Clichê Adolescente 2 – Penúltimo Capítulo

sp3

UMA NOVELA DE NANDO BRAGA 

DIREÇÃO DE VINNY LOPES  


fundo_transparente2 

Clara – Espera aí, esse resultado está errado! Aqui diz que você é a minha irmã?! 

Denise – Como assim…? O que usou meu para fazer o teste? 

Clara – Uma escova de cabelos em cima da penteadeira. Peguei a duas semanas atrás! 

Denise – Tá explicado… Era da Giovanna, aquele dia que vocês duas brigaram, o dia que você descobriu que ela estava viva, a minha filha procurava pelo pente. 

Clara – Mas e o resultado? Ele aponta que somos irmãs!  

Denise – E são!  

Clara – Que história é essa?! 

Denise – A Giovanna é filha do seu pai. Ela é fruto duma relação proibida mas tão prazerosa… Uma das melhores trepadas que tive na vida foi com o Hélio. Noite inesquecível… 

[flashback não gravado] 

Na mansão Guterres, empregada recebe bilhete de um menino. Denise vê. 

Denise – O que é? 

Empregada – Um bilhete… É para a dona Tânia. 

Denise – Pra minha irmã? Quer que eu entregue a ela? 

Empregada – Tô cheia de serviço lá na cozinha, a senhorita poderia fazer este grande favor a mim? 

Denise – Com o maior prazer. 

Empregada entrega bilhete e sai. Denise lê. 

Denise – Te espero hoje a noite no meu barco para o jantar. Conto as horas pra te ver, ass Hélio. 

Denise abre sorriso. CORTA Noite chega e ela aparece próxima a embarcação de pesca no porto. Bate na porta do barco. 

Hélio – Deve ser ela… Que bom que chegou!  

Ao abrir, fica surpreso. 

Hélio – Denise…? O que faz aqui? 

Denise pula em Hélio, o agarra e rouba vários beijos a força. 

Hélio – Para, para tá maluca? Eu namoro e amo a sua irmã! A Tânia é a mulher da minha vida! Sai daqui…  

Denise – Não saio mas nem morta! Só te deixo em paz quando realizar a minha vontade…  

Tira a roupa. 

Denise – Me possua? Sou toda sua! 

Hélio – Sai daqui ou eu chamo a polícia! 

Denise – Chame e vai ter que se explicar o porque de uma menor estar no seu barco… A Tânia também vai querer explicações sobre o que faço aqui com você. Acha que vou dizer que vim por conta própria?  

Ela fica de quatro. 

Denise – Anda, vai logo, ainda quero dormir em casa. 

Hélio introduz pênis no anus de Denise, ela sente. 

[fim de flashback]   

Clara dá tabefe em Denise. 

Clara – Não conte lorotas de quem não está aqui para se defender! O meu pai jamais trairia a minha mãe, é loucura sua imaginar que eu acreditaria nisso! 

Denise – E os exames? Não confiava tanto neles? Garota, não tampe o sol com a peneira, veja as coisas como elas realmente são, aceite. O seu pai era como todos os homens são, safados e infiéis. Ele não prestava!  

Olhos de Clara enchem de lágrimas. Choro escorre. 

LAGUNA/SC – CASA MAX – INTERIOR – SALA – MANHà

Chica conversa com Max pela webcam do computador. 

Chica – Está ainda mais belo meu filho, tá lindo… O que a Clara achou? Como estão? 

Max – Ela aprovou só não gostou muito porque o assédio aumentou… A Clarinha desde sempre foi ciumenta. Mãe, quero que veja algo. Será que ela aceita? 

Mostra aliança. 

Chica – Meu filho, que isso? Aonde conseguiu esse anel? Deve ter custado uma nota preta! 

Max – Pela Clarinha, todo esforço é válido. Vou pedi-la em casamento.  

Companhia de Chica toca. 

Chica – Já volto meu filho… 

Ela se levanta da escrivaninha e abre a porta da casa.  

Chica – Jesus Maria José, isso não é possível! Tânia é você?! 

Tânia entra. 

Tânia – Minha amiga preciso da sua ajuda. Como pode ver eu não morri.  

Max assiste a cena. 

Max – Não… Não… Isso não é real. A mãe da Clara, viva? O Albatroz precisa saber disso… 

Giovanna – O que a minha precisa saber? 

Max – Vem cá ver, a sua tia Tânia, a mãe da Clara, tá vivinha da silva. 

Giovanna – Como? Mas ela não estava morta?! 

Max – Pra você ver como não é só você e o lazaro que foram ressuscitados.  

SP – APTO MAJU E VITOR – INTERIOR – QTO – MANHà

Maju fazia a mudança. Não há mais nenhum móvel no apto. No chão encontra foto do casamento dela e de Vitor. [flashback não gravado] 

Num belíssimo jardim, é realizada a cerimônia de casamento de Maju e Vitor. 

SONOPLASTIA: TEMA MAJU E VITOR – NAMORA COMIGO (PAULINHO MOSKA)

Vitor – Eu me comprometo a amá-la seriamente, em todas suas formas. Agora e para sempre. Prometo que nunca vou esquecer que o nosso amor é um amor para toda a vida. E sempre saber na parte mais profunda da minha alma que não importa quantos desafios podem querer nos separar, sempre encontraremos o caminho de volta para o outro. Sempre teremos o nosso amor para nos refugiar, sempre teremos a paz de olhar um nos olhos do outro e saber que não precisamos de mais nada, só existe naquele breve espaço do olhar. 

Diz colocando a aliança. 

Maju – Prometo defender o nosso amor e estimá-lo acima de qualquer coisa. Prometo ser compreensiva, tolerante e paciente. Prometo cuidar de cada uma das suas necessidades. Prometo respeitá-lo e amá-lo completamente. Não importam quais obstáculos enfrentemos, o meu amor por você se manterá intacto, forte e perfeito. Enfrentamos tantas coisas juntos, que não existem maneiras de um dia chegarmos ao fim. Nosso amor é eterno e se eternizará na vida dos nossos filhos. 

Termina de colocar as alianças. 

Cerimonialista – Podem se beijar! 

Eles se beijam. Convidados aplaudem. 

Maju e Vitor, sem áudio – Te amo. 

[fim de flashback] 

Gustavo – Tem mesmo certeza do que está fazendo prima? Em alugar o seu apartamento pra eu e a Lia morarmos? 

Maju – Absoluta… Só espero que aqui sejam felizes o quão eu não fui. 

Entrega chaves. 

Maju – Bem-vindo ao seu lar. 

Se abraçam. Maju emocionada. 

SP – CLINICA DE DNA – INTERIOR – SAGUÃO – MANHà

Letícia entra e vai ao balcão de atendimento. Vitor a seguia. 

Letícia – O que faz aqui? 

Vitor – O mesmo que você, vim buscar o resultado do DNA. Se contava em adulterar o exame, a intenção está descartada. 

Letícia – Quem não deve não teme. Maravilha que veio, assim possamos comemorar o resultado almoçando num restaurante aqui perto. E eu pago, você está desempregado, a conta vai ser toda minha.  

Secretária entrega resultado para Letícia, ela nem olha e dá nas mãos de Vitor. Ele abre e vê. 

Letícia – Se existia duvidas, agora não existem mais… Dito e comprovado, você é o pai do meu filho. Vai assumir?  

Diz cinicamente. 

SP – CASA LIA – INTERIOR – QTO – MANHà

Com malas nas mãos, Lia fecha porta do quarto.  

Lia – Então é isso… Vou sentir muita falta disso tudo aqui. Espero que vocês possam me perdoar. 

Mãe de Lia – Deveria esperar que o senhor dos céus te perdoe. Vou rezar pela sua alma contaminada pelo mundo devasso. 

Lia vai saindo. 

Lia – Benção pai? 

Ele se recusa. 

Pai de Lia – Pai? Mas eu não tenho filha… 

Cabisbaixa, Lia deixa a casa. Mãe dela se emociona, ele contém emoção com a raiva. 

SP – CONSTRUTORA GUTERRES – INTERIOR – ESCRITÓRIO DENISE – MANHà

Giovanna invade escritório, Clara e Denise ainda conversavam. 

Giovanna – Mamãe você não vai acreditar… 

Vê Clara. 

Giovanna – Só pensar na diaba que me aparece… Bom que já mata dois coelhos numa machadada só. Ao contrário do que você e os seus irmãos pensam, a sua mãe está viva Clara. Já pode voltar de onde nunca deveria ter ousado a sair!  

CORTA PARA: LAGUNA/SC – CASA MAX – INTERIOR – SALA – MANHà

Chica e Tânia tomam café. 

Chica – Comadre você precisa da minha ajuda para encontrar o Hélio? 

Tânia – Faria esse favor Chica? Há três semanas o procurando pela redondeza toda e sozinha não o encontro. 

Chica – Ele está mesmo vivo? 

Tânia – Creio que sim. Comadre eu sinto que o meu marido possa estar mais perto do que imagino. 

CORTA PARA: HOSPÍCIO – INTERIOR – SALA DE ARTES 

Hélio junto a outros pacientes pintam em telas. Ele pinta um barco em meio a uma forte tempestade no mar durante a noite. [flashback]  

Embarcação sofre com a forte tempestade e as grandes ondas do mar. Hélio lança ancora e entra no barco.  

Hélio – Querida, querida acorde! Estamos quase naufragando!  

Tânia – Afundando? Hélio faça alguma coisa! As crianças precisam de nós, não podemos morrer!  

Hélio – Agora é rezar e esperar o tempo melhorar!  

Se abraçam. Do lado de fora, ancora da embarcação não funciona e barco colide em rocha, quebrando quase todo.  

[fim de flashback] 

Hélio – A minha memória… Parece que estou recordando… Hélio… Me chamo Hélio? 

Psicólogo – Está tudo bem? Parece tenso…  

Hélio – Eu me chamo Hélio! 

STOCK-SHOTS – ANOITECE  

Noite em São Paulo. 

SONOPLASTIA: TEMA NOITE – WAITING FOR LOVE (AVICII)

CORTA PARA: SP – GALERIA DO ROCK – INTERIOR – BOUTIQUE DE ROUPAS – NOITE 

Sabrina fecha a loja. Naty limpa pistola. 

Sabrina – Naty, que isso?  

Naty – Uma pistola… Nos dias de hoje andar armada é sinônimo de segurança. Pega e sinta o poder! 

Entrega a Sabrina a pistola, que fica admirando. 

SP – GALERIA DO ROCK – INTERIOR – PARAÍSÃO BAR – NOITE 

Léo está sentado bebendo cerveja no balcão. [flashback] 

Léo usa maconha junto a outros usuários.   

Bandido – Léo chega mais!  

Léo se aproxima.  

Bandido – Você que é um cara safo, não quer evoluir? Irmão, quem usa maconha é gente pobre e velha. Tenho uma paradinha ainda melhor… Se liga!  

Mostra comprimido.  

Bandido – Metanfetamina… Viagra é rolha perto dela.  

Léo – Quanto?  

Bandido – Pra você camarada, faço por 200 pilas. 

[fim de flashback] 

Lis aparece. 

Lis – Tá na hora aluno Régis… Hoje o senhor não escapa da aula de dança! 

Régis – Veio me buscar? Só porque cabalaria hoje. Leonardo pode dar uma olhada no caixa do bar? A gerente não veio, o Luca está de folga… 

Léo – Vai na paz pai, o Paraísão nunca esteve tão seguro como vai estar. 

Régis é puxado por Lis para fora. Léo vai atrás do caixa e abre. Pega o celular e faz ligação. 

Léo, celular – Entrega a domicilio a metanfetamina? Quero duas cartelas… Melhor, três! 

Tira do caixa montante de dinheiro. Câmera filma. 

SP – FLAT GUI E NATY – INTERIOR – QTO GUI – NOITE 

Gui toca tema musical dele e Luca. [flashback] 

Luca – Gui!  

Luca corre, pula e empurra Gui, os dois caem no chão, estão muito próximos um do outro.  

Luca – Tá maluco?! Quase foi atropelado!  

Gui – O meu sonho acabou… Cantar é uma ilusão.  

Luca – Tá chorando? Porque está falando isso? Gui você é o melhor cantor que já ouvi.   

Gui – Acha mesmo?  

Luca diz sim balançando a cabeça.  

Luca – Acho…   

Trocam olhares e sorrisos, Luca se aproxima e beija Gui.  

Gui – Porque fez isso?  

Luca – Me deu vontade, agi mal?  

Gui – De onde saiu aquele, tem mais?  

Sorriem e se beijam. Motoristas buzinam. 

[fim de flashback] 

Companhia toca. CORTA Gui abre a porta, é Luca. Eles se olham. Após segundos, se beijam intensamente. Vão aos beijos para o quarto de Gui, um tira a roupa do outro, se jogam na cama. CORTA Gui está sob o pênis de Luca deitado. 

Gui – Nunca fiz isso, não com um homem. 

Luca – Você não era gay? 

Trocam de posição. Gui introduz pênis no anus de Luca. 

Gui – Antes? Não… Até namorada tinha. Mas agora transando com você, hétero é o que não somos. 

SONOPLASTIA: TEMA GUI E LUCA – PAPEL PICADO (NANDA SAFF)

CORTA PARA: SP – FLAT GUI E NATY – INTERIOR – NOITE 

Apartamento todo escuro, sem luzes acesas. Sem fazer ruídos, Naty vai entrando. Ao se dirigir para o quarto, ouve gemidos vindo do quarto de Gui. A porta está entreaberta, ela flagra namorado e amigo transando.  

Naty – Bando de viados!  

Gui – Naty?! 

Luca – Querida?! 

Ela saca pistola da bolsa. Atira duas vezes, mas não é mostrado. CAM mostra na janela os respingos de sangue.

CORTA PARA:

fimdocap

Curta a fan page de “Clichê Adolescente 2” e fique por dentro do que vem por aí >> Fb.com/clicheadolescente

capa mae

@ESTREIA_SEGUNDA:CA3banner01

ADNTV

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s