Amor Sem Fim – Capítulo 24

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

228-copia-copia-6-copia


Cena 01 | Casa de Cecília | Sala de Jantar | Dia.

Continuação… Amanda levanta-se irritada e sai.

 

Fábio – Amanda? Amanda?

Fábio vai atrás de Amanda.

Fábio – Amanda espera, por favor.

Amanda – Esperar por quê? Depois disso que eu acabei de ver?

Fábio – Calma amor! Eu não sabia que ela tinha chegado.

Amanda – Essa é a vagabunda que se dizia ser a mulher da sua vida, né?

Fábio – É ela sim! Mas isso é passado. Foi amor de adolescência.

Amanda – Eu vou embora! Por que aquele beijo que ela te deu é sinal de que você dá muita ousadia a ela.

Fábio – Amanda, por favor, eu não tenho nada com ela. Nem gosto mais dela.

Amanda – Depois a gente conversa.

Fábio – Posso ao menos te levar até lá embaixo pra você pegar um táxi?

Amanda – Não obrigada! Eu sei o caminho.

Fábio – Amanda, por favor.

Amanda pega o elevador e vai embora.

 

Cena 02 | Colégio | Banheiro Feminino | Dia.

Bruna conversa com Mônica. Conversa iniciada.

Bruna – Eu já decidi! Vou sozinha para Salvador encontrar meu pai.

Mônica – Você só pode estar ficando louca.

Bruna – E estou! Estou louca pra conhecer ele. Poder falar com ele e dizer que sou filha dele.

Mônica – Já tem foto dele?

Bruna – Tenho!

Ela põe acessa a galeria de seu celular e mostra a foto de Marcelo

Mônica – Nossa! Coroa gostoso esse seu pai, em?

Bruna – Mais respeito, por favor.

Mônica – Se desse eu ia com você!

Bruna – Dá pra você ir!

Mônica – E o que é que eu vou falar com a minha mãe?

Bruna – E mesmo que eu vou falar para a minha!

Mônica – E o que é?

Bruna – É o seguinte…

Conversa em off. Bruna explica o que pretende fazer.

 

Cena 03 | Casa de Cecília | Sala de Jantar | Dia.

Cecília comemora a chega da Débora.

Cecília – Já chegou causando em? Nunca imaginava que seria tão rápido assim.

Débora – Foi mais fácil que tirar doce de criança.

Toni – Vou embora, não quero compactuar com isso tudo.

Toni levanta-se e vai embora.

Débora – Toni?

Cecília – Ele mesmo!

Débora – Bandida mesmo você, em? Conseguiu tirar o marido da irmã.

Cecília – E agora você vai fazer o mesmo com o Fábio! Quero que tire ele da Amanda.

Débora – Pelo que eu já vi hoje vai ser muito fácil.

Cecília – Mas você não estava fora do Brasil?

Débora – Eu nunca sai do Brasil.

Cecília – Vamos pra sala de estar, quero que me explique isso.

As duas seguem para a sala de estar e continuam conversando.

Cena 04 | Casa de Malu | Sala | Dia.

Malu assiste TV. Amanda chega irritada.

Amanda chega irritada senta-se no sofá e começa a chorar de raiva.

Malu – O que foi amor?

Amanda (Chorando) – Ela conseguiu mãe, ela conseguiu!

Malu – Conseguiu o que menina?

Amanda – A Cecília trouxe a ex do Fábio pra separar a gente.

Malu – Tenha calma! Pare de chorar e respire fundo.

Amanda – Ela já chegou beijando o Fábio.

Malu – Na sua frente?

Amanda – Sim! Na minha frente e beijou ele na boca.

Malu – Mas é isso que ela quer amor. Separar vocês dois. Você tem que ser firme, eu te disse isso.

Amanda – É difícil ainda mais depois da noite que tivemos.

Malu – Vocês transaram?

Amanda – Transamos!

Malu – Fique calma! Você tem a mim e eu não vou deixar você fraquejar. Ele te ama e você o ama. Então tenha paciência.

Amanda deita no colo de Malu, ainda chorando.

Malu – A Cecília tirou seu pai de mim, mas não vai tirar o Fábio de você não, que eu não vou deixar!

Amanda chora no colo de Malu.

 

Cena 05 | Casa de Cecília | Sala | Dia.

Fábio volta.

Cecília – Cadê a Amanda?

Fábio – Foi embora!

Débora – Melhor ainda! Ficamos mais a vontade pra colocar o papo em dia.

Fábio – O que você queria com isso em Débora?

Débora – Nada amor!

Fábio – Nada? Você chega me beijando na frente da minha namorada e ainda diz que não é nada?

Débora – Eu não podia adivinhar que ela era sua namorada.

Fábio – E quem te trouxe aqui?

Débora – Não posso nem te fazer uma surpresa?

Fábio – Surpresa desagradável eu to dispensando!

Fabio vai para o quarto. Débora ri de Fábio.

 

Cena 04 | Casa de Lívia | Quarto | Dia.

Lívia arruma o filho. Celular toca.

Lívia – Alô?

Fernando – Bom dia amor da minha vida.

Lívia – O que você quer agora?

Fernando – Sentiu saudade de mim?

Lívia – Nem um pouco! Oh se você me ligou pra isso, tchau que tenho que cuidar do meu filho.

Fernando – A audiência já tem data marcada.

Lívia – O que?

Fernando – A audiência já teve uma data definida pra acontecer.

Lívia – Só vou acreditar quando meu advogado me ligar confirmando.

Fernando – Não ligo se você acredita ou não. Só liguei mesmo pra te lembrar que eu devo ganhar a guarda do Henrique, senão…

Lívia – Já sei!

Lívia encerra a chamada.

 

Cena 06 | Casa de Cecília | Sala | Dia.

Débora conversa com Cecília. Conversa já iniciada.

Débora – A conversa tá boa, mas eu tenho que ir. Já plantei a semente agora é só esperar pra colher.

Cecília – E vai pra onde? Achei que veio para ficar.

Débora – E vim! Só que eu preciso resolver algumas coisas, coisas minhas e volto.

Cecília – Vê se não some.

Débora – Claro que não! Depois do strike que eu fiz aqui hoje não tem como sumir novamente.

Cecília – Está no caminho certo! Não foi a toa que eu te trouxe até aqui.

Débora – Pode deixar comigo que eu vou separar esses dois. Ele não vai ser feliz com essa nojenta.

Cecília – Assim espero!

Débora – E… Cadê a Juliana?

Cecília – Não me pergunte por essa garota! É outra que só veio pra me irritar.

Débora – E por que ela não esta aqui?

Cecília – Por que viajou para estudar com a ajuda do Toni.

Débora (Em tom de deboche)– Cecília… Sempre cercada das melhores coisas. Já pensou em escrever um livro?

Cecília – Vai embora, vai!

Cecília levanta-se e as duas abraçam-se e Débora logo vai embora.

Cecília volta a sentar-se no sofá. Fábio aparece.

Fábio (Chegando) – Foi à senhora num foi?

Cecília (Assusta-se) – Que susto Fábio.

Fábio – Foi à senhora que trouxe a Débora de volta não foi?

Cecília o encara sem dizer uma palavra.

 

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Direção
Vinny Lopes

Realização
ADNTV Ficção 2017

Amor Sem Fim – Capítulo 23

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

228-copia-copia-6-copia


Cena 01 | Rua | Sinaleira | Noite.

Marcelo vê Bruna sozinha à noite.

Marcelo – Olha isso. Uma menina há essa hora sozinha na rua. Será que os pais não vê isso? Se fosse minha filha jamais deixaria estar na rua nesse horário.

Bruna termina de atravessar a rua. O taxista tenta dar partida no táxi que funciona e vai embora

 

Cena 02 | Casa de Malu | Quarto de Bruna | Noite.

Malu tenta ligar pra Bruna.

Malu (Ao telefone) – Onde será que essa menina se meteu a essa hora?

Renata – A Bruna está sem limites.

Malu – Ela não atende a porcaria do celular.

Renata – Será que ela levou?

Malu – Com certeza levou. Vou ligar pra Amanda.

Malu tenta ligar pra Amanda, mas não consegue.

Malu – A Amanda também não atende. A Bruna tá demais, tá demais!

Renata – Depois que ela colocou na cabeça de conhecer esse pai dela, ela ficou pior.

Malu – Eu já disse a ela que ela vai quebrar a cara, mas ela não entende isso.

Renata – A Bruna nunca entende nada.

Malu – E só quer fazer besteira!

Renata – Tenta ligar pra ela novamente.

Malu – Vou tentar!

Malu tenta novamente ligar pra Bruna.

 

Cena 03 | Casa de Cecília | Sala de Estar | Noite.

Cecília esta agoniada.

Toni – Tenta ficar calma!

Cecília – Cala a boca!

Toni – Vou embora!

Cecília – Não! Você não vai embora! Você agora vai me ajudar a tirar aqueles dois lá do quarto.

Toni – Eu não! Você tá ai toda agoniada e cheia das ignorâncias.

Cecília – Eu quero saber o que eles estão fazendo naquele quarto.

Toni – Sexo no mínimo!

Cecília arremessa um enfeite em Toni.

Cecília (irritada) – Não fala um coisa dessa! Não vê o quanto eu já estou irritada?

Toni – Eles são namorados! Pode estar fazendo o que quiserem lá dentro.

Cecília – Eu não posso deixar isso acontecer! Eles não podem transar, esse eu tenho que impedir que isso aconteça.

Toni – E por que não?

Cecília – Eu não quero que a Malu se engrandeça com a minha derrota. Eu não aceito isso.

