Pandemônio – Capítulo 06

page

UMA NOVELA DE NANDO BRAGA 

DIREÇÃO DE VINNY LOPES

228 - Cópia - Cópia (6)

6° CAPÍTULO

Muryellen – Tá com fome? Porque eu estou morta! 

Vitório – Acabei de me alimentar, te comi, fome é o que menos sinto. 

Risos. Muryellen se levanta e bota roupa. 

Muryellen – Conseguiu ser mais engraçado do que aquele humorístico de sábado da Telebras, que cá pra nós, de humor leva só no nome, “Hilários Total”. Volto já, se acabe na ‘punheta’. 

Deixa a suíte. Vitório se masturba. Campainha toca, ele goza. 

Vitório – Droga! A Muryellen deve ter se esquecido de alguma coisa… Já abro a porta! Esqueceu a chave? 

Nu ele abre a porta. Se surpreende com quem vê. 

Alexia – Que bela recepção hein… 

Vitório – Alexia não é? Aquela amiga da minha esposa… 

Alexia – Tá em forma viu. 

Ela o olha de baixo para cima. Ele não percebe que está pelado. 

Vitório – Minha Nossa a minha roupa…  

Ele entra para a suíte, Alexia invade. 

Alexia – Se vestir agora pra que? Já vi o que não deveria ter visto. E gostei! 

Vitório vai se vestindo. Muryellen flagra e derruba bandeja de comida. 

Muryellen – VOCÊ?! O que faz aqui em Paris?  

Alexia – Quase o mesmo que vocês dois, passeando. A única diferença é que estão em lua de mel, e eu sugando alguém que me banca. 

Vitório – É casada? 

Alexia – Na busca de um homem como você, a minha amiga Muryellen tirou a sorte grande, vivo dizendo isso a ela, tá em falta no mercado homens como você Vitório, que levam a sério um relacionamento. Uma pena não poder te duplicar. 

Alexia e Muryellen trocam olhares. Vitório continua se vestindo.  

[Abertura]

STOCK-SHOTS- NOITE – CHUVA 

Chove em São Paulo. 

CORTA PARA: SP – TELEBRAS – EXTERIOR – FRENTE – NOITE 

No ponto de ônibus a frente da emissora, Jhony conta moedas. 

Jhony – Droga, não vou ter o dinheiro da passagem! 

Na chuva, vai andando. Um carro se aproxima. 

Oliver – Quer carona? 

Jhony – Até queria mas não aceito carona de estranhos! 

Oliver – Não assiste ao Jornal da Telebras as nove não? Desde quando sou estranho?! 

Oliver mostra o rosto, com nitidez Jhony vê. 

Jhony – Oliver Toledo? 

Oliver – Vai continuar na chuva ou quer entrar? 

Jhony entra no automóvel. Oliver acelera.  

Jhony – Olha só, molhei todo o carro… Desculpa, se quiser desconta do meu salário, sou estagiário de jornalismo do seu telejornal. 

Oliver – Bem que o seu rosto não me era estranho… Você é o rapaz que chegou atrasado hoje. 

Risos. 

Jhony – Ele mesmo. 

Oliver – Já jantou? 

Jhony – Não senhor… Ia jantar em casa. 

Oliver – Ia… Mudanças de plano, vou te levar num restaurante ótimo aqui da Paulista. Assim posso esclarecer as duvidas que geralmente pairam sobre a cabeça dos estagiários.   

Sorriem. 

SONOPLASTIA: TEMA OLIVER & JHONY – LIKE I’M GONNA LOSE YOU (MEGHAN TRAINOR feat JOHN LEGEND)

SP – COBERTURA TOLEDO – INTERIOR – ESCRITÓRIO – NOITE 

Em seu computador, Maristela escreve crônica. 

Maristela – Ah! A palavra mais linda que conheço: simplicidade. Todo erudismo não compreende todo seu lirismo. Não entendeu? Simples. Tão simples quanto a concha que faz as mãos de uma criança ao beber da bica inocente. Simples como 7 cores criam as mais belas de artes. Simples como um jogo de futebol que faz do homem simples de agradar. Simples como uma mulher que, por mais que nunca a entenda, entendo que pra agradá-la é ainda mais simples: basta ouvi-la. Simples. Pena que os prazeres da vida são cada vez mais o que temos de menos em nosso dia-a-dia. Não sabemos mais apreciar o domingo de manhã, momento mais simples da semana. Ouvir um velhinho na praça contar o quanto “sou do tempo que” nunca foi tão penoso. Mas veja bem: por isso não confunda simples com fácil. Ou ainda acha que é facil conseguir o simples? Como diz Chopin: “Simplicidade é a realização máxima”. Realização essa também dita por Clarice: “Que ninguém se engane, só se consegue a simplicidade através de muito trabalho. 

