Amor Sem Fim – Capítulo 37

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

228-copia-copia-6-copia


Cena 01 | Hospital | Sala de Espera | Noite.

Continuação… Malu desmaia.

Fábio – Socorro! Socorro! Alguém ajuda aqui, por favor.

Os enfermeiros ajudam Fábio. Eles levam Malu.

Renata – Eu sabia que ela não ia suportar.

Fábio – Mas não era pra ela saber assim.

Renata – Não se culpe, foi sem querer.

Fábio – Espero que a dona Malu fique bem.

Renata – Vai ficar!

Fábio abraça Renata.

 

Cena 02 | Casa de Cecília | Sala de jantar | Noite.

Cecília está sentada jantando. Débora chega comendo bombom, na mão uma caixa.

Débora (Senta-se) – E ai como é que foi lá?

Cecília – Uma tragédia! O desgraçado me surpreendeu e tomou a minha arma.

Débora – Como foi que você deixou acontecer isso?

Cecília – Com tanto mendigo junto eu não poderia imaginar que ele ia chegar por trás e pegar a arma.

Débora – E que diabo você pretendia fazer com ele? Matar?

Cecília – Claro! Se ele resolve voltar seria o fim de Cecília.

Débora – Mas já que ele fugiu o que você vai fazer?

Cecília – Vou ter que manter ele longe daqui. Qualquer vacilo e ele aparece.

Débora – Já pensou se ele decide procurar a Lívia?

Cecília – A Lívia é a que menos importa! Essa ai dá pra levar, mas se fosse com a Juliana… Ela o ajudaria a ter tudo de volta.

Débora – Tudo o que você tirou dele?

Cecília – É! Mas eu não vou permitir que isso aconteça e que a Juliana não volte tão cedo.

Débora – E o Fábio? Como é que ele ia reagir se soubesse que o tio dele está vivo?

Cecília – Chega! Não quero mais falar disso! Nem o Fábio, nem a Lívia e tão pouco a Juliana vão saber que o Marcos está vivo.

Cecília levanta-se.

Débora – Vai aonde?

Cecília – Pro meu quarto.

Cecília sai da mesa e caminha para o seu quarto deixando Débora sozinha.

Débora levanta-se e vai para a sala de estar.

 

Cena 03 | Salvador BA | Casa de Marcelo | Noite.

Marcelo está fazendo algumas planilhas no notebook. Laila chega da rua.

Laila (Entrando) – Muito bom estar só nos dois aqui sozinhos.

Marcelo continua trabalhando sem dar atenção a Laila.

Laila – Estou falando com você Marcelo.

Marcelo – O que você quer?

Laila – Que história é essa de que você esta pensando em ir morar no Rio de Janeiro?

Marcelo – Vicente! Olha aqui Laila… Antes que você diga alguma coisa eu não estou querendo me mudar pro rio pra encontrar a Bruna.

Laila – Não? E por que pensa então em aceitar?

Marcelo – Por que as condições que me foi oferecida lá é totalmente melhor do que ficar aqui.

Laila – Então aceita e vai sozinho por que eu e os meninos não vamos com você.

Laila caminha em direção a escada.

Marcelo – E vão viver de que?

Laila sobe a escada deixando Marcelo falando sozinho. Ele respira fundo e volta a fazer seu trabalho.

Cena 04 | Hospital | Quarto de Malu | Noite.

Malu está dormindo por estar sedada, Renata sentada numa poltrona espera Malu acordar. Fábio está em pé próximo de Renata.

Renata – Ainda bem que a Malu está sedada! É uma preocupação a menos.

Fábio – Verdade! Mas sabe no que eu pensei?

Renata – O que?

Fábio – Em visar ao Toni o que aconteceu!

Renata – Acho melhor não! A própria Malu pediu pra não dar mais noticias sobre a Amanda.

Fábio – Eu sei, eu sei! Mas eu queria por que a situação de antes não é mais a de agora.

Renata – Eu só faria isso se a Malu dissesse que pode! Não vou ir contra a vontade dela.

Fábio – Tudo bem então!

Malu – Renata?

Renata (Levanta-se) – Oi Malu.