Toni – Isso é coisa da sua cabeça Cecília.

Cecília – Você não entende Toni, você não entende!

Toni – Você esta ficando louca com isso!

Cecília – Eu vou lá interromper isso.

Cecília levanta-se para ir até o quarto de Fábio. Toni levanta e a segura pelo braço.

Toni – Você não vai fazer isso!

Cecília encara Toni com raiva.

 

Cena 04 | Rua | Noite.

Bruna liga para outro número de Mônica.

Conversa iniciada.

Bruna – Eu fugi de casa! A minha mãe Malu descobriu que eu mexi nas coisas dela.

Mônica – E ai?

Bruna – Eu acabei contando que eu já sei quem é meu pai.

Mônica – Não era pra você fazer isso! Ela agora vai marcar seus passos.

Bruna – Não, não vai! Já tenho tudo pensado.

Mônica – Pena não poder te ajudar. A minha mãe me colocou de castigo e tomou meu outro celular. Estou com o reserva.

Bruna – De hoje que eu tento ligar pra você, por isso que não atendia.

Mônica – Onde é que você esta?

Bruna – Na rua! Não sei pra onde vou.

Mônica – Você precisa ter cuidado!

Bruna – Vou ter!

Mônica – Vai pro colégio amanhã?

Bruna – Vou! Vai ser aquele mesmo esquema. Nos encontraremos no banheiro.

Mônica – Certo! Mas e quanto à ideia de roubar o cartão?

Bruna – Eu vou fazer isso! E vou juntar com as economias que eu tenho, que acho que dá pra ficar pelo menos um mês em Salvador até eu achar meu pai.

Mônica – E já conseguiu alguém pra ir com você?

Bruna – Ainda não mas…

Conversa em off.

Cena 05 | Casa de Cecília | Sala | Noite.

Continuação… Toni segura Cecília pelo braço.

Cecília – Me solta!

Toni – Eu não vou deixar você se meter na conversa do Fábio com a Amanda.

Cecília – E quem é você pra me impedir?

Toni – Eu sou o pai da Amanda!

Cecília – Será que ela te reconhece como pai dela?

Toni – Ela pode não me reconhecer como pai, mas eu não vou permitir que você se meta na vida deles.

Cecília – Me solta! O Fábio é meu sobrinho.

Toni – Sobrinho do seu ex-marido e não seu.

Cecília – Eu sou quase uma mãe pra ele! E posso sim me meter na vida dele. Escolher o que é o melhor pra ele. A Amanda não é mulher para o Fábio.

Toni – Por que não? Por que é filha da Malu? Deixa de ser paranoica e deixa-os serem felizes. Já que você não é.

Cecília – Se eu permitir que eles sejam felizes eu estarei permitindo que a Malu também seja. Já não basta nosso passado em que ela conseguiu fugir com você?

Toni – A gente se amava!

Cecília – Ela só queria seu dinheiro, seu otario!

Toni – Você não vai ludibriar a minha cabeça. Como você tenta fazer com seu sobrinho.

Cecília – Eu vou acabar com alegria deles!

Toni – Não vai!

Toni puxa Cecília e a coloca sentada.

 

Cena 06 | Rua | Noite.

Bruna volta para atravessar a sinaleira, falando ao celular. Ela ligou para Malu.

Bruna – Mãe?

Malu – Até que enfim menina! Onde é que você esta?

Bruna – Estou aqui em baixo na portaria do prédio.

Malu – Fazendo o que? Sobre agora! Isso não é hora de você estar na rua.

Bruna – Tá vou subir!

Bruna encerra a chamada e corre pra casa.

 

 

Amanhece o dia…

Cena 07 | Casa de Cecília | Quarto de Fábio | Dia.

Amanda e Fábio, já acordados continuam deitados na cama.

Fábio – Que noite, em?

Amanda – Foi incrível!

Fábio – Foi melhor do que eu esperava.

Os dois se beijam.

Amanda – Vamos sair? Sua tia deve estar curiosa pra saber o que aconteceu aqui.

Fábio – Sua tia! Mas sua do que minha. Mas vamos sair pra tomar um café.

Os dois levantam-se. Tomam banho juntos e depois sai para tomar café.

Corta para: Sala de Jantar.

Amanda e Fábio chegam à sala de jantar.

Fábio – Bom dia, bom dia, bom dia!

Amanda – Bom dia!

Fábio – Dormiu aqui Toni?

Cecília – Por que não pode? A sua namorada também dormiu aqui.

Toni – Se é que dormiu, né?

Débora aparece.

Débora – Fábio!

Ela corre pra cima dele o abraça e dá um selinho em Fábio.

Débora – Que saudades!

Fábio – Débora?

Fábio fica surpreso e com vergonha encara Amanda.

 

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Direção
Vinny Lopes

Realização
ADNTV Ficção 2017

Amor Sem Fim – Capítulo 22

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

228-copia-copia-6-copia


Cena 01 | Casa de Cecília | Sala | Noite.

Amanda parada na porta sorri para Fábio.

Amanda – Não vai me convidar para entrar?

Fábio – Por favor.

Amanda – Com licença.

Amanda entra, Fábio fecha a porta.

Fábio – A minha tia fez questão de convidar seu pai.

Toni – Oi filha.

Amanda – Oi.

Fábio – Essa aqui não precisa apresentar.

Cecília – E por que não? Por acaso eu já a conheço?

Fábio – E muito bem!

Cecília – Tá, tá! Vamos sentar antes que o jantar esfrie.

Toni – Vamos.

Todos se sentam para jantar. Fábio sorri para Amanda que retribui. Cecília olha irritada.

 

Cena 02 | Casa de Lívia | Sala | Noite.

Carlos chega a casa.

Carlos (Chegando) – Lívia? Henrique?

Carlos entra desesperado

Lívia – Carlos!

Os dois se abraçam.

Carlos – Cadê o Henrique?

Lívia – Está lá no quarto dormindo.

Carlos – Aquele desgraçado foi capaz de fazer isso.

Lívia – Foi, ele foi! E fez coisa pior.

Carlos – O que foi que ele fez?

Lívia – Me ameaçou! Disse que isso é apenas o inicio.

Carlos – O que?

Carlos fica ainda mais assustado.

 

Cena 03 | Casa de Malu | Quarto de Bruna | Noite.

Bruna pega o celular põe na bolsa e vai escondida para a sala. Ela vê que não tem ninguém.

Bruna – Vou dar um grande susto em vocês.

Bruna foge de casa.

 

Cena 04 | Hotel | Quarto | Noite.

Marcelo já no hotel, fala com o filho pelo telefone.

Conversa já iniciada.

Marcelo – Cheguei agora a pouco. Estou muito cansado.

Vicente – Por que não me avisou que ia?

Marcelo – Foi uma viagem emergencial, pedi pra Laila que avisasse a você e ao João.

Vicente – Ela não falou nada.

Marcelo – Vai ver ela esqueceu. Olha tenho que desligar agora. Vou arrumar as minhas coisas e vou num shopping ver se consigo retirar algum dinheiro.

Vicente – Se for ficar por mais algum tempo ai, pai me avisa, por favor. Quero curtir as praias do Rio de Janeiro e aproveitar pra pegar umas gatinhas.

Marcelo – Toma juízo menino, toma juízo.

Vicente – Eu tenho!

Marcelo – Olha a Laila me pediu dinheiro então eu deixei pra você e pro seu irmão também.

Vicente – Valeu pai! Vou aproveitar pra cai na nigth.

Marcelo – Vá mais com responsabilidade. Agora tchau.

Vicente – Tchau!

Marcelo encerra a chamada. Ele joga o celular na cama. Termina de pegar as roupas na mala e arruma no armário. Ele termina e arrumar e sai.

 

Cena 05 | Casa de Cecília | Sala de Jantar | Noite.

Fábio conversa com Amanda. Cecília interrompe.

Cecília – Então… Amanda como está a sua mãe?

Amanda – Está bem obrigada!

Cecília – Ela ainda sente saudades do Toni?

Um mal-estar fica no ar.

Fábio – Tia, isso é coisa que se pergunte? E mesmo assim a senhora tem que perguntar isso a dona Malu

Cecília – Eu jamais faria isso! Você sabe que eu não falo com a Malu.

Amanda – Respondendo a sua pergunta dona Cecília, acredito que minhas mães vivem muito bem do jeito que estão.

Toni – Que bom! Mas saiba que eu sinto muita falta da Malu.

Cecília – Sente mesmo? E fez o que fez?

Toni – Na vida a gente erra e acerta.

Cecília – Quer dizer então que eu sou o erro da sua vida?

Fábio – Gente, por favor. Vamos mudar de assunto.

Cecília – Não! Eu quero que ele me responda. Eu sou o erro da sua vida?

Toni se cala e todos se encaram com um clima pesado.

Cena 06 | Casa de Cecília | Noite.

Renata e Malu conversam. Conversa iniciada.

Malu – Renata faz um favor pra mim?

Renata – Claro! Faço sim.

Malu – Olha pra mim se a Bruna já está dormindo?

Renata – Tá! Vou lá ver.

Renata vai até o quarto de Bruna.

Renata entra no quarto, ela acha que vê Bruna deitada na cama.

Renata decide fazer um carinho em Bruna. Quando ela tira o lençol, vê que é só travesseiro.

Renata – Bruna? Fugiu novamente. (Gritando) Malu! Malu!

Malu vem rápido.

Malu – O que foi?

Renata – A Bruna fugiu!

Malu põe a mão na cabeça sem saber o que fazer.

 

Cena 07 | Casa de Lívia | Sala | Noite.

Lívia conta a Carlos a ameaça que sofreu de Fernando.

Lívia – Ele disse que se ele não ficar com a guarda do Henrique ele vai fazer alguma coisa comigo.

Carlos – Filho da p… Desgraçado!

Lívia – Não vejo outra saída.

Carlos – Nos vamos achar uma saída.

Lívia – Estou com medo!

Carlos – Precisamos conversar novamente com o advogado e contar sobre o que esta acontecendo. Sobre essa ameaça dele pra tirar seu filho de você.

Lívia – Se ele tentar alguma coisa antes? Tipo sumir com meu filho.

Carlos – Ele não é louco suficiente pra isso. A policia vai cair encima dele. Agora é ter calma e pensar no que vamos fazer.

Os dois se abraçam

 

Cena 08 | Casa de Cecília | Sala de Jantar | Noite.

Continuação… Cecília quer saber se ela é o erro da vida de Toni

Cecília – Fala Toni! Eu sou o erro da sua vida? Ou o erro da sua vida é esse ai, sua filha com a Malu?

Toni – O erro da minha vida foi não ter sido pai sempre que a minha filha precisou de um.

Amanda – Não precisa se preocupar com isso.

Toni – Mas eu me preocupo, por que eu sei que não fui um pai presente na sua vida. Você me perdoa?

Amanda – Eu não tenho que perdoar ninguém, até por que as minhas mães Malu e Renata soberam me dar o amor suficiente que ser a pessoa que eu sou hoje.

Fábio – Esse jantar já deu o que tinha que dar. Com licença.

Fábio levanta-se

Fábio – Amanda, por favor, me acompanhe.

Amanda (Levantando-se) – Com licença.

Cecília – Mas Fábio nos nem jantamos direito.

Fábio – Tudo por que vocês não deixaram.

Os dois saem. Fábio leva Amanda para seu quarto.

Cecília – Viu o que você fez?

Toni – Eu não fiz nada!

Cecília fica irritada.

 

Cena 09 | Casa de Cecília | Quarto de Fábio | Noite

Fábio leva Amanda para seu quarto. Eles entram e Fábio tranca a porta.

Fábio – Desculpa pela minha tia.

Amanda – Não precisa se desculpar. Esqueceu que ela também é minha tia?

Fábio – Mas sua do que minha!

Amanda – Verdade!

Os dois sentam-se na cama.

Amanda – Então… É… Por que você trancou a porta?

Fábio – Não quero que ninguém nos incomode.

Os dois começam a se beijar.

Fábio – Você quer o mesmo que eu?

Amanda – Quero sim!

Fábio e Amanda voltam a se beijar. Ele beija lentamente o pescoço dela tirando a blusa. Ela tira a camisa dele.

Os dois deitam-se na cama. Ele beija o corpo dela descendo até o umbigo. Ele tira a saia dela, logo ele tira a calça dele.

Ela o põe deitado e fica por cima dele. Amanda tira o sutiã. Ele segura ela pela cintura.

Amanda deita encima dele e os dois se beijam apaixonados.

Amanda – Eu te amo!

Fábio – Eu te amo muito!

Os dois ficam completamente nus.

Fábio a põe deitada e acariciando os seios dela, ele no meio das pernas dela acaricia com a outra mão as pernas de Amanda. Os dois transam apaixonados.

 

Cena 10 | Rua | Sinaleira | Noite.

Bruna caminha pelas ruas à noite e sozinha. Ela tenta ligar para Mônica.

Bruna – Que droga! A Mônica não atende a merda do celular.

O sinal fecha. Um taxi para no sinal. Bruna atravessa a rua tentando ligar para Mônica.

Dentro do Táxi está Marcelo.

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Direção
Vinny Lopes

Realização
ADNTV Ficção 2017

Amor Sem Fim – Capítulo 21

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

228-copia-copia-6-copia

Reapresentação


Cena 01 | Posto Policial | À Tarde.

Carlos já esta no posto da policia esperando por noticias sobre Henrique. O policial conversa com ele.

Policial – E a mãe da criança, já sabe sobre o que aconteceu?

Carlos – Vou ligar pra ela agora e contar. Ela precisa saber disso.

Carlos pega o celular e liga para Lívia.

Carlos – Lívia?

Lívia – Oi amor!

Carlos – Lívia, o Henrique (Começa a chorar).

Lívia – O que foi Carlos? O que é que você esta chorando? Carlos fala!

Carlos – O Henrique amor… ele sumiu Lívia! Ele sumiu.

Lívia – Como é isso Carlos? Deixa de brincadeira e trás meu filho de volta.

Carlos – Estou aqui no posto policial, eles estão fazendo uma busca pra tentar encontrar o Henrique.

Lívia (Entra em desespero) – Meu filho gente, meu filho sumiu!

Carlos – Você precisa ter calma.

Lívia – Como é que vou ter calma? Meu filho. Meu Deus.

Carlos – Eu preciso desligar agora.

Lívia entra em desespero. Carlos encerra a chamada.

 

Cena 02 | Parque | Fim de Tarde.

Uma ronda especial busca pelo bebe de Lívia.

Policial – Nada ainda, vamos seguir as buscas até o cair da noite.

Os policiais seguem em busca de Henrique.

 

Cena 03 | Casa de Lívia | Sala | Fim de Tarde.

Lívia chora desesperada no sofá.

Lívia – Eu não vou ficar aqui esperando. Vou atrás do meu filho.

Lívia pega a bolsa e quando abre a porta pra sair, Fernando aparece com o bebe no colo.

Lívia (Corre pra cima de Fernando) – Meu filho!

Fernando – Olá mamãe!

Lívia – Seu desgraçado! O que foi que você estava fazendo com meu filho?

Fernando – Calma! Não vai nem de dar um boa noite?

Lívia – Foi você miserável que pegou meu filho, num foi? Foi você?

Fernando – Eu sou o pai dele! Posso sair com meu filho.

Lívia – Sair com seu filho? Isso é sequestro seu desgraçado.

Fernando – Só por que eu peguei o meu filho pra passear um pouco? Você faz drama demais.

Lívia – Filho da mãe! Sabia que agora uma ronda policial esta em busca do meu filho por sua causa?

Fernando – É meu filho!

Lívia – Sai daqui, sai daqui seu desgraçado.

Fernando bate a porta fechando-a

Fernando – Antes de eu sair você vai me ouvir.

Lívia o encara.

 

Cena 04 | Casa de Cecília | Quarto | Fim de Tarde.

Cecília pega o celular.

Cecília – Vou ligar para o Toni, já que não consegui falar com a Débora.

Inicia a chamada

Cecília – Oi!

Toni – O que você quer dessa vez?

Cecília – Tenho uma boa noticia pra você, e tenho certeza que você vai adorar.

Toni – Ganhei na loteria?

Cecília – Quase isso! A Amanda vem jantar hoje à noite aqui em casa.

Toni – E você vai aceitar isso?

Cecília – Vou se você aceitar jantar com a gente. O Fábio pediu pra te convidar

Toni – Ele pediu? Então é claro que eu aceito.

Cecília – Ótimo! Está convidado. Te espero aqui a noite.

Cecília encerra a chamada.

Cecília – Não vou ficar nessa selva sozinha. Você vai ter uma surpresa Amanda.

Cecília joga o celular na cama.

Cecília – Vocês não vão ficar juntos, ou eu não me chamo Cecília!

Ela levanta-se para procurar uma roupa.

Cena 05 | Casa de Lívia | Sala | Fim de tarde.

Continuação…

Lívia – Eu não sou obrigada a ouvi nada de vocês. Fora da minha casa agora.

Fernando (Ignora) – Você já viu do que eu sou capaz. Isso é a penas o inicio.

Lívia – O que é que você quer em?

Fernando – Eu quero ganhar a guarda do meu filho!

Lívia – Mas eu não posso deixar isso acontecer, e eu?

Fernando – O que importa pra mim agora é o meu filho. Se você ganhar essa causa eu posso fazer muito pior.

Lívia – Você seria capaz de fazer mal ao seu próprio filho?

Fernando – Agora ele é meu filho?

Lívia – Sempre foi! Eu nunca tirei isso de você. Quem nunca quis saber dele foi você mesmo.

Fernando – Só que agora eu quero! E sou capaz de qualquer coisa pra ter ele comigo.

Lívia – Até fazer mal a ele?

Fernando – Eu jamais faria mal ao Henrique! Mas se eu não ganhar essa causa, a dona Cecília vai ter motivos para chorar.

Fernando beija Henrique. Caminha até a porta. Abre, solta um beijo pra ela e sai fechando a porta.

 

Cena 06 | Casa de Cecília | Quarto | Fim de Tarde.

Cecília continua procurando algo para vestir.

O celular toca.

Cecília (Atendendo) – Finalmente mulher!

Débora – O que você quer comigo?

Cecília – Preciso que você volte urgente!

Débora – O que tem de bom ai pra mim?

Cecília – Fábio! Ele voltou e esta de namorico com a Amanda!

Débora – Amanda?

Cecília – Sim! Aquela vadia que se diz minha sobrinha, a filha da Malu.

Débora – E o que você quer que eu faça?

Cecília – Quero que separem eles dois. Quero que acabe com esse amor de esquina.

Débora – Pode deixar! Estarei ai.

Cecília – Ótimo! Agora me deixe ir por que ainda hoje ela vem jantar aqui a convite dele.

Débora – Boa sorte e… Vê se não vai voar no pescoço dela.

Cecília – Vou tentar não voar. Tchau!

Cecília encerra a chamada.

 

Cena 07 | Casa de Lívia | Sala | Fim de Tarde.

