabe de uma coisa? Eu preciso ver você de perto pra ter certeza de que é você que esta falando isso. É de surpreender essa sua mudança.

Bruna – Mas eu mudei! Vê a minha irmã nessa situação me fez enxergar que eu estava sendo uma menina egoísta.

Mônica – Amiga… Estou muito feliz em saber que você mudou! Que desistiu dessa loucura toda e saiba que pode contar comigo pro que for preciso.

Bruna – Até pra ir pra Salvador atrás do Marcelo?

Mônica – O que?

Bruna – Estou brincando! Que bom que tenho você como amiga pena que está longe senão eu ia te dar um abraço bem forte.

Mônica – Mas sinta-se abraçada!

Bruna – Eu vou desligar agora tenho dois trabalhos do colégio pra fazer.

Mônica – Tá bom amiga! Fica bem e qualquer coisa liga pra mim.

Bruna – Tá! Beijos e tchau!

Mônica – Tchau!

Bruna encerra a chamada.

Cena 04 | Casa de Cecília | Sala | Noite.

Continuação… Juliana e Cecília se encaram

Cecília – O que é que você ainda tem a dizer?

Juliana – Eu sei muito bem o que vocês fizeram com a Amanda!

Cecília (Surpresa) – O que? Como assim o que ‘fizemos’ com a Amanda?

Juliana – Não se faça de inocente dona Cecília! Você sabe muito bem do que eu estou falando.

Cecília – Não sei não!

Juliana – Eu sei que mandou a Débora atropelar a Amanda! E eu vou contar isso pro Fábio!

Cecília – É o que? Você só pode estar maluca! Quem foi que te contou isso?

Juliana – Não interessa! Eu vou contar pro Fábio.

Cecília – Foi o Toni não foi? Foi ele que falou isso pra você?

Juliana fica em silêncio.

 

Cena 05 | Portaria do Prédio | Noite.

Fábio entra no prédio, Débora vê e corre atrás dele.

Débora (Entra correndo) – Fábio? Fábio?

Fábio para e olha para trás.

Fábio – O que foi?

Débora – Esta vindo do hospital?

Fábio – Estou! Mas vou voltar, só vim tomar um banho e pegar uma roupa.

Débora – Pensou sobre o que aconteceu com a gente?

Fábio – Não! Não pensei até por que eu não me lembro de nada.

Débora – Mas saiba que eu passei o dia todo pensando! Foi maravilhoso! A melhor noite que já tive.

Fábio – Vou subir! Com licença.

Fábio entra no elevador, Débora olha por um instante e também entra. A porta do elevador se fecha.

 

Cena 06 | Hospital | Noite.

Malu e Renata continuam a espera de novidades.

Renata – Já decidiu se vai deixar o Toni vim até aqui?

Malu – Ainda não, mas se ele aparecer aqui eu não vou mandar ele embora.

Renata – Se acha que é o melhor.

Malu – Você vai pra casa veja como a Bruna está e me liga.

Renata – Tá bom! Espero que o Fábio não demore.

Malu – Vou tomar um café. Quer também?

Renata – Vamos lá.

As duas saem para tomar café.

 

Cena 07 | Casa de Cecília | Sala | Noite.

Continuação… Cecília e Juliana discutem.

Cecília – Fala! Foi o Toni que te contou isso?

Juliana – Foi ele sim! Ele me contou que você e a Débora estavam armando pra separar o Fábio e a Amanda.

Cecília – Claro! Ela é filha da Maria Lúcia. Eu jamais vou aceitar que meu Fábio se relacione com essa mulherzinha.

Juliana – Quem tem que gostar dela é o Fábio e não você! Eles se ama.

Cecília – Se amavam! Graças a boa vontade ela não vai voltar e ao o caminho vai ficar livre para a Débora.

Juliana – Então esse era o plano? Matar a Amanda pra abrir caminha para a Débora?

Cecília – As circunstancias levaram a isso! O que é que eu posso fazer?

Juliana – A Débora atropelar a Amanda pra deixar o caminho livre isso é a circunstância?

Fábio (Chegando) – O que?

Cecília olha para trás surpresa assim como Juliana, Cecília fica pálida ao ver Fábio.

 

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Realização
ADNTV Ficção 2017