Amor Sem Fim – Capítulo 48 – Antepenúltimo

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

ANTEPENÚLTIMO CAPÍTULO

228-copia-copia-6-copia


Nove meses se passaram…

Cena 01 | Hospital | Dia.

Continuação… Fábio, Malu e Renata recebem a noticia de que o bebe de Amanda nasceu.

Malu – Muito obrigada doutor! Muito obrigada por passar esse tempo todo cuidando pra que a nossa bebe nascesse bem.

Rodrigo – Eu queria trazer um pouco de alegria depois de tanto sofrimento que vocês passaram. E tenho certeza que essa criança será uma benção na vida de vocês.

Malu – Vai ser sim!

Rodrigo – Mas e ai vocês já escolheram o nome da criança?

Malu – Fábio?

Fábio – Eu vou deixar que a avó escolha.

Malu – Eu? Não eu não posso fazer isso.

Renata – Vai Malu! Escolhe.

Malu – Está bem! O nome que eu vou dar a essa menina é um nome que mostra o quanto a Amanda foi valente, lutadora e que sempre buscou seu espaço e hoje ela tem essa Vitória.

Renata – Verdade!

Malu – Vitória será o nome dela.

Rodrigo – Eu não quero estragar a felicidade de vocês, mas eu tenho que avisar que infelizmente os aparelhos que mantém a Amanda viva serão desligados.

Todos se encaram com tom de tristeza.

 

Cena 02 | Casa de Lívia | Dia.

Fernando volta à casa de Lívia.

Lívia – O que é que você veio fazer aqui?

Fernando – Vim te visitar. Quero saber como é que você e o Henrique estão. Fiquei longe esse tempo todo.

Lívia – Nos estamos muito bem, obrigada!

Fernando – Alguma novidade sobre o Carlos?

Lívia – Não! Eu fiquei sem tempo de me importar com isso. Meu pai voltou e… Eu tive que dá uma ajuda a ele.

Fernando – Seu Marcos?

Lívia – Sim!

Fernando – E por que você não me falou antes? Eu poderia te ajudar.

Lívia – Você se mostrou insignificante quando resolveu me meter com o Carlos pra destruir a minha vida! Você acha que depois isso eu ia confiar em você?

Fernando – Você tem toda a razão em não confiar! Fui um verdadeiro sacana, mas eu mudei! Serio! Eu estou disposto a te mostrar isso.

Os dois ficam em silêncio. Um encara o outro.

 

Cena 03 | Favela | Casa de Cecília | Dia.

Juliana chega de carro à casa de Cecília. Cecília agora esta morando numa casa simples na favela.

Juliana bate na porta.

Cecília (Abrindo) – Veio ver a minha desgraça?

Cecília volta-se e senta na cadeira.

Juliana (Entra e fecha porta) – Não! Vim saber como é que você está?

Cecília – Como é que eu posso estar Juliana? Olha bem pra esse lugar e me diz. Agora é muita cara de pau sua vim aqui depois de ter ajudado seu pai a conseguir tudo de volta.

Juliana – Eu não canso de te dizer isso dona Cecília… Você causou tudo isso!

Cecília – Você causou isso! Se não fosse você e a Lívia eu não estaria aqui agora.

Juliana – Não vejo nenhum problema em morar aqui! É aqui mesmo que você vai aprender a dar valor as coisas. Vai aprender com o pessoal aqui o que é ter humildade.

Cecília – Veio aqui pra me dar lição de moral? Diz isso por que você mora na zona sul. Duvido você aceitar vim morar aqui.

Juliana – Está precisando de alguma coisa?

Cecília – Além de querer sair daqui? Não quero nada!

Juliana – O que tem aqui pra comer?

Cecília – Pra tomar café tem pão Frances com café preto e um pouco de mortadela.

Juliana – Dispenso! Bom eu vou dar uma olhada aqui na sua casa.

Juliana sai observando toda a casa de Cecília.

 

Cena 04 | Casa de Marcelo | Dia.

João vem do seu quarto, Vicente está tomando café.

João – Vicente você viu se o nosso pai saiu?

Vicente – Não vi não!

João – E a Laila?

Vicente – Ela já saiu!

João – Vou até o quaro do papai ver se ele já saiu.

João vai até o quarto de Marcelo. Marcelo está deitado.

João – Ainda dormindo? Será que não vai trabalhar hoje.

João entra no quarto.

João (Mexendo em Marcelo) – Pai? Pai?

João vira Marcelo e vê que ele está morto.

Cena 05 | Hospital | Dia.

Continuação… Doutor Rodrigo avisa que os aparelhos de Amanda serão desligados.

Fábio – Será que não tem chance mesmo da Amanda voltar doutor?

Rodrigo – Nesse tempo que ela ficou em coma ela não demonstrou melhoras.

Renata – Se por um acaso ela sair do coma ela pode se recuperar?

Rodrigo – Pode! A chance dela se recuperar é pequena após dos doze meses de coma. Ela até respondeu bem nos últimos dois meses, mas até agora nada.

Fábio – Será que eu posso ver a Amanda antes de desligar o aparelho? Quero ter um último momento com o amor da minha vida.

Rodrigo – Claro que pode! Acompanhe-me, por favor. Com licença senhoritas?

Malu – À vontade!

Fábio acompanha o Doutor Rodrigo.

 

Cena 06 | Casa de Marcelo | Dia.

Continuação… João encontra Marcelo morto encima da cama.

João (Chorando) – Vicente? Vicente?

Vicente chega correndo.

Vicente – O que foi?

João (Chorando) – O papai… Está morto.

Vicente desmaia.

Laila chega.

Laila – Cadê o povo dessa casa?

Laila vai até o quarto de Marcelo.

Laila – O que foi gente?

João (Chorando) – O papai Laila, ele está morto!

Laila – Como assim morto?

João – Morto Laila! Morto!

Uma lágrima desce pelo rosto de Laila.

 

Cena 07 | Casa de Cecília | Dia.

Continuação… Juliana conversa com Cecília.

Cecília – Por que essa inspeção na minha casa? Por acaso você é da prefeitura?

Juliana – Estou aqui pra te ajuda mãe! Mas se você não quiser eu vou embora e te deixo ai e não volto mais aqui.

Cecília – Por que não me ajuda me tirando daqui?

Juliana – Por que eu não posso te tirar daqui! Agora eu vou embora.

Cecília – Quando é que você volta?

Juliana – Não sei ainda! Tchau.

Juliana vai.

 

Cena 08 | Casa de Lívia | Dia.

Continuação… Fernando conversa com Lívia.

Lívia – Se você está disposto a me mostrar que você mudou então prove!

Fernando – Eu quero te ajudar a encontrar o Carlos. Enquanto você se ocupava eu andei dando umas pesquisadas e tenho algumas pistas que podem nos levar ao Carlos.

Lívia – Fez isso?

Fernando – Fiz! E tenho um plano pra pegarmos esse desgraçado. Me perdoa?

Lívia – Eu perdoou!

Fernando – Será que eu posso te dar um abraço?

Lívia – Tá! Vem cá me da um abraço.

Fernando abraça Lívia, ela sente verdade no abraço dele e o abarca com carinho.

 

Cena 09 | Hospital | Quarto de Amanda | Dia.

Fábio entra todo equipado com mascaras, luvas e toca nos pés.

Ele entra com lágrimas nos olhos ao ver Amanda.

Fábio (Aproxima-se de segura na mão de Amanda) – É amor… Aqui estamos só eu e você. Que saudade de ouvir a tua voz, sentir o seu toque, seu carinho. Sinto a falta do seu cheiro, do seu ciúme. Eu sei que você não pode responder, mas tenho certeza que está me ouvindo. Quero que saiba que… Eu nunca! Nunca! Nunca deixei de te amar. Mesmo você ai desse jeito. O que eu sinto por você é amor! Eu faria e faço o que for possível só pra te ter ao meu lado. Nem que eu tenha que te carregar aonde eu for, mas você estará comigo. O que eu mais queria agora era poder casar com você, infelizmente isso não será possível. Nosso maior bem nasceu! É uma menina e se chamará Vitória, nome escolhido pela sua mãe. Nem vi ainda, mas assim que eu sair daqui eu vou lá conhecer nossa menina. Amanda… Eu só vim aqui mesmo dizer Adeus! Esse é o nosso último momento juntos. Obrigado por fazer parte da minha vida. Vou te amar pra sempre!

Fábio beija a mão de Amanda.

Fábio – Adeus meu amor!

Fábio escorrega sua mãe pela de Amanda soltando-a é quando Amanda segura sua mãe.

Fábio se assusta.

 

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Realização
ADNTV Ficção 2017

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s