Lívia pega o celular e liga para Carlos.

Lívia – Carlos?

Carlos – Oi amor? A ronda ainda não voltou.

Lívia – Volta pra casa. O Henrique esta aqui comigo.

Carlos – Como assim tá ai?

Lívia – O desgraçado do Fernando foi quem pegou ele e trouxe aqui pra casa.

Carlos – Graças a Deus. Eu vou avisar aos policiais aqui e já estou indo pra casa.

Lívia – Tá bom, não demora, por favor. Ate amo.

Carlos – Também te amo.

Lívia encerra a chamada.

 

Cena 08 | Posto policial | Fim de Tarde.

Carlos conversa com os policias.

Carlos – Meu filho está em casa.

Policial – Como assim o que aconteceu?

Carlos – Parece que alguém achou ele e o levou pra casa.

Policial – Mas isso está mal explicado. Então ele foi levado por alguém que conhece vocês.

Carlos – Não se preocupe. Pode deixar que eu vou resolver isso. Agradeço pela atenção.

Policial – É apenas o nosso trabalho.

Carlos – Muito obrigado, muito obrigado mesmo. Tenha uma boa noite.

Carlos vai embora. O Policial liga avisando e suspendendo  a ronda.

 

Cai à noite…

Cena 09 | Casa de Cecília | Sala de Jantar | Noite.

Cecília e Fábio esperam. A companhia toca.

Fábio – Eu atendo.

Fábio vai atender a porta.

Toni – Boa noite! Trouxe um vinho branco, não quis vim de mãos vazia.

Fábio encara Cecília.

Cecília – Entra, por favor.

Toni entra e Fábio fecha a porta.

Cecília – Por favor, o vinho.

Cecília pega o vinho e coloca sobre a mesa. Fábio fala com ouvido de Cecília.

Fábio – O que ele quer aqui?

Cecília – Eu o convidei em seu nome.

Fábio – Como assim o convidou em meu nome?

Cecília – Achei que não seria uma má ideia unir pai e filha.

Fábio – Dá próxima vez me avisa.

Fábio volta para a sala de estar.

Cecília (Falando cozinha) – Isso se houver uma próxima vez.

A companhia toca novamente.

Fábio atende. Ele abre a porta. É Amanda. Cecília a encara. Amanda sorri para Fábio.

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Direção
Vinny Lopes

Realização
ADNTV Ficção 2017

Amor Sem Fim – Capítulo 20

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

228-copia-copia-6-copia


Cena 01 | Casa de Malu | Quarto de Malu | Dia.

Continuação…

Malu – O que?

Amanda – O Fábio me convidou para jantar na casa dele. Ele quer me apresentar como a namorada dele.

Malu – E você aceitou?

Amanda – Aceitei! Fui errada em aceitar?

Renata – Claro que não! Ele é seu namorado e quer deixar isso bem claro para os desentendidos.

Malu – Realmente você não errou em aceitar.

Amanda – Que bom!

Malu – Só acho que você deve ter cuidado e atenção coma sua tia Cecília.

Amanda – Esse é meu maior medo.

Malu – Ela vai fazer de tudo pra colocar coisas na sua mente. Pra tentar fazer você desistir dessa relação.

Renata – Mas seja firme em tudo o que você disser. Não fique nervosa e se demonstre confiantes pra que ela se sinta ameaçada.

Malu – A Renata tem razão. E é como eu disse, tome cuidado com ela.

Amanda – Por isso que eu agradeço todos os dias por ter duas mães.

Amanda beija Malu e depois beija Renata.

Amanda – Obrigada minhas mães. Agora vou terminar de fazer minhas unhas.

Amanda sai do quarto.

 

Cena 02 | Casa de Estela | Sala | Dia.

Estela arrasta Mônica pra dentro de casa.

Estela (Chegando) – Eu te falei que eu não quero você com aquela menina! Ela é uma má influencia pra qualquer um.

Mônica – Ela só queria a caneta.

Estela – Você acha que eu acredito nessa historia de caneta? Eu não nasci ontem não Mônica, eu não nasci ontem. Vá pra dentro. Você esta de castigo.

Mônica ia para o quarto.

Estela – Antes me dê seu celular.

Mônica entrega o celular a Estela.

Estela – Deixe a porta aberta que eu vou passar lá.

Mônica vai para o quarto.

 

Cena 03 | Casa de Lívia | À Tarde.

Alguém ia apertar a companhia, quando ouve Carlos conversando com Lívia.

Carlos (Gritando) – Lívia! Estou indo passear com o Henrique no parque, você vem?

Lívia (Em Off) – Não! Pode ir, vou terminar de arrumar algumas coisas aqui.

Carlos – Daqui a pouco eu volto!

Uma pessoa se esconde nas escadas. Carlos sai e chama o elevador.

Carlos (Para Henrique) – Vamos brincar no parque. Quer brincar no parque?

O elevador chega. Carlos entra e o elevador desce.

A pessoa desce pelas escadas.

 

Cena 04 | Casa de Malu | Sala | À Tarde.

Bruna chega a casa, Malu vem do quarto para sala ao ouvir a porta abrir.

Malu – Eu estava esperando você chegar.

Bruna – O que foi que eu fiz dessa vez?

Malu – Isso é você que vai me dizer!

Bruna – Eu não fiz nada! Posso ir para o meu quarto?

Malu – Não, não pode! Foi você que andou mexendo nas minhas coisas?

Bruna – Tudo agora que acontece nessa casa a culpa é minha!

Malu – Tudo o que acontece nessa casa é você que apronta.

Bruna – Não precisa se preocupar mais com isso. Em breve eu vou embora dessa casa.

Malu – O que é que você esta falando menina?

Bruna – Foi em mesmo que mexi nas suas coisas.

Malu – Sabia!

Bruna – Mexi! Mexi mesmo e já descobri o nome do meu verdadeiro pai.

Malu – Como é? Você o que?

Bruna – É isso o que a senhora ouviu! Eu já sei quem é meu pai, sei que o nome dele é Marcelo.

Malu – Você não sabe o que você esta falando.

Bruna pega o documento na mochila e mostra a Malu

Bruna – Até quando a senhora ia me esconder isso?

Malu fica sem saber o que dizer.

Cena 05 | Parque aberto | À tarde

Carlos brinca com Henrique na grama.

Alguém os observa.

Carlos – Vamos comer hot-dog?

Carlos pega as coisas e vai até a barraca de hot-dog. Ele coloca Henrique no gramado, perto dele. E coloca os brinquedos.

Carlos – Me vê, por favor, um hot-dog.

Outras pessoas se aproximam para comprar cachorro quente.

A pessoa aproxima-se e pega Henrique, num momento em que Carlos está distraído.

Carlos – Vamos pra casa? Henrique? Meu Deus!

Carlos olha para todos os lados.

Carlos – Henrique? Moça você viu o bebe que estava aqui comigo agora?

Moça – Não!

Carlos corre de um lado a outro perguntando se alguém viu o bebe.

Carlos – Você viu se alguém passou aqui com o bebe que estava comigo?

Babá – Não vi!

Carlos (Põe as mão na cabeça) – Quem será que fez isso?

Carlos segue até onde se encontra dois policiais fazendo ronda.

Carlos – Policiais! Roubaram meu filho. Acabaram de roubar meu filho.

Policial – Como é que foi isso?

Carlos – Eu estava comprando cachorro quente e tinha colocado ele no gramado. Enquanto eu me distrai pra pagar o lanche foi o tempo que ele sumiu.

Policial – Tem foto da criança?

Carlos – Tenho aqui no meu celular.

Policial – Vamos te levar até o posto policial enquanto colocamos o resto da equipe pra fazer uma busca pelo local.

Carlos segue para o posto com os policiais, eles conversam.

 

Cena 06 | Casa de Malu | Sala | A Tarde.

Continuação… Malu discute com Bruna.

Malu – Então você mexeu mesmo nas minhas coisas?

Bruna – Mexi sim! Por que se eu não mexesse eu não ia descobrir que a senhora sempre soube quem é meu pai.

Malu – E o que te dar essa segurança de querer saber quem é seu pai? Você acha mesmo que ele quer saber que você existe?

Bruna – Se ele souber que tem uma filha maravilhosa com certeza ele vai querer me conhecer.

Malu – Você não sabe nada da vida Bruna, nada!

Bruna – A senhora esta falando isso por que eu descobri quem é meu pai.

Malu – Não é! Eu fiz questão de esconder isso por que ele mesmo pediu isso. E você vai se arrepender muito se for atrás dele.

Bruna – Pois eu vou! A senhora querendo ou não.

Malu – Você vai quebrar a cara!

Bruna – A senhora é que vai! Eu vou atrás do meu pai e eu vou mostrar pra todos que ele me ama.

Malu – Acorda bruna, acorda! Ele nem sabe que você existe e nunca fez questão de saber. Tanto é que era um doador anônimo. Ele me pediu pra não deixar você saber quem ele é!

Bruna – Pediu pra você?

Malu – Pediu! Acredito que eu sou a única mãe que sabe quem ele é.

Bruna – Mas a senhora não pode me impedir de conhecer meu pai!

Malu respira fundo.

Malu – Tudo bem! Se quiser ir, vá! Pode ir, mas não se arrependa depois.

Bruna vai para seu quarto.

 

Cena 07 | Casa de Cecília | Quarto de Cecília | À Tarde.

Cecília mexe em algumas fotos.

Cecília – Esse seu amor não vai pra frente Fábio. Não vai! Não vou dar esse gosto a Malu.

Cecília pega o celular. Acessa a lista de contatos e chega ao contato com o nome Débora.

Cecília – É a hora de você voltar!

Cecília inicia a chamada.

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Direção
Vinny Lopes

Realização
ADNTV Ficção 2017

Amor Sem Fim – Capítulo 19

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

228-copia-copia-6-copia


Cena 01 | Casa de Cecília | Quarto de Fábio | Dia.

Continuação…

Fábio – Amor?

Amanda – Oi! Desculpa.

Fábio – Por um segundo achei que tinha encerrado a chamada.

Amanda – Desculpa, desculpa mesmo. É que eu estou um pouco sem jeito.

Fábio – Aceita ou não vim jantar aqui em casa?

Amanda (Receosa) – Aceito sim amor!

Fábio – Ótimo! Vou falar com a tia Cecília. E organizar tudo certinho.

Amanda – Tá bom!

Fábio – Beijo!

Encerra a chamada.

Cecília aparece

Cecília (chegando) – Vai falar o que comigo?

Fábio – Convidei a Amanda pra vim jantar aqui, quero apresentar ela a senhora.

Cecília – E quem disse que eu quero conhecer essa garota?

Fábio encara Cecília.

 

Cena 02 | Salvador | Casa de Marcelo | Dia.

Marcelo sai do quarto em direção à sala de estar. Ele conversa com a filha Laila que a acompanha até a sala. Conversa já iniciada.

Marcelo – Vou ter que viajar para o Rio de Janeiro. Tenho algumas coisas para resolver lá.

Laila – Sabe quando volta?

Marcelo – Se não pintar nenhum imprevisto volto em dois dias.

Laila – Já conversou com os meninos?

Marcelo – Ainda não! Mas caso eles perguntem você fala com eles.

Laila – Ok! Será que pode deixar um dinheiro pra mim?

Marcelo – Antes de viajar em deixo. Bom… Vou sair agora. Tenho uma reunião muito importante agora.

Laila – Tudo bem!

Marcelo – Mas tarde estou aqui!

Marcelo sai de casa.

 

Cena 03 | Saída do Colégio | Dia.

Mônica ia saindo, Bruna vem correndo.

Bruna (Correndo/Chamando) – Mônica, Mônica?

Mônica para e espera.

Mônica – Bruna, eu não posso ser vista com você e daqui a pouco a minha mãe chega.

Bruna – Calma! Olha eu já sei como conseguir dinheiro pra pagar as despesas em salvador.

Mônica – Vai fazer o que? Não é nada de errado não, né?

Bruna – É meu pai Mônica! Eu faço todos os esforços para conhecer ele, saber quem é ele.

Mônica – Só que não adianta você querer conhecer ele e ele não querer te conhecer.

Bruna – Claro que ele quer me conhecer!

Mônica – Tem certeza? Se ele quisesse mesmo conhecer você ele teria pedido pra ser doador anônimo?

Bruna – Você quer colocar coisa na minha cabeça. Mas voltando ao assunto sobre o dinheiro…

Mônica – Que ideia brilhante foi que você teve?

Bruna – Eu vou roubar o cartão de credito da minha mãe.

Mônica – Isso não esta certo!

Estela chega

Estela – Posso saber o que está acontecendo aqui?

Mônica e Bruna ficam surpresas.

Cena 04 | Casa de Cecília | Quarto de Fábio | Dia.

Continuação…

Fábio – Tia, a Amanda é minha namorada!

Cecília – Pois é! Ela é sua namorada e eu não a quero aqui, alias não quero ninguém daquela família aqui.

Fábio – ‘Aquela Família’ é a sua família! Ou a senhora esqueceu que a Malu é sua irmã?

Cecília – Detalhes meu caro, detalhes! Eu não a quero aqui e pronto.

Fábio – Se a senhor não tem educação, desculpa! Eu tenho. Já fiz o convite e não vou voltar atrás.

Cecília – E nem precisa. É só você levar ela naquele restaurante de ontem.

Fábio – Não posso fazer isso! Eu a convidei pra jantar aqui e conhecer a senhora.

Cecília – Eu não sou obrigada a aceitar uma pessoa que não é bem vinda em minha casa!

Fábio – Tudo bem! Não precisa jantar com a gente, eu janto sozinho com ela e quem sabe convido a Lívia. A fama da senhora de mal educada vai longe.

Cecília – Vai longe?

Fábio – Muito longe! Agora a senhora pode me dar licença?

Cecília – Está me colocando pra fora do seu quarto?

Fábio – Não dá pra conversar com a senhora, então entenda como quiser.

Cecília encara Fábio. Ela observa todo o quarto e em seguida sai.

Cecília (Saindo) – Ela esta destruindo a nossa família.

Fábio – A senhora já tratou de fazer isso!

Fábio fecha a porta.

 

Cena 05 | Casa de Malu | Quarto de Malu | Dia.

Conversa iniciada entre Malu e Renata.

Malu – Você precisava ver a cara da Cecília quando me viu naquele restaurante.

Renata – Posso imaginar! Mas o que foi que ela fez?

Malu – O de sempre… Fez ameaças tentando me intimidar, mas a Cecília nunca foi de nada.

Renata – Mas é bom ficar de olho nela.

Malu – Depois que ela tirou o Toni de mim… Eu não espero mais nada dela. E se ela vier pra cima da Amanda eu vou com tudo pra cima dela.

Malu levanta-se e abre o guarda roupa e vê tudo mexido.

Malu – Por que minhas coisas estão bagunçadas assim? Você mexeu aqui?

Renata – Não!

Malu – Será que foi a Amanda?

Renata – Ou será que foi a Bruna?

Malu revira as coisas

Renata – O que foi?

Malu – Se foi a Bruna… Tem um documento muito importante aqui e acho que não esta mais.

Renata – Que documento é esse?

Malu – O da inseminação. Eu fiz uma anotação com o nome do Marcelo nesse documento

Renata – Se não esta ai… Isso significa que a Bruna achou.

Malu – Ai meu pai do céu. O documento sumiu mesmo!

Malu fica preocupada e encara Renata.

 

Cena 06 | Colégio | Saída | Dia.

Continuação…

Estela – Então Mônica vai me explicar ou quer que eu tire minhas conclusões?

Mônica – É que…

Bruna – Eu que a chamei dona Estela, é que ela se esqueceu de devolver uma caneta que estava na mão dela.

Mônica – É!

Estela – Então devolve agora e vamos embora.

Mônica entrega uma caneta a Bruna. Estela sai arrastando Mônica pelo braço.

Estela (Sai levando Mônica) – Já disse que não quero você com essa menina. Quero você longe dela! Não é uma boa amizade para se ter.

Mônica – Desculpa mãe, desculpa.

Estela – Você vai voltar para o castigo.

Bruna observa e logo vai embora.

 

Cena 07 | Casa de Malu | Quarto de Malu | Dia.

Continuação…

Renata – Olha direito quem sabe caiu em algum outro lugar.

Malu – Não, não caiu! Ele estava aqui e não esta mais.

Renata – Ela está disposta mesmo a encontrar o pai!

Malu – Se ela bem soubesse quem é o Marcelo ela não faria isso.

Renata – O que você vai fazer agora?

Malu – Vou esperar ela chegar e procurar saber se foi ela mesmo que mexeu aqui.

Amanda entra no quarto.

Amanda (Entrando) – Fazendo reciclagem nas roupas?

Malu – Não! Estou sou arrumando.

Amanda – Aconteceu alguma coisa? Parecem preocupadas.

Malu – Minhas coisas estão reviradas.

Amanda – Juro que não foi eu!

Renata – A Malu está desconfiando da Bruna.

Amanda – A Bruna? Por quê?

Malu – Tinha um documento aqui importante e agora sumiu.

Amanda – Espera ela chegar!

Malu – É isso o que eu vou fazer.

Amanda – Aproveitando que vocês duas estão aqui eu quero comunicar que o Fábio me convidou para ir jantar na casa da tia Cecília.

Malu – O que?

Malu fica sem acreditar e encara Amanda

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Direção
Vinny Lopes

Realização
ADNTV Ficção 2017

Amor Sem Fim – Capítulo 18

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

228-copia-copia-6-copia


Cena 01 | Casa de Cecília | Noite.

Continuação…

Cecília questiona Fábio.

Cecília – Então vai falar ou não?

Fábio – Tia eu ia contar a senhora… Mas…

Cecília – Ia contar quando?

Fábio – Na hora certa eu ia falar!

Cecília – Poderia ser qualquer uma Fábio, qualquer uma. Mas não você foi escolher justamente a filha da Malu.

Fábio – Amor a gente não escolhe tia!

Cecília (ignora) – Há quanto tempo vocês estão juntos? Desde que você chegou? E inventou aquela história pra mim?

Fábio – Eu estou namorando a Amanda acho que já a duas semanas.

Cecília – E eu só fico sabendo disso agora? E por ironia do destino, por que se dependesse de você eu nunca ia saber de nada.

Fábio – Eu não quis contar nada à senhora justamente por causa disso.

Cecília – Eu não vou aceitar isso!

Fábio – Tudo bem! Pela manhã eu vou procurar um hotel pra ficar.

Fábio vai para o quarto, ele entra e Cecília o segue.

Cecília – É assim que você resolve as coisas?

Fábio – Quem sou eu pra dizer alguma coisa a senhora? A senhora é a dona da casa.

Cecília – Você prefere Amanda a mim?

Fábio – A senhora que está impondo isso!

Cecília – Pois saiba que eu não vou deixar ela tirar você de mim!

Fábio – Tirar da senhora? A senhora é apenas uma tia de consideração!

Cecília – Eu sou só isso pra você? Uma tia de consideração? E eu que me enganei achando que você era o filho que eu sempre quis.

Fábio – Desculpa tia, mas amanhã a gente conversa melhor. Isso não é mais hora. Pode me dar licença?

Cecília encara Fábio por alguns segundos, logo volta para a sala irritada.

Fábio fecha a porta do quarto.

 

Cena 02 | Casa de Malu | Sala | Noite.

Malu, Renata e Amanda chegam a casa.

Amanda está incomodada.

Renata (chegando) – Está sentindo alguma coisa Amanda? Você parece incomodada.

Amanda – Não, nada!

Malu – Filha, aconteceu alguma coisa?

Amanda – Qual será a reação da Tia Cecília depois de saber que eu sou a namorada do Fábio?

Malu – Não liga pra isso.

Amanda – É difícil não pensar nisso! Será que ela vai fazer alguma coias pra separar a gente?

Renata – Senta aqui, por favor.

As duas sentam-se.

Renata – Olha só… Quem tem que gostar de você é o Fábio e quem tem que gostar dele é você. Ele não é uma má pessoa. É um rapaz certo, trabalhador, inteligente. Não vai ser uma ‘tia’ que vai atrapalhar vocês. O amor supera tudo. O amor é sem fim.

Amanda – Mesmo assim eu fico com medo.

Renata – Com as mães que você tem, você não precisa ter medo. Tá bom?

Amanda – Tá!

As duas se abraçam.

Renata – Te amo!

Continuam abraçadas, logo levantam-se e cada uma vai pro seu quarto.

Dia amanhece…

Cena 03 | Escritório do Advogado | Sala | Dia.

Lívia conversa com seu advogado. Conversa já iniciada. Lívia mostra preocupação.

Lívia – A audiência está chegando e… Estou cada dia mais preocupada.

Advogado – Já disse a senhora pra que não fique. Estou trabalhando apenas no seu caso pra que saia dessa com a guarda do seu filho.

Lívia – Assim espero! Mas o meu ex marido já avisou que vem com tudo e com muitos advogados.

Advogado – Eu andei investigando a vida dele e pelo que sei nenhum dos meus colegas aceitaram defender ele.

Lívia – Não?

Advogado – Não! E ele não tem dinheiro pra pagar um advogado. Acredito que ele use alguém como se fosse advogado.

Lívia – Mas isso é crime, não?

Advogado – É! E se tudo correr assim será mais um motivo pra que a senhora ganhe essa causa.

O celular de Lívia toca

Lívia – Com licença. (Atende) O que é que você quer agora?

Fernando – Calma minha vida! Estou ligando só pra te dizer que a audiência foi cancelada e não tem nada pra acontecer.

Lívia – É verdade ou você quer me enganar?

Fernando – Eu não faria isso! Não perderia por nada a sua cara de choro após a minha vitória.

Lívia encerra a chamada.

Lívia – O Fernando acabou de me avisar que a audiência foi cancelada. Não tem previsão de acontecer.

Advogado – Vou confirmar e qualquer coisa eu deixo você ciente.

Lívia – Obrigada por tudo.

Advogado – Disponha!

Lívia cumprimeta o advogado com um aperto de mão.

Advogado – Tenha uma excelente manhã.

Lívia – O senhor também!

Lívia vai embora.

 

Cena 04 | Colégio | Dia.

Bruna e Mônica encontram-se no banheiro.

Mônica – E ai?

Bruna – Olha isso

Bruna entrega a pasta a Mônica.

Bruna – Ele é meu suposto pai.! A minha mãe sabia disso o tempo todo e se recusou a me dizer a verdade.

Mônica – E o que você vai fazer agora?

Bruna – Vou pra Salvador!

Mônica – Com que dinheiro? Bruna você ainda é menor de idade, não pode viajar sozinha sem autorização.

Bruna – Num sei… Ainda, mas eu vou e vou encontrar meu pai

Mônica – Vai atrás de mais coisas sobre ele e depois você decide quando e com quem você vai pra salvador.

Bruna – Dinheiro não vai faltar! Só preciso mesmo convencer alguém a ir comigo.

O sinal toca

Mônica – Vamos pra aula, depois a gente conversa.

As duas saem e voltam pra sala.

 

Cena 05 | Casa de Cecília | Quarto de Fábio | Dia.

Fábio está deitando na cama lendo um livro. Ele pega o celular e liga pra Amanda.

Fábio – Bom dia amor!

Amanda – Bom dia!

Fábio – Você esta bem? Estou sentindo um desanimo na sua voz.

Amanda – Estou bem sim! Mas é que eu estou preocupada pra saber como foi a reação da tia Cecília ao saber que estamos namorando.

Fábio – De cara ela não aceitou nossa relação e nem vai aceitar. Só que quem escolhe isso sou eu.

Amanda – Mesmo assim ficou um pouco incomodada.

Fábio – Não precisa ficar incomodada! Tanto é que eu quero que você venha aqui para um jantar.

Amanda – Um jantar? Ai na casa da Cecília?

Fábio – É! Quero te apresentar oficialmente a minha família. Aceita?

Amanda fica em silêncio.

Fábio – Amanda? Amanda?

Amanda não responde

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Direção
Vinny Lopes

Realização
ADNTV Ficção 2017

Amor Sem Fim – Capítulo 17

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

228-copia-copia-6-copia


Cena 01 | Casa de Malu | Quarto de Malu | Noite.

Bruna mexe nas coisas de Malu procurando alguma coisa sobre seu pai.

Ela revira as gavetas procurando os documentos.

Ela acha um papel com o nome da clinica de fertilização.

Bruna – Encontrei!

Ela abre a pasta.

Bruna – ‘Doador anonimo 256’. Que droga não tem nada aqui!

Ela folheia os papeis e encontra uma anotação de Malu com o nome.

Bruna – Marcelo Scandarelli Santos!

Ela corre para seu quarto, pega o celular e procura o nome na internet.

Ela encontra uma reportagem sobre Marcelo, falando sobre sua loja em um shopping de salvador.

Bruna (Lendo) – ‘ Marcelo Scandarelli abre mais uma loja num grande shopping de salvador e comenta o sucesso de sua marca’. Então é isso, ele é um empresário! Será que ele ainda esta em salvador?

Ela liga pra Mônica.

Mônica (Atendendo) – Oi? Descobriu alguma coisa?

Bruna – Descobri quem é meu pai!

Mônica – E ai?

Bruna – O nome dele é Marcelo Scandarelli e a principio ele mora em Salvador.

Mônica – E como foi que você descobriu?

Bruna – Achei um documento aqui no quarto de minha mãe com o número e uma anotação feita de caneta com esse nome. Eu pesquisei no Google e vi que ele é empresário.

Mônica – Você está bagunçando as coisas de sua mãe?

Bruna – Estou! Mas o importante é que eu descobri. E ele mora em salvador. Vou pra lá.

Mônica – Calma! Você precisa descobrir mais coisas dele. Precisa saber se é realmente ele! Ter uma anotação de caneta não significa nada.

Bruna – Tá bom! Vou desligar que eu preciso arrumar as coisas aqui. Tchau.

Mônica – Tchau!

Bruna encerra a ligação.

 

Cena 02 | Restaurante | Banheiro | Noite.

Continuação…

Cecília e Malu se encaram.

Cecília – O que é que você esta fazendo aqui?

Malu – Não sei se sabe mais isso aqui é um restaurante. Agora me dê licença que eu vou ao banheiro.

Malu entra no banheiro e Cecília vai atrás.

Cecília – Veio me vigiar, né?

Malu – Te vigiar? Por que?

Cecília – Por que eu consegui tirar o Toni de você!

Malu – Ele esta aqui com você?

Cecília – Não se faça de idiota.

Malu – Faça bom proveito dele! O Toni só foi homem até os cinco anos de minha filha, depois se tornou um qualquer na minha vida assim como você é.

Cecília – Acha mesmo que eu acredito nesse seu papinho.

Malu – Eu estou vivendo a minha vida!

Malu ia saindo do banheiro. Cecília segura o braço dela.

Cecília – Eu te odeio.

Malu – Problema é seu!

Cecília continua segurando o barco de Malu e as duas se encaram.

 

Cena 03 | Casa de Lívia | Sala | Noite.

Lívia conversa com seu advogado.

Lívia – Desculpa liga a essa hora, mas é uma urgência. Hoje eu fiquei sabendo que a audiência é na semana que vem.

Advogado – Tudo bem! Não se preocupe que a causa já esta praticamente ganha. Um juiz jamais vai tirar um filho de uma mãe como a senhora.

Lívia – E se não conseguir?

Advogado – Dona Lívia, eu sou um advogado experiente e com muitas vitórias na minha carreira. Te garanto que a senhora sairá vitoriosa dessa briga.

Lívia – E qual garantia o senhor pode me dar nesse momento?

Advogado – Eu já investiguei a vida e os passos desse seu ex-marido e apresentarei ao juiz se necessário.

Lívia – Isso não me deixa aliviada. Mas vou tentar ter calma. Desculpa qualquer coisa.

Advogado – Sem problemas!

Lívia – Boa noite!

Lívia encerra a chamada.

Cena 04 | Restaurante | Noite.

Continuação…

Cecília – Você não sabe do que eu sou capaz.

Malu – Sei muito bem! Você é que não sabe do que eu sou capaz. Eu não sou mais aquela Maria Lúcia da infância.

Malu puxa o braço.

Cecília – Não entre mais no meu caminho.

Malu – Não se preocupe que em encruzilhada eu não entro

Malu sai do banheiro. Cecília também sai e observa Malu voltar pra mesa. Ela vê Fábio com a Família de Malu

 

Cena 05 | Restaurante | Mesa de Malu | Noite.

