Amor Sem Fim – Capítulo 21

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

228-copia-copia-6-copia

Reapresentação


Cena 01 | Posto Policial | À Tarde.

Carlos já esta no posto da policia esperando por noticias sobre Henrique. O policial conversa com ele.

Policial – E a mãe da criança, já sabe sobre o que aconteceu?

Carlos – Vou ligar pra ela agora e contar. Ela precisa saber disso.

Carlos pega o celular e liga para Lívia.

Carlos – Lívia?

Lívia – Oi amor!

Carlos – Lívia, o Henrique (Começa a chorar).

Lívia – O que foi Carlos? O que é que você esta chorando? Carlos fala!

Carlos – O Henrique amor… ele sumiu Lívia! Ele sumiu.

Lívia – Como é isso Carlos? Deixa de brincadeira e trás meu filho de volta.

Carlos – Estou aqui no posto policial, eles estão fazendo uma busca pra tentar encontrar o Henrique.

Lívia (Entra em desespero) – Meu filho gente, meu filho sumiu!

Carlos – Você precisa ter calma.

Lívia – Como é que vou ter calma? Meu filho. Meu Deus.

Carlos – Eu preciso desligar agora.

Lívia entra em desespero. Carlos encerra a chamada.

 

Cena 02 | Parque | Fim de Tarde.

Uma ronda especial busca pelo bebe de Lívia.

Policial – Nada ainda, vamos seguir as buscas até o cair da noite.

Os policiais seguem em busca de Henrique.

 

Cena 03 | Casa de Lívia | Sala | Fim de Tarde.

Lívia chora desesperada no sofá.

Lívia – Eu não vou ficar aqui esperando. Vou atrás do meu filho.

Lívia pega a bolsa e quando abre a porta pra sair, Fernando aparece com o bebe no colo.

Lívia (Corre pra cima de Fernando) – Meu filho!

Fernando – Olá mamãe!

Lívia – Seu desgraçado! O que foi que você estava fazendo com meu filho?

Fernando – Calma! Não vai nem de dar um boa noite?

Lívia – Foi você miserável que pegou meu filho, num foi? Foi você?

Fernando – Eu sou o pai dele! Posso sair com meu filho.

Lívia – Sair com seu filho? Isso é sequestro seu desgraçado.

Fernando – Só por que eu peguei o meu filho pra passear um pouco? Você faz drama demais.

Lívia – Filho da mãe! Sabia que agora uma ronda policial esta em busca do meu filho por sua causa?

Fernando – É meu filho!

Lívia – Sai daqui, sai daqui seu desgraçado.

Fernando bate a porta fechando-a

Fernando – Antes de eu sair você vai me ouvir.

Lívia o encara.

 

Cena 04 | Casa de Cecília | Quarto | Fim de Tarde.

Cecília pega o celular.

Cecília – Vou ligar para o Toni, já que não consegui falar com a Débora.

Inicia a chamada

Cecília – Oi!

Toni – O que você quer dessa vez?

Cecília – Tenho uma boa noticia pra você, e tenho certeza que você vai adorar.

Toni – Ganhei na loteria?

Cecília – Quase isso! A Amanda vem jantar hoje à noite aqui em casa.

Toni – E você vai aceitar isso?

Cecília – Vou se você aceitar jantar com a gente. O Fábio pediu pra te convidar

Toni – Ele pediu? Então é claro que eu aceito.

Cecília – Ótimo! Está convidado. Te espero aqui a noite.

Cecília encerra a chamada.

Cecília – Não vou ficar nessa selva sozinha. Você vai ter uma surpresa Amanda.

Cecília joga o celular na cama.

Cecília – Vocês não vão ficar juntos, ou eu não me chamo Cecília!

Ela levanta-se para procurar uma roupa.

Cena 05 | Casa de Lívia | Sala | Fim de tarde.

Continuação…

Lívia – Eu não sou obrigada a ouvi nada de vocês. Fora da minha casa agora.

Fernando (Ignora) – Você já viu do que eu sou capaz. Isso é a penas o inicio.

Lívia – O que é que você quer em?

Fernando – Eu quero ganhar a guarda do meu filho!

Lívia – Mas eu não posso deixar isso acontecer, e eu?

