Clichê Adolescente 2 – Capítulo 07

sp3

UMA NOVELA DE NANDO BRAGA 

DIREÇÃO DE VINNY LOPES  


fundo_transparente2

Várias moças aguardam por Frida no saguão. 

Frida – Boa tarde meninas, certamente estão pensando, ou falando entre vocês mesmas sobre quem irá avaliar as senhoritas, que no caso sou eu. Quero alguém de confiança, com quem eu possa compartilhar a minha intimidade e de toda a família Guterres. Por isso me dispus a entrevista-las. A seleção estava marcada para as duas e são exatamente duas da tarde, portando vamos iniciar. Quem é a primeira? 

Clara – Sou eu dona Frida Guterres!  

Elas se olham, Frida sorri. 

Frida – Vamos entrando… 

Frida abre a porta de seu escritório e Clara adentra. 

Frida – Que linda você, tem uma aparência bastante familiar, sabia? Me lembra a minha… Filha. Uma delas. [flashback] 

20 anos atrás… Denise mostra fotos de Tânia beijando o pescador Hélio. 

Frida – O que são essas fotos?! A Tânia beijando o filho do dono da banca de peixes? 

Denise – Acredita mamãe é real. As fotos estão aí pra comprovar!  

Tânia aparece. 

Frida – Pode me explicar que indecência é esta?! 

Tânia – Indecência aonde? Só vejo dois namorados se beijando. Este ângulo não me valorizou, me deixou gorda… Não acha? 

Frida – Não criei filha pra namorar pescador! Não paguei a melhor escola pra ver a minha filha se rebaixar a tanto! Á partir de hoje você está proibida de encontrar com este rapaz ou eu não respondo por mim! 

Tânia – E o que a mãe pensa em fazer pra me impedir disso? Cortar a mesada? Me colocar num colégio interno? Um de freiras?! 

Frida – Te deserdo!  

Tânia – Já me considero deserdada. Eu amo o Hélio, e herança ou dinheiro nenhum vão mudar isso! 

[fim de flashback]  

Clara – Dona Frida, a senhora está bem? 

Frida cai em si. 

Frida – Tem alguma experiência? Já trabalhou em casa de família? 

Clara fala em off, Frida ainda abalada. 

SP – DELEGACIA DA MULHER – EXTERIOR – TARDE 

Lia e Gustavo saem da delegacia. 

Lia – Obrigada por ter me salvado. Jesus que pesadelo! 

Ela chora. 

Gustavo – Agora com a queixa feita talvez ele te deixe em paz. A polícia vai ficar em cima, estão a procura dele. Pode contar comigo. Serei seu guarda-costas a partir de agora. 

Ela ri. 

Gustavo – Tá rindo do que? 

Lia – Você me salvou e nem sei o seu nome. 

Gustavo – Não seja por isso, prazer Gustavo. 

Lia – Lia… 

Dão a mão e se olham. Celular de Gustavo vibra, é Denise, ele rejeita ligação. 

SONOPLASTIA: TEMA LIA E GUSTAVO – TAKE YOUR TIME (SAM HUNT)   

CORTA PARA: MANSÃO GUTERRES – INTERIOR – QTO DENISE – TARDE 

Deitada na cama, Denise usa telefone. 

Denise, telefone – Perdi a quantidade de vezes que já telefonei pra você hoje. Retorne se possível. 

Desliga telefone. Giovanna entra. 

Giovanna – Tem um minuto mamãe? 

Denise – Pra você tenho horas querida! Que foi pra estar há esta hora aqui e não na boutique? 

Giovanna senta na cama.  

Giovanna – Tenho uma notícia nada agradável. Adivinhe quem resolveu mexer no passado? A vovó contratou um detetive para encontrar a tia Tânia. Ouvi os dois conversarem, há esta hora ele deve ter chegado na cidade aonde ela está. 

Denise – Que? Não pode ser possível! A sua avó jurou jamais buscar pela Tânia! 

Giovanna – Pois é mamãe, pelo visto não seremos mais as únicas herdeiras da dona Frida. 

Denise – Não se depender de mim. Ouviu a sua avó dizer o nome do detetive? 

Giovanna – Freire, ele se chama Freire. 

Denise fica pensativa. 

SP – CASA LÉO – INTERIOR – QTO 

Léo vai entrando em seu quarto e se depara com Régis o organizando. 

Léo – Que merda é essa? Com que direito fizeram isso?! Cadê as coisas, as bagunças do meu quarto?!  

Régis – Você não está em condições de exigir nada, sou teu pai e por mais que doa, me deve e exijo respeito! 

Léo – Você exigir respeito? Quanta hipocrisia! Que moral tem um ex-dependente químico que espancava a mulher? Quando não sobrava pro filho… Se sou como sou, um monstro, o culpado disso é você! 

Régis – Achei isto daqui em meio as joças que estavam servindo como abrigo a ratos no seu quarto, espero que há uma explicação à altura da surra que vai levar! Seja sincero, essa porra é droga? Meu filho, você está fumando maconha? 

Léo abaixa a cabeça. 

Régis – Saia dessa casa agora! 

Léo – Tá falando sério? Tá me expulsando da casa que era da minha mãe? 

Régis – Saia daqui agora! E agradeça que eu não chame a polícia. 

Ele deixa o local. Léo, nervoso fecha a porta. 

Léo – E agora? Pra onde eu vou? 

Senta na beirada da cama. 

STOCK-SHOTS – ANOITECE 

Noite chega. 

SONOPLASTIA: TEMA NOITE – WAITING FOR LOVE (AVICII) 

CORTA PARA: HOTEL CLARA – INTERIOR – QTO

Sentada próxima a telefone em cima de mesa, aflita Clara aguarda por telefonema. Ele toca.

Clara, telefone – Alô? Sou eu mesma, Clara! Passei no teste?! Tô contratada?! Não vão se arrepender, começo quando? Amanhã, já? Ótimo, estarei aí assim que o sol nascer. Eternamente grata! Não vão se arrepender…

Desliga o telefone e comemora.

SP – TEATRO – INTERIOR – NOITE 

Luca assistia o ensaio da peça teatral de Gui, que ao término, desce do palco. 

Luca – Cantor eu já sabia, ator é novidade. Tem mais algum outro dom oculto? 

Gui – Alguns… Deseja conhecer mais uma das minhas façanhas? Olha que são muitas! 

CORTA PARA: APTO. GUI – INTERIOR – COZINHA – NOITE 

Luca e Gui jantam. 

Luca – Tenho que confessar; como cantor, ator e cozinheiro, você é ótimo nos três!  

Risos. 

Luca – Mora sozinho? 

Gui – Divido o apê com uma amiga. Como pode ver, ele não é lá grandes coisas, mas é o que o dinheiro dá. 

Luca – Já pensou em trabalhar fichado em alguma empresa? 

Gui – Sou artista e pela arte posso passar até fome! É o que escolhi pra mim. Me lembrei de uma coisa… Te devo uma música!  

Gui pega violão. 

Gui – Quer que eu cante o que? Não seja modesto, peça qualquer uma, até internacional, arrisco no inglês. 

Luca sorri. Naty entra no apto. 

Naty – Incomodo? 

Gui – Nunca, chega mais Naty! Quero te apresentar o meu mais novo amigo e fã, Luca. Luca essa é a Naty, a amiga quem divido o flat. 

Luca e Naty – Prazer… 

Se cumprimentam com um beijo na bochecha e trocam olhares. 

SC/LAGUNA – CASA MAX – INTERIOR – SALA DE JANTAR – NOITE 

Chica dá jantar e recebe os novos vizinhos, Márcia (41), Lúcio (42) e Meire (18). Max chega em casa.  

Chica – Finalmente Max você chegou… Quero que conheça os nossos novos vizinhos… Esta é a Márcia, Lúcio e a filha deles Meire. 

Max – Tudo bom? Mãe tô indo pro quarto, muito cansado! 

Ele vai caminhando em direção ao quarto. 

Chica – E a janta?  

Max – Comi fora! 

Ele entra. Todos ficam sem graça, principalmente Meire. 

SP – CASA LIA – INTERIOR – QTO – NOITE 

Pela janela, Lia observa as estrelas. [flashback] 

Gustavo – […]Agora com a queixa feita talvez ele te deixe em paz. A polícia vai ficar em cima, estão a procura dele. Pode contar comigo. Serei seu guarda-costas a partir de agora. 

Ela ri. 

Gustavo – Tá rindo do que? 

Lia – Você me salvou e nem sei o seu nome. 

Gustavo – Não seja por isso, prazer Gustavo. 

Lia – Lia… 

Dão a mão e se olham. 

[fim de flashback] 

Sem Lia ver, alguém entra no quarto. 

Gabriel – Querida, cheguei. Que saudades estava de você meu anjo. Só Deus sabe como sofri. 

Lia – Gabriel?

fimdocap

Curta a fan page de “Clichê Adolescente 2” e fique por dentro do que vem por aí >> Fb.com/clicheadolescente

capa mae

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s