Malu volta à mesa.

Malu – Advinha quem eu encontrei no banheiro?

Fábio – A tia Cecília?

Malu – Exatamente!

Renata – Falou alguma coisa com você?

Malu – Disse que eu estou aqui pra vigiar ela e o Toni.

Amanda – Vou até lá falar com eles.

Malu – Não, não Amanda! Vamos evitar problemas. Já pediram a conta?

Fábio – Vou até lá pedir. Com licença.

Fabio levanta-se.

 

Cena 06 | Restaurante | Mesa de Cecília | Noite.

Cecília olha fixamente para a mesa onde esta Malu.

Cecília – Eu não estou acreditando que o Fábio fez isso comigo. Você acredita que eu encontrei a sua ex esposa lá no banheiro?

Toni – Estão aqui?

Cecília – Olha lá! A Famíliazinha. Malu, sua filha e a outra lá.

Toni – E o Fábio o que foi que ele fez?

Cecília – Está namorando a sua filha Amanda. Eu vou acabar com isso! Vamos embora.

Cecília levanta-se e Toni a acompanha os dois vão embora.

 

Cena 07 | Restaurante | Mesa de Malu | Noite.

Fábio volta.

Fábio – Vamos gente?

Renata – Vamos!

Amanda, Malu, Renata e Fábio vão embora.

 

Cena 08 | Casa de Malu | Quarto de Malu | Noite.

Bruna termina de arrumar as coisas. Ela pega a pasta com o nome de Marcelo e sai do quarto.

Bruna (Escreve uma mensagem para Mônica) – Amanhã a gente se fala no colégio.

Bruna vai para seu quarto e tranca a porta.

 

Inicio da Madrigada… Uma hora da manhã

Cena 09 | Casa de Cecília | Sala de Estar | Madrugada.

Cecília chega a casa, joga bolsa no sofá e fica esperando Fábio chegar. Ele chega logo em seguida.

Fábio – Boa noite tia!

Cecília – Posso saber o que você estava fazendo com a naquele restaurante e com a Família da Malu?

Fábio encara Cecília

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Direção
Vinny Lopes

Realização
ADNTV Ficção 2017

Amor Sem Fim – Capítulo 16

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

228-copia-copia-6-copia


Cena 01 | Restaurante | Noite.

Malu vê Cecília chegar ao restaurante e acompanhada de Toni.

Malu engasga-se

Amanda – O que foi mãe?

Malu – Desculpa! Não quero estragar nosso jantar, mas… Olha quem acabou de chegar.

Todos olham.

Amanda – Meu pai?

Fábio – Minha tia?

Amanda – Por que eles estão juntos?

Malu – Depois que eu me separei do Toni, eles viraram melhores amigos.

Um atendente acompanha Cecília e Toni até uma mesa. Malu, Renata, Fábio e Amanda observam.

Cena 02 | Casa de Lívia | Sala | Noite.

Lívia prepara o jantar enquanto Carlos segura Henrique, os dois conversam

Lívia (Mentindo) – Aquele miserável nunca mais apareceu aqui. Estou com medo de que ele possa estar planejando alguma coisa.

Carlos – Você precisa ligar novamente para nossos advogados e detalhar tudo para eles. Não acredito que ele possa ganhar essa questão.

O celular de Lívia toca.

Carlos – Quem é?

Lívia (Olha o celular) – O Fernando!

Carlos – Atende e põe na viva-voz.

Lívia atende e coloca na viva-voz

Lívia – Alô?

Fernando – Boa noite!

Lívia – O que você quer agora?

Fernando – Estou ligando pra te dar uma boa noticia.

Lívia – Vindo de você não seria uma boa noticia. Então fala logo o que se trata.

Fernando – O juiz já marcou a audiência.

Lívia (Surpresa) – Mas já?

Fernando – Sim! Já conversou com seus advogados? Acho bom que você tenha bons advogados.

Lívia – Por que esta dizendo isso?

Fernando – A causa está praticamente ganha a meu favor.

Lívia – É o que veremos! Um juiz jamais tiraria um filho do colo de sua mãe para dar a aguarda a um miserável que nem você.

Fernando – Sou miserável agora por que você esta com esse corno ai do seu lado.

Lívia – Chega! Eu na vou ficar ouvindo suas loucuras.

Fernando – Boa sorte e… Leva bastante lenço.

Lívia encerra a chamada.

Lívia – Desgraçado!

Carlos – Tenha calma! Ele estava fazendo isso por pra te deixar com medo.

Lívia abraça Carlos e Henrique.

Lívia – Não deixa ele tirar meu filho de mim.

Carlos – Eu não vou deixar.

Carlos consola Lívia.

 

Cena 03 | Restaurante | Noite.

Malu, Renata, Fábio e Amanda continuam conversando.

Fábio – Ainda bem que a minha tia não nos viu aqui.

Renata – E você já contou pra ela que a sua namorada Amanda é filha de Malu e sobrinha dela?

Fábio – Ainda não! Mas logo, logo farei isso. Minha tia tem que aceitar.

Malu – Conheço a Cecília muito bem e ela não vai aceitar esse namoro de vocês.

Fábio – Se ela não aceitar eu saio de casa.

Renata – Faria isso?

Fábio – Sim, faria!

Amanda – Acho que a tia Cecília quer o Fábio só pra ela.

Amanda olha para o lado e consegue ver o Toni em outro espaço do restaurante.

Amanda – Acho que vou lá cumprimentar meu pai. Será que ele sabe que eu voltei?

Malu – Acho que não! Ao menos eu não contei a ele e você não vai lá coisa nenhuma.

Amanda – É meu pai!

Malu – É seu pai eu sei! Mas deixou de se preocupar com você desde o dia que eu o flagrei com a Cecília.

Amanda – A tia Cecília também é uma assanhada.

Renata – Ela só fez isso pra acabar com o casamento de sua mãe com o Toni.

Malu – E conseguiu! Mas não vamos ficar aqui falando deles.

Fábio – Concordo dona Maria Lúcia. Viemos aqui pra nos conhecer.

Continuam conversando…

 

Cena 04 | Restaurante | Mesa de Cecília | Noite.

Toni e Cecília conversam.

Toni – Ainda não entendi esse convite.

Cecília – Deixa de ser burro! Esse convite pra jantar é só pelo fato de querer saber como foi os dias convivendo com a Juliana.

Toni (Batendo na mesa) – Sabia!

Cecília – Ah vai fala logo. Como é que foi? Ela falou alguma coisa sobre essa viagem, pra onde vai se foi com alguém?

Toni – Absolutamente nada!

Cecília – Nada?

Toni – Nada! Olha a Malu não é assim com a Amanda não, viu?

Cecília – E o que isso tem haver? Eu quero que a Malu se exploda.

Toni – As vezes eu me pergunto o por que, que eu trai a Malu com você e ainda disse todas aquelas coisas a ela.

Cecília – Vai ficar falando da Malu?

Cecília levanta-se.

Cecília – Se quer falar dela e esta arrependido do que fez eu posso ir embora agora e te deixar ai pra pagar a conta.

Toni – Calma! Eu paro de falar da Malu

Cecília – Acho bom!

Cecília senta-se e encara Toni.

Cecília – Vai fala! Como foi esses dias com a Juliana?

Toni encara Cecília e fica em silêncio.

 

Cena 05 | Casa de Malu | Quarto de Bruna| Noite.

Sem ter nada pra fazer Bruna liga pra Mônica.

Bruna – Oi amiga!

Mônica – Oi Bruna!

Bruna – Como é que você esta?

Mônica – Espera, vou trancar a porta do quarto.

Mônica levanta-se e tranca a porta.

Mônica – Oi, então… Eu to bem agora.

Bruna – O que aconteceu com você que ficou sem falar comigo?

Mônica – Minha mãe me colocou de castigo, tomou meu celular e colocou alguém pra me vigiar. Pra saber se eu ia andar com você no colégio.

Bruna – Eu também fiquei de castigo.

Mônica – Mais e ai tem novidade sobre seu pai? Vi que faltou o colégio hoje.

Bruna – Descobri que ele é o doador 256.

Mônica – Isso é ótimo! Fica mais fácil de descobrir quem ele é!

Bruna – Você acabou de me dar uma ideia! Tchau amiga amanhã eu ligo pra você.

Mônica – Tá bom! Qualquer coisa me liga, tá?

Bruna – Tá! Beijos.

Bruna encerra a chamada e corre para o quarto de Malu.

 

Cena 06 | Restaurante | Mesa de Cecília | Noite.

Eles conversam enquanto comem.

Cecília – Só um segundo vou ao banheiro e já volto.

Cecília levanta-se e sai para ir ao banheiro.

 

Cena 07 | Restaurante | Mesa de Malu | Noite.

Conversam…

Renata – Hoje eu tenho a Malu na minha vida mais como uma grande amiga, por que ela me ajudou muito.

Amanda – E eu tenho duas mães maravilhosas.

Fábio – Sorte a sua! A minha tia já vale por dez.

Riem.

Malu – Amores, me deem licença vou ao toalete e já volto.

Renata – Quer que eu vá com você?

Malu – Não, não precisa!

Amanda – Número dois?

Malu – Não seja inconveniente.

Amanda (ri) – Estou brincando mãe.

Malu – Vou retocar a maquiagem e já volto. Com licença.

Malu segue para o banheiro.

Amanda – Apesar de serem maravilhosas vocês duas tem sofrido muito com a minha irmã Bruna..

Conversa em OFF

Corta para: Banheiro.

Malu entra no banheiro ao mesmo tempo em que Cecília, as duas se esbarram.

Cecília – Malu?

Malu – Cecília!

As duas se olham espantadas.

 

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Direção
Vinny Lopes

Realização
ADNTV Ficção 2017

Amor Sem Fim – Capítulo 15

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

228-copia-copia-6-copia


Cena 01 | Casa de Malu | Sala de Jantar | Noite

Bruna levanta-se derrubando a cadeira e vai para o quarto.

Malu – Isso são modos, Bruna?

Renata – Deixa ela.

Malu (Levantando-se) – Claro que não!

Malu vai atrás de Bruna.

Corta para: Porta do quarto de Bruna.

Malu – Abra essa porta agora!

Renata – Esquece isso Malu, por favor!

Malu – Desculpa Renata, mas não dá. Abra essa porta agora Bruna!

Bruna abre a porta e as duas entram.

Malu – Você passa o dia intero fora, sem dar satisfações e quando entra em casa é pra ser rude com a Renata?

Bruna – Ela não tem nada há ver com a minha vida.

Malu – Tem! Tem tanto o quanto eu. Você saiu dela, ela é a sua mãe.

Bruna – Não, não é! E se a senhora falar isso novamente eu vou embora de casa.

Malu – Pare de falar besteira! E saiba que você está de castigo. Quero você aqui no horário certo após a aula. Se passar um minuto é comigo que você vai se resolver.

Malu e Renata caminham até a porta.

Malu – Boa noite!

Malu fecha a porta.

ALGUMAS SEMANA DEPOIS…

Cena 02 | Casa de Toni | Dia.

Toni e Fábio ajudam Juliana com as malas.

Juliana – Finalmente chegou o dia.

Toni – Tem certeza que é isso que você quer?

Juliana – Tenho, tenho sim!

Toni – E sua mãe?

O celular de Juliana toca, ela olha. É uma chamada de Cecília.

Juliana – Falando no diabo…

Fábio – Não vai atender?

Juliana – Não!

Fábio – Então vamos! Vou te levar ao aeroporto e depois vou me encontrar com a Amanda.

Juliana – Namoro?

Fábio – Sim! Mas sem a tia Cecília saber.

Juliana abraça Toni.

Juliana – Obrigada por tudo!

Toni – Que Deus te abençoe nessa nova etapa de sua vida.

Abraçam-se ainda mais forte.

Fábio – Vamos?

Juliana – Vamos!

Juliana dá um beijo no rosto de Toni, e logo vai embora com Fábio.

 

Cena 03 | Clinica | Dia.

Bruna descobriu algumas coisas importantes sobre a clínica em que Renata fez a inseminação. No documento ela também encontro o nome de uma médica.

Bruna falta o colégio para ir novamente a clinica.

Bruna – Bom dia?!

Recepcionista – Bom dia!

Bruna – Será que eu posso conversar com a doutora Luzia?

Recepcionista – Quem é você?

Bruna – Eu me chamo Bruna e preciso urgente falar com ela.

Recpcionista – Eu vou ver se ela pode te atender.

Meia hora depois…

Corta para: Sala de Luzia.

Luzia – O que uma criança quer aqui?

Bruna – Eu não sou mais criança! E sei que a senhora é a mais antiga aqui nessa clinica.

Luzia – E o que isso importa?

Bruna – Eu tenho aqui um documento. (Pega o documento e entrega a Luzia) Meu irmão precisa urgente fazer um transplante, só que não sabemos quem é o pai dele.

Luiza – Não entendi.

Bruna – Meu irmão é fruto de uma inseminação feita aqui nessa clinica a 17 anos atrás. E não sabemos quem é o pai dele.

Luiza – Você quer que eu descubra quem é o doador?

Bruna – Sim! Porque assim, minha tia pode ir atrás do pai de meu irmão.

Luiza – E cadê a sua tia? Por que ela não veio fazer isso?

Bruna – Ela está no hospital com meu irmão. Somos só nos três.

Luiza (Para um pouco e pensa) – Espere só um segundo.

Luiza sai da sala deixando Bruna sozinha.

Corta/minutos depois.

Luiza volta.

Luiza – Eu trouxe uma coisa aqui muito importante e muito sigilosa. Garota, vou confiar em você.

Bruna – Pode confiar!

Luiza – A pessoa da sua família que fez a inseminação recebe um documento, e nesse documento pode ter a informação que vou te passar agora.

Bruna – Pode falar, por favor.

Luiza – O pai de seu irmão é o doador 256.

Bruna – Mas… Como é que isso me ajuda?

Luiza – É o que eu posso fazer por você.

Luiza retira Bruna de sua sala.

Corta para: Rua

Bruna – Agora é descobrir quem é o doador 256.

Bruna vai embora.

 

Cena 04 | Shopping | Dia.

Fábio e Amanda se encontram. Caminham pelo shopping

Fábio – E ai como é que você está?

Amanda – Estou bem e você?

Fábio – Levando. Hoje fui levar a minha prima no aeroporto. Ela foi estudar fora.

Amanda – Que prima?

Fábio – A Juliana!

Amanda – A Ju foi embora? Que pena. Gosto muito dela, desejo toda sorte pra ela.

Fábio – Mas e o jantar?

Amanda – Jantar?

Fábio – Com minhas sogras.

Amanda – Ah sim, sim! Já havia esquecido.

Fábio – Tá mais que na hora desse jantar acontecer. Tem algumas semanas que estamos namorado.

Amanda – É verdade! Poderia ser hoje à noite! O que acha?

Fábio – Hoje à noite?

Amanda – É!

Fábio – Tá… Tá pode ser sim! Hoje à noite.

Amanda – Ótimo! Vou só avisar as minhas mães.

Fábio – Liga sim! O lado bom esse jantar é que a tia Cecília não vai estar lá.

Amanda – Verdade! Vou ligar pra minha mãe, me dá só um minuto.

Amanda liga pra Malu e avisa sobre o jantar.

 

Cena 05 | Casa de Malu | Sala de Jantar.

Renata come uma fruta. Malu vem da sala de estar.

Malu – Eu estava falando com a Amanda.

Renata – E ai?

Malu – Ela disse que o jantar vai ser hoje à noite.

Renata – Aqui? Precisamos comprar as coisas pra…

Malu (Interromendo Renata) – Calma! Vamos jantar num restaurante.

Renata – Num restaurante? Acharia melhor que o primeiro jantar deveria ser aqui em casa.

Malu – Concordo! Mas a Amanda acha melhor irmos para um restaurante.

Renata (Levantando-se) – Hum… Preciso escolher um vestido.

Malu – Calma Renata! É só um jantar.

Renata – Mas eu não sei o que vestir! Vou agora mesmo procurar.

Renata sai apressada.

 

Cena 06 | Casa de Cecília | Quarto de Cecília | Dia.

Cecília conversa ao telefone com Toni. Conversa já iniciada…

 

Cecília – Você me traiu quando aceitou a Juliana na sua casa. Tirou a minha autoridade sobre ela.

Toni – Não tirei sua autoridade, só não podia deixar ela na rua.

Cecília – Que deixasse! Mas não te liguei pra isso. Quero saber se você aceita jantar comigo hoje à noite?

Toni – Alguma ocasião especial pra esse jantar?

Cecília – Claro que não! Apenas um jantar de amigos.

Toni – Passo ai as oito!

Cecília – Ótimo!

Cecília encerra a chamada

Cecília (Falando sozinha) – Quero saber o que aconteceu nesses dias em que a Juliana passou em sua casa. Você vai me contar tudo seu miserável

Cecília levanta-se e vai pra sala de estar.

 

Cena 07 | Casa de Lívia | Dia.

Lívia leva Carlos até a porta. Ele está saindo pra uma entrevista de emprego.

Lívia – Boa sorte amor! Espero que consiga esse trabalho.

Carlos – Vou consegui, tenho fé disso!

Lívia dá um beijo em Carlos. Ele chama o elevador.

Carlos – Depois que eu sair de lá vou passar no advogado pra saber se tem alguma novidade.

Lívia – Tá bom.

O Elevador chega. Carlos entra. Lívia vai fechar a porta é quando Fernando aparece e põe o pé.

Fernando – Surpresa!

Lívia – O que você quer aqui?

Fernando – Vim ver meu filho. Posso?

Lívia – Não é o que eu queria, mas pode sim. Entra.

Fernando entra.

Fernando (Brincando com a criança) – Meu filinho.

Lívia observa com raiva.

 

CAI À NOITE…

Cena 08 | Restaurante | Noite.

Malu e Renata chegam ao restaurante e vão até a mesa onde Fábio e Amanda já as esperam

Malu (Chegando)– Então esse é o famoso Fábio que conquistou o coração da Amanda.

Renata – E muito bonito por sinal.

Fábio – Obrigado. É um prazer conhecer as senhoras.

Malu – Não acha estranho essa coisa de ter duas sogras, acha?

Fábio – Claro que não! Desde que não sejam aquelas sogras rabugentas que muitos tem por ai.

Renata – Quanto a isso pode ficar tranquilo. Apesar de ser nossa primeira experiência como sogras.

Malu e Renata sentam-se.

Amanda – Demoraram por que?

Malu – A Renata que levou horas pra escolher um vestido.

Renata – Claro! Não podia vestir qualquer coisa num momento especial na vida de minha filha.

Amanda – Obrigada!

Malu – Vamos pedir algo pra brindar?

Fábio – Vamos sim!

Todos olham o cardápio, menos Malu. Cecília chega ao restaurante acompanhada de Toni. Malu vê.

 

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Direção
Vinny Lopes

Realização
ADNTV Ficção 2017