Téo vai entrando no escritório. 

Téo – Atrapalho? 

Maristela – Lógico que não, filho meu nunca me atrapalha. Já havia terminado de escrever. Assinei com um jornal, vou ter uma crônica semanal. 

Téo – Motivo de comemoração, cadê o papai nestas horas para estourar um champanhe? Desde que o Tavinho nasceu você não escrevia mais. 

Maristela – Aonde mais o seu pai estaria há essas horas a não ser no trabalho? 

Téo – Só acho que ele te deve mais atenção mamãe. Eu tô saindo, jantar com uma gata, talvez eu volte hoje. Vai depender dos gastos que ela pode me dar, comendo pouco eu agradeço.  

Risos, ele se despede da mãe e deixa local. 

Maristela – Mal sabe ele onde e com quem o pai pode estar…  

Pega celular e vê mensagem de Oliver: “Não me esperem para a janta, vou comer fora com um rapaz.”  

Maristela suspira profundamente.  

SONOPLASTIA: TEMA MARISTELA – TANTO FAZ (FAGNER) 

SP – CIDADE DO INTERIOR – CASA ALICE – QTO – NOITE 

Alguém abre a porta do quarto de Alice. Ela aguarda ansiosamente. 

Alice – Derick? 

Derick – A sua mãe te mandou a janta. 

Aos prantos, ela o abraça.  

Alice – Conversa e convença o meu pai a permitir que eu vá pra São Paulo. Amor, ser atriz é o meu sonho e ele está me impedindo de realizar quando tenho a possibilidade de transformar em realidade. 

Derick – Já tentei Alice convencer ele mas o seu pai está irredutível quanto a isso. Dê tempo ao tempo, paciência. 

SP – RESTAURANTE – INTERIOR – MESA LARA E SAMANTA – NOITE 

Elas riem enquanto tomam vinho. Garçom recolhe pratos da mesa. 

Samanta – Acho que o nosso maior desafio com as personagens, é nos beijar. No teatro, o beijo técnico é pouco utilizado. Já viveu esta experiência, beijou alguma outra mulher? 

Lara pensa. 

[flashback] 

Sequência de cenas de vários beijos de Lara com a ex Milena. 

[fim de flashback] 

Lara – Não! Também vai ser a minha primeira vez. 

Ingere num só gole todo o vinho do cálice. 

Lara – Por favor mais uma garrafa. 

Garçom atende pedido. Lara e Samanta trocam sorrisos. 

SONOPLASTIA: TEMA LARA & SAMANTA – I LOVE YOU (ALESSANDRA MAESTRINI)

SP – RESTAURANTE – INTERIOR – MESA OLIVER E JHONY – NOITE 

Oliver e Jhony jantam.  

Oliver – Vamos brindar o início do seu estágio na Telebras. Desejo sorte e sucesso na sua carreira de jornalista. Está num bom caminho. 

Eles brindam. 

Jhony – Tudo muito ótimo, mas Oliver não tenho grana para bancar a minha despesa. Não tinha dinheiro nem pra passagem, estava indo pra casa a pé.  

Oliver – Te convidei para jantar comigo, é meu convidado, fez um favor a mim. A sua companhia está sendo bastante agradável, conversar com você me remete aos tempos que aspirava ser jornalista. Agradeço pela noite. Só um momento, acho que brindamos demais, tô apertado, vou no banheiro e já volto. 

Vai se retirando do ambiente.  

Jhony – Quando eu poderia imaginar que jantaria com Oliver Toledo, um dos principais ancoras de telejornais do país… É inacreditável!  

Oliver ia saindo do banheiro, distante vê entrando no restaurante Téo e uma jovem. 

Oliver – O meu filho? Meu Deus o que ele faz aqui? Não pode me ver… Garçom faz favor, a conta. 

Puxa garçom e tenta se esconder. Téo e moça vão sentando em mesa. Entediado, Jhony olha relógio por diversas vezes. 

Jhony – E o Oliver que não vem? Se perdeu no banheiro? Cruzes…  

Garçom – Moço o senhor que o acompanhava mandou este bilhete. Com licensa. 

Entrega bilhete, Jhony lê. 

Jhony, lendo – Te aguardo no carro. 

Fica intrigado. 

CORTA PARA: SP – RESTAURANTE – EXTERIOR – ESTACIONAMENTO – CARRO OLIVER – NOITE 

Jhony entra no veículo. 

Jhony – Pode me explicar o que houve? Defecou na calça? 

Oliver – Te conto pelo caminho. Bota o cinto. 

Jhony coloca o cinto, Oliver acelera.  

SP – MANSÃO BURLAMAQUI – INTERIOR – ESCRITÓRIO – NOITE 

No escritório quase sem luz, apenas a iluminação do abajur acesa em cima da mesa, Augusto corta fotografia de Muryellen junto a Vitório em revista. 

Augusto – Porque escolheu justo o meu filho? Sou tão melhor… 

Veronidique – Querido a janta já está posta na mesa. 

Augusto – Eu te merecia…   

Sussurra baixo, guarda foto da nora no bolso e se retira do local junto a Veronidique. 

STOCK-SHOTS – PARIS 

Imagens noturnas de Paris.  

SONOPLASTIA: TEMA GERAL – COMPORTAMENTO GERAL (MARIA RITA) 

CORTA PARA: PARIS – HOTEL – EXTERIOR – FRENTE – NOITE 

De mãos dadas, Muryellen e Vitório vão saindo do hotel. 

Alexia – Me esperem! Aonde iam sem mim? Que desprezo. Qual é o roteiro agora a noite? Pra onde vamos? 

Muryellen – Querida você não está incluída nele, fica pra próxima. Taxi! 

Chama taxi que para. 

Vitório – Nos vemos mais tarde, passar bem. 

Entra dentro do taxi. Muryellen dá tchau. 

Alexia – Vai ter volta vadia, vai ter volta… Vou retribuir com a mesma moeda, vai vendo. Pior que não posso nem chantagear mais a desgraçada, se ela descobre que não tenho mais o vídeo salvo, vou pra vala!  

STOCK-SHOTS – AMANHECE  

Amanhece em Paris. 

CORTA PARA: PARIS – HOTEL – INTERIOR – RESTAURANTE – MANHà

Muryellen e Vitório sentam em mesa próxima da piscina para tomar café da manhã. Alexia está sentada no balcão.  

Alexia – Dois sucos por favor, um de laranja natural e o outro suco detox de melancia com gengibre.   

Atendente atende pedido e a entrega. Alexia põe pó branco no suco de melancia.  

Alexia – Laxante em pó isso vai acabar dando merda, literalmente. 

Ri. Em off, pede para garçom levar bebidas para o casal. 

Garçom – Com licença… 

Vai pondo sucos na mesa. 

Vitório – Acho que houve um engano, eu e minha esposa chegamos agora, nem atendidos fomos. 

Alexia – Aquela moça sentada lá dentro enviou para vocês. É um suco de laranja e o outro detox de melancia com gengibre. 

Muryellen – É o meu preferido… Agradeça a ela, ficamos com os sucos. 

Muryellen ingere suco com laxante.  

Vitório – Simpática a sua amiga, não? Deveríamos chama-la para sair hoje a tarde conosco, o que acha? 

Muryellen – Respondo depois, esta é a hora sagrada do meu detox matinal. Vai se acostumando!  

No balcão, Alexia ri. 

Alexia – Bebe, bebe tudo, bebe porque me custou caro. 

Alexia toma capuccino.  

SONOPLASTIA: TEMA ALEXIA – ESPERTA (ANA CAROLINA)

SP – CIDADE DO INTERIOR – CASA ALICE – QTO – MANHà

Mãe de Alice adentra ao quarto com bandeja de comida.  

Mãe de Alice – Filha? Filha aonde você está?! Trouxe café da manhã! 

Vai procurando, enquanto Alice de baixo da cama aproveita distração da mãe, corre para fora e a tranca. 

Alice – Desculpa mãe mas pelo meu sonho sou capaz de tudo! Não abro a mão dele por nada! 

Mãe de Alice – Alice volta aqui, me tira daqui, abra essa porta, Alice! 

Alice foge. 

CORTA PARA:  SP – CIDADE DO INTERIOR – KITNET RENATO – MANHà

Renato arruma as malas. 

Renato – Por ora nesta cidade não fico mais. O povo sem talento, não servem nem para serem vitimas de golpe. 

Batem na porta. Ele atende. 

Renato – Você? O que faz aqui?! 

Alice – Pronta para ir à São Paulo e você? Preparado?

estoudisposta2

CORTA PARA:  FIM DO CAPÍTULO.

ADNTV

Anúncios

Sobre Nando Braga

Autor, colunista, diretor e postador, Fernando Braga mais conhecido como Nando Braga iniciou carreira na blogosfera em 2014. Fez parte da primeira equipe do ADNTV Life (também foi diretor do mesmo), filial do ADNTV quando foi convidado pelo ex-chefe a integrar casting de autores da matriz. Estreante em um site de grande destaque, Nando sobressaiu e superou todas as expectativas com a sua web-novela Clichê Adolescente 2. Hoje, trabalha com exclusividade com o ADNTV.

Publicado em 27 de julho de 2015, em ADNTV, ADNTV Dramaturgia, Pandemônio e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: