Amor Sem Fim – Capítulo 10

UMA NOVELA DE JHEFF REIS

228-copia-copia-6-copia


Cena 01 | Casa de Malu | Sala | Noite.

Continuação…

Amanda solta o braço de Bruna.

Amanda – Como você pode ser tão ruim assim?

Bruna – Você saiu de casa e só agora volta e eu que sou ruim?

Amanda – Eu fui estudar garota! A mãe e a Renata têm feito muito por você e você sendo essa garota ruim, rancorosa.

Bruna – E o que é que você sabe sobre o que acontece aqui? Você está longe daqui a dez anos! Você não sabe de nada!

Amanda – O tempo que eu fique conversando com nossas mães foi o suficiente pra saber o quanto você não vale nada.

Bruna – Cala boca!

Amanda – Cala a boca você sua menina mal criada!

Bruna – Vem calar!

Amanda vai pra cima de Bruna. Malu e Renata aparecem e segura Amanda.

Renata – Calma Amanda! Não vale a pena fazer isso.

Malu – O que é que esta acontecendo aqui?

Amanda – Essa garota que consegue tirar qualquer um o serio.

Malu (Para Bruna) – Já pro seu quarto agora, vai!

Bruna olha pra Amanda e sai.

Renata – Vai pro quarto!

Amanda – Desculpa, desculpa por isso!

Malu – Vai deitar e esquece.

Cada um volta pro seu quarto.

Amanhece… E a manhã logo passa.

Cena 02 | Casa de Cecília | Sala de Jantar | Início de tarde

Cecília, Juliana, Lívia, Fábio e Carlos estão na mesa para o almoço que Cecília mandou preparar para comemorar a chegada de Fábio.

Cecília – Que bom ter vocês aqui reunidos. Fábio fiz questão de fazer esse almoço para comemorar a sua chegada, mesmo você não merecendo.

Juliana – Não acredito que estou ouvindo isso. A dona Cecília dizer que o Fábio não merece.

Lívia – Sobrevivemos pra ver isso.

Cecília – Vocês não vão estragar o meu dia.

Carlos – E os morangos dona Cecília?

Cecília – Ainda nisso Carlos? Abstrai meu filho, abstrai.

Fábio – Gente, vamos tentar ser civilizados.

Cecília – Pode servir, por favor.

A empregada serve o almoço.

Lívia – Espero que esse almoço acabe bem, por que depois que o Fábio foi embora a mamãe nunca mais fez um.

Cecília – Pra que? Há motivos especiais pra fazer almoços?

Lívia – Não, não tem!

Juliana – O único motivo especial pra mamãe sempre foi o Fábio todo sabe disso!

Fábio – Meninas, não é assim!

Juliana – E como é?

Fábio – Sei que a tia Cecília tem carinho igual com todos nos.

Carlos – Isso eu tenho que descordar!

Cecília – Cala a boca que você nem é da família.

Lívia – É sim! É meu futuro marido.

Fábio – Pessoal, vamos comer em paz, por favor! Deixem as roupas pra lavar depois.

Todos se olham.

 

Cena 03 | Casa de Malu | Cozinha | Inicio de Tarde.

Amanda descasca uma laranja, chega Renata.

Renata (Chegando/Falando ao celular) – Ok! Mas se quiser eu passo ai pra conversarmos melhor. Tá bom. Tchau!

Amanda – Quer laranja?

Renata – Não obrigada! Vou ficar só na água mesmo. Cadê a Bruna já chegou?

Amanda – Ainda não!

Renata – E você como está?

Amanda – Confusa!

Renata – Confusa? Por quê? Posso te ajudar em alguma coisa?

Amanda – Mãe, eu quero te confessar uma coisa mais não conta pra minha mãe Malu.

Renata – Tudo bem pode falar!

Amanda – Sabe o Fábio… Então ele é um sobrinho emprestado a minha tia Cecília.

Renata – Como assim?

Amanda – Ele é sobrinho do ex-marido de minha tinha Cecília.

Renata – E você…

Amanda – Estou gostando dele. Mas, por favor, não deixa nem a mamãe nem a Bruna saber isso.

Renata – Mas você vai ter que contar a Malu.

Amanda – Agora não! Quero esperar um pouco até eu decidir se gosto dele de verdade.

Renata – Certo! Mas não deixe de contar.

Amanda abraça Renata.

 

Cena 04 | Casa de Mônica | Sala | Inicio de Tarde.

Mônica chega à casa acompanhada de Bruna.

Bruna – A sua mãe esta em casa?

Mônica – Claro que não! Ela não gosta que eu traga alguém aqui quando ela não esta.

Bruna – E que horas ela volta?

Mônica – Não se preocupe ela só volta à noite.

As duas jogam as mochilas no chão e sentam pra assistir TV.

Bruna – Cadê o seu pai?

Mônica – Morreu antes de eu nascer.

Bruna – Nossa! Se fosse comigo eu ficaria desesperada.

Mônica – E você ainda esta com a ideia maluca de procurar seu pai?

Bruna – Estou! Nem que seja a última coisa que eu faça na minha vida.

Mônica fica sem saber o que dizer.

Cena 05 | Casa de Cecília | Sala de Jantar | À Tarde.

Continuação…

Cecília – Pode trazer a sobremesa.

Carlos – Morango com Chantili?

Cecília – Melhor. Sorvete com corango.

Lívia – Então Fábio quanto tempo pretende ficar aqui?

Fábio – Ainda não decidi. Espero que a tia Cecília aceite.

Cecília – Claro meu filho! Te aceito aqui o tempo que for necessário.

Juliana – Claro que o tempo que for necessário! Quem não poderia ficar sou eu. Tanto é que estarei indo embora do Brasil semana quem vem.

Lívia – Vai embora? Por quê?

Juliana – Consegui uma bolsa pra estudar Fisioterapia nos Estados Unidos. Não posso perder essa oportunidade.

Cecília – E quem vai bancar essa sua viagem? Pelo que sei você não trabalha e eu não vou custear isso.

Juliana – Eu não preciso da ajuda da senhora. Sei o quanto não gosta de mim. Mas já tenho quem me ajude.

Cecília – Acho bom!

Juliana olha com desprezo para a mãe.

 

Cena 06 | Casa de Mônica | Sala | À tarde.

Continuação…

Bruna – Lá em casa está super chato! A minha irmã mais velha voltou pro Brasil e também está enchendo meu saco.

Mônica – E a suas mães o que falam?

Bruna – Ficam a favor dela, é claro!

Mônica – Ela é bonita?

Bruna – Eu não acho!

Mônica – Marca um dia pra eu ir lá à sua casa. Quero muito conhecer a sua irmã.

Bruna – Não sei pra que, ela é super sem graça.

Alguém abre a porta. E as meninas ficam assustadas.

 

FIM DO CAPÍTULO

Escrita por
Jheff Reis

Direção
Vinny Lopes

Realização
ADNTV Ficção 2017

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s