Malu – O Toni já sabe o que aconteceu?

Renata – Ainda não! Estamos esperando só uma decisão sua pra poder informá-lo sobre a Amanda.

Malu – Ligue pra ele e fale, por favor!

Renata – Tá bom eu ligo! Agora descanse. Eu vou lá fora ligar pra ele por que aqui o sinal é ruim.

Fábio e Renata saem do quarto, Malu volta a dormir.

Caminham pelo corredor até a saída.

Fábio – Eu vou pra casa descansar um pouco.

Renata – Pode ir! Vou ficar caso a Malu precise de alguma coisa.

Fábio – Tá bom! Eu vou deixar meu celular ligado e qualquer coisa a senhora pode ligar pra mim.

Renata – Tudo bem! Vai pra casa e descansa.

Fábio abraça Renata.

Fábio – Boa noite?!

Renata – Boa noite filho!

Fábio vai embora. Renata fica na sala de espera.

Renata liga para Toni.

Renata – Boa noite?!

Toni – Boa!

Renata – Olha é contra a minha vontade ligar pra você, mas a Malu pediu pra que eu fizesse isso então… Estou ligando pra te informar que a Amanda piorou.

Toni – Piorou? Como assim?

Renata – Segundo o médico ela não tem mais chances de vida.

Toni (Surpreso) – Não diga uma coisa dessas.

Renata – Infelizmente é a verdade! A única coisa que a mantém “viva” é o bebe.

Toni – Certo! E como é que está a Malu com essa situação?

Renata – Ela está sedada! Só amanhã pra saber mesmo qual será a reação dela.

Toni – Ok! Será que eu posso ir ai amanhã?

Renata – Acho que não! Espera os ânimos se acalmarem um pouco e eu falo com a Malu sobre isso.

Toni – Tudo bem! Obrigado por ligar.

Renata – Só fiz o que a Malu me pediu! Tenha uma boa noite.

Toni – Pra você também!

Renata encerra a chamada, ela caminha de volta para o quarto onde Malu está.

 

Cena 05 | Casa de Toni | Quarto | Noite.

Toni está sentado na cama pensando no que acabou de ficar sabendo, ele chora. Pega o celular e liga para Cecília.

Toni (Espera Cecília atende) – Atende sua vadia!

Chama, chama e não atende. Ele liga novamente.

Cecília – O que é que você quer ligando pra mim há essa hora? Ficou louco?

Toni – Conseguiu né? Está feliz agora!

Cecília – Do que é que você esta falando?

Toni – Vai me dizer que ainda não sabe?

Cecília – Não, não sei! O que foi que aconteceu.

Toni – Aconteceu que você conseguiu o que queria, ou possa ser que daqui a nove meses consiga.

Cecília – Pode ser mais claro? Não estou entendendo ainda.

Toni – A Amanda… Ela não tem mais chances de vida.

Cecília (Surpresa) – Ah… Eu não sabia disso! Meus sentimentos.

Toni – Tudo isso é culpa sua! Sua e de sua cúmplice. Você conseguiu o que queria. Já pode pegar um champanhe e comemorar.

Cecília – Eu não queria mesmo que o Fábio ficasse junto com a Amanda, mas isso realmente não é o que eu queria que acontecesse. Eu estou triste por isso.

Toni – Eu não acredito em você! Garanto que está soltando fogos de felicidade, mas saiba que isso não vai passar em branco. Eu vou tomar uma providencia.

Cecília – Pode tomar! Acho que realmente isso foi longe demais.

Toni encerra a chamada.

Cecília senta-se na refletindo.

Cecília – O que foi que eu fiz?

Cecília sente-se arrependida!

 

Cena 06 | Casa de Fernando | Noite.

Fernando arruma sua mala apressado, ele arruma também as coisas de Henrique.

Fernando (Apressado) – Vamos embora papai! Vamos pra casa de sua avó e vamos ser felizes longe de tudo aqui.

Fernando termina e arrumar sua mala, ele a chega

Fernando – Bora?

Fernando pega Henrique no colo, pega as coisas e vai embora.

 

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Direção
Vinny Lopes

Realização
ADNTV Ficção 2017

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s