Fernando – O que importa pra mim agora é o meu filho. Se você ganhar essa causa eu posso fazer muito pior.

Lívia – Você seria capaz de fazer mal ao seu próprio filho?

Fernando – Agora ele é meu filho?

Lívia – Sempre foi! Eu nunca tirei isso de você. Quem nunca quis saber dele foi você mesmo.

Fernando – Só que agora eu quero! E sou capaz de qualquer coisa pra ter ele comigo.

Lívia – Até fazer mal a ele?

Fernando – Eu jamais faria mal ao Henrique! Mas se eu não ganhar essa causa, a dona Cecília vai ter motivos para chorar.

Fernando beija Henrique. Caminha até a porta. Abre, solta um beijo pra ela e sai fechando a porta.

 

Cena 06 | Casa de Cecília | Quarto | Fim de Tarde.

Cecília continua procurando algo para vestir.

O celular toca.

Cecília (Atendendo) – Finalmente mulher!

Débora – O que você quer comigo?

Cecília – Preciso que você volte urgente!

Débora – O que tem de bom ai pra mim?

Cecília – Fábio! Ele voltou e esta de namorico com a Amanda!

Débora – Amanda?

Cecília – Sim! Aquela vadia que se diz minha sobrinha, a filha da Malu.

Débora – E o que você quer que eu faça?

Cecília – Quero que separem eles dois. Quero que acabe com esse amor de esquina.

Débora – Pode deixar! Estarei ai.

Cecília – Ótimo! Agora me deixe ir por que ainda hoje ela vem jantar aqui a convite dele.

Débora – Boa sorte e… Vê se não vai voar no pescoço dela.

Cecília – Vou tentar não voar. Tchau!

Cecília encerra a chamada.

 

Cena 07 | Casa de Lívia | Sala | Fim de Tarde.

Lívia pega o celular e liga para Carlos.

Lívia – Carlos?

Carlos – Oi amor? A ronda ainda não voltou.

Lívia – Volta pra casa. O Henrique esta aqui comigo.

Carlos – Como assim tá ai?

Lívia – O desgraçado do Fernando foi quem pegou ele e trouxe aqui pra casa.

Carlos – Graças a Deus. Eu vou avisar aos policiais aqui e já estou indo pra casa.

Lívia – Tá bom, não demora, por favor. Ate amo.

Carlos – Também te amo.

Lívia encerra a chamada.

 

Cena 08 | Posto policial | Fim de Tarde.

Carlos conversa com os policias.

Carlos – Meu filho está em casa.

Policial – Como assim o que aconteceu?

Carlos – Parece que alguém achou ele e o levou pra casa.

Policial – Mas isso está mal explicado. Então ele foi levado por alguém que conhece vocês.

Carlos – Não se preocupe. Pode deixar que eu vou resolver isso. Agradeço pela atenção.

Policial – É apenas o nosso trabalho.

Carlos – Muito obrigado, muito obrigado mesmo. Tenha uma boa noite.

Carlos vai embora. O Policial liga avisando e suspendendo  a ronda.

 

Cai à noite…

Cena 09 | Casa de Cecília | Sala de Jantar | Noite.

Cecília e Fábio esperam. A companhia toca.

Fábio – Eu atendo.

Fábio vai atender a porta.

Toni – Boa noite! Trouxe um vinho branco, não quis vim de mãos vazia.

Fábio encara Cecília.

Cecília – Entra, por favor.

Toni entra e Fábio fecha a porta.

Cecília – Por favor, o vinho.

Cecília pega o vinho e coloca sobre a mesa. Fábio fala com ouvido de Cecília.

Fábio – O que ele quer aqui?

Cecília – Eu o convidei em seu nome.

Fábio – Como assim o convidou em meu nome?

Cecília – Achei que não seria uma má ideia unir pai e filha.

Fábio – Dá próxima vez me avisa.

Fábio volta para a sala de estar.

Cecília (Falando cozinha) – Isso se houver uma próxima vez.

A companhia toca novamente.

Fábio atende. Ele abre a porta. É Amanda. Cecília a encara. Amanda sorri para Fábio.

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Direção
Vinny Lopes

Realização
ADNTV Ficção 